It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Dr. Conrad Murray acusa Katherine Jackson por abandonar seu filho Michael Jackson

Dr. Conrad Murray, que foi condenado pelo homicídio involuntário de Michael Jackson, fez um ataque chocante contra a mãe do cantor.
Dr. Murray acusou Katherine Jackson, 82, de deixar seu filho Michael Jackson de lado e “não estava lá”, enquanto ele estava vivo. O médico de 59 anos fez o comentário quando foi lhe perguntado se ele iria pedir perdão por ter dado um coquetel de medicamentos para o astro na noite lhe que ele morreu há três anos atrás. “Katherine Jackson não tem que me perdoar pela morte de seu filho, porque eu não sou responsável por sua morte. Não há nada para ela me perdoar”, disse ao Daily Mail. “Eu poderia dizer isso: se tem alguém disposto a perdoar a senhora Katherine por ela não ser a mãe que ela poderia ter sido para seu filho, seria Michael perdoar a sua mãe por ela não ser a mãe que queria estando lá o tempo todo.” , disse. Dr. Murray, que cumpri quatro anos na cadeia de Los Angeles, disse que está “mais do que feliz” e disposto a sentar-se com Katherine para falar sobre seu filho. Enquanto respondeu a um telefonema da prisão, Dr. Murray mostrou nenhum remorso sobre seu papel na morte de Michael Jackson e alegou que ele estava mais perto de seus filhos, Prince, Paris, e Blanket, do que própria família do astro. Mas Dr. Murray, que começou a sua sentença há nove meses atrás, ainda mantém sua inocência e afirmou Michael Jackson injetou se em si mesmo o Propofol, um medicamento utilizado como sedativo em pacientes antes das operações. TMZ

Nenhum comentário:

Postar um comentário