It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

sábado, 6 de outubro de 2012

Editoras não tem interesse em publicar livro de Dr. Conrad Murray sobre Michael Jackson

Dr. Conrad Murray está escrevendo um livro que “conta tudo” sobre Michael Jackson, mas até agora as editoras lhe disseram que não estão interessadas.
O médico que foi condenado a quatro anos de prisão pelo homicídio culposo da morte do Rei do Pop declarou que esta escrevendo um livro de memórias sobre seu trabalho com o cantor e amigos, alegando que Michael lhe confidenciou seus “mais profundos segredos”. Uma fonte próxima a Murray disse: “Dr. Murray passa a maior parte de seus dias escrevendo o que ele está dizendo a amigos que se tornará um livro contando tudo sobre o que realmente aconteceu nos últimos dias de vida de Michael Jackson. Murray acredita que o público quer saber sobre o tempo que ele passou com Michael.” Murray disse que Michael confidenciou seus segredos sobre seus verdadeiros sentimentos sobre sua família, o julgamento por abuso sexual infantil e seus três filhos. Murray afirma que os filhos do Michael o viam como um membro da família e o amava. O médico espera que o livro possa lhe ajudar a melhorar sua imagem pública e levantar algum dinheiro. A fonte contou para o RadarOnline.com: “Isso tudo é dinheiro para o Murray, embora ele esteja absolutamente falido e precisando desesperadamente de dinheiro, ele sente que o livro pode ajudá-lo a reabilitação a sua imagem e a obter sua licença médica de volta. “ No entanto, Murray que deverá ficar apenas dois anos na prisão por causa da superlotação, poderá enfrentar problemas para publicar seu livro, pois até agora ele não recebeu nenhuma proposta. A fonte disse: “Várias editoras foram contatados e manifestaram pouco ou nenhum interesse em publicar qualquer livro escrito por ou sobre o Dr. Murray.” “Um editor disse que mesmo que o Dr. Murray assumisse total responsabilidade pela morte de Michael Jackson não haveria interesse. Dr. Murray não é apenas uma pessoa empática é o público que não quer ouvir nada dele, ponto. “

Nenhum comentário:

Postar um comentário