It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

sábado, 5 de novembro de 2011

Defesa do médico de Michael Jackson contra ataca acusação

Os advogados de defesa do Dr. Conrad Murray, Ed Chernoff, saiu atirando contra a acusação em seu discurso de encerramento dizendo ao júri, “Eles querem que vocês condenem o Dr. Conrad Murray pelas ações de Michael Jackson, eles simplesmente não querem dizer isso.”


Chernoff foi direto, “Dr. Murray não matou Michael Jackson”. Alegou que Michael Jackson se matou por administrar em si mesmo medicação de prescrição.

Chernoff afirma que a promotoria não conseguiu provar que o Dr. Murray deixou MJ no gotejamento com Propofol antes de o cantor morrer e sem uma pinga-pinga, não há como a acusação provar que o Dr. Murray sempre colocou a vida de MJ em perigo.

“Eles não podem provar um crime, mas eles realmente precisam provar um crime” disse Chernoff.

Chernoff afirma que a explicação mais lógica é ..”Michael Jackson entrou em seu banheiro pessoal e engoliu Lorazepam e o Dr. Murray não sabia.”

Ele acrescentou: “Alguém tem que dizer isso. Se fosse qualquer outra pessoa, mas que não fosse Michael Jackson, será que o médico estaria aqui hoje?”

Chernoff começou a sentir calor. Ele apenas bebeu um copo de água e brincou: “Está quente aqui ou é só comigo?”

Chernoff concluiu pedindo ao júri para tomar a sua decisão a sério dizendo: “Isto não é um reality show, isto é a realidade … Eu espero que vocês façam a coisa certa e encontrarem que o Dr. Murray não é culpado”.

MJ_Speechless

Nenhum comentário:

Postar um comentário