It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Ex-mulher de Michael Jackson ameaça Dr. Conrad Murray de morte

Debbie Rowe, mãe dos dois filhos mais velhos de Michael Jackson, com quem foi casada por três anos, não mediu as palavras ao rebater os comentários do ex-médico Conrad Murray - o antigo cardiologista do cantor declarou em uma entrevista que o Rei do Pop ’não gostava de fazer sexo com Debbie’.
Revoltada, Debbie ameaçou Murray de morte, segundo o TMZ. “Em menos de 18 meses um fã de Michael Jackson vai matar Murray, e eu vou comprar a bala. Eu não mataria ele, mas compraria a bala… Uma de ponta oca”, disse ela. A bala da ponta oca é proibida em conflitos internacionais pela Convenção de Haia de 1899, por ser considerada desumana e altamente leta. A munição se estilhaça uma vez que está dentro do corpo humano, atingindo vários órgãos. Debbie comparou Murray com um cachorro feio e usou palavras de baixo calão para ofendê-lo. Ela também alfinetou o ex-médico, que perdeu a licença após ter sido condenado a dois anos de prisão pela morte de Michael Jackson, dizendo que ele não pode nem mais escrever prescrições. Antes de encerrar a entrevista com o TMZ, Debbie comentou as recentes declarações de Murray sobre a morte de Michael Jackson – ele afirmou que o cantor se matou injetando uma dose fatal do medicamente Propofol, enquanto o ex-médico estava fora do quarto. “Ele é tão nojento que está destruindo os mortos. O júri certamente não vai comprar esta história”, declarou. Michael Jackson morreu aos 50 anos no dia 25 de junho de 2009. Ele teve dois filhos com Debbie, o primogênito Prince, de 16 anos, e a menina Paris, de 15 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário