It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Katherine_:“Quatro anos não vão trazer o meu filho de volta”




Katherine Jackson, mãe do astro Michael Jackson, saiu do tribunal nesta terça-feira, dia 29, insatisfeita com a pena sentenciada a Conrad Murray. “Quatro anos não vão trazer meu filho de volta, mas essa é a lei e pelo menos ele pegou a máxima”, disse. As informações são do jornal “Daily Mail”.

Já a namorada do ex-médico, Nicole Alvarez, não concordou com os argumentos do juiz, o qual alegou que Murray não demonstrou qualquer tipo de arrependimento ou emoções. "Ele passou os dois últimos anos muito triste", contou. Nicole também chegou a dizer que a sentença foi “ridícula”.

Nesta terça-feira, dia 29, saiu a sentença final do julgamento de Conrad Murray, que se desenrolou por seis semanas – ao ouvir testemunhas e analisar provas. A Corte decidiu que o médico ficará quatro anos na prisão, sem direito à condicional.

Uma próxima audiência, marcada para 23 de janeiro, decidirá se Murray terá que pagar indenização aos filhos e herdeiros do cantor.

mj_speechless

Empresa que fez tributo a MJ tem falência anunciada

A Global Events LLP, promotora de Michael Forever, tributo a Michael Jackson realizado no dia 8 de outubro no País de Gales, está falida. De acordo com informações do jornal britânico The Guardian, o promotor do evento tem dívidas de milhares de dólares relativas ao show, principalmente aos contratantes que trabalharam para ele na ocasião.



A empresa que realizou o tributo foi fundada pelos cineastas Michael Henry e Chris Hunt em março de 2011, apenas três meses antes do concerto ocorrido no Cardiff Millennium. Desde o início, sua realização foi contestada pelos detentores dos direitos do astro pop, que afirmaram não terem sido consultados para o uso de sua imagem, e alguns de seus familiares, cujas críticas foram em relação ao fato de o show ofuscar o julgamento de Conrad Murray – condenado nesta terça-feira (29) a quatro anos de prisão pela morte de Michael.

Tais empecilhos levaram alguns artistas de renome, como Jennifer Hudson e The Black Eyed Peas, a desistir de participar do show. Ainda assim, ele ocorreu e, segundo a organização, teria tido os ingressos completamente esgotados.

De acordo com documentos, os dois fundadores da Global Events LLP deixaram a empresa exatamente no dia de Michael Forever. Indagado pelo periódico Western Mail a respeito do assunto, Michael Henry afirmou que qualquer dúvida relacionada a ele deve ser esclarecida diretamente com seus atuais administradores.

MJ_Speechless

Jermaine Jackson diz: “Isso não é justiça”,

Jermaine Jackson, irmão de Michael Jackson, disse ao tabloide britânico “The Sun” nesta quarta (30) que a sentença de quatro anos de prisão para Conrad Murray por homicídio culposo não foi justa. “A verdadeira justiça não deveria ser tão vazia e sem sentido como parece agora”, disse.



O também cantor completou que, para ele, a justiça só seria feita se o médico ficasse preso por décadas. “Uma vida encarceirado pela vida perdida por causa de suas escolhas irresponsáveis e desrespeito à vida humana”, sugeriu. “Eu só espero que para cada dia que Murray fique na prisão, ele seja assombrado pelo que fez, da mesma maneira que temos sido assombrados por aquilo que ele não fez – manter Michael vivo e saudável”.

Jermaine diz que não culpa o juiz Michael Pastor pela decisão, já que “suas mãos estavam atadas” pois a sentença máxima era de quatro anos. “O que eu apreciei foi a forma como o juiz se ‘dissociou’ das hipóteses de que Michael teria morrido com ou sem o envolvimento de Murray”.

De acordo com o “The Sun“, Katherine Jackson, mãe de Michael Jackson, disse a repórteres na saída do tribunal que “quatro anos não são suficientes pela a vida de alguém”.

A a pena do médico Conrad Murray foi divulgada nesta terça-feira em Los Angeles. A Justiça negou o pedido da defesa do médico para que ele cumprisse liberdade condicional.

Murray deve cumprir a pena na prisão de Los Angeles e já tem um crédito de 46 dias cumpridos. No entanto, de acordo com uma nova lei da Califórnia, é possível que o médico não fique na prisão do Estado, e sim numa prisão local, em que irá cumprir, no máximo, metade do tempo previsto.

A Justiça também ordenou que o médico pague US$ 800 de multa e US$ 43 de taxas. Quanto à quantia que a promotoria havia pedido de indenização –US$ 100 milhões–, o juiz Michael Pastor não se pronunciou.

Durante o anúncio da sentença, Pastor parecia bravo. Apesar de dizer que Murray não era “nem santo, nem demônio”, ele salientou que o médico pareceu não demonstrar remorso pela morte de Michael Jackson, “como se não tivesse qualquer ligação com o cantor”.

MJ_Speechless

Mãe do Dr. Conrad Murray não conhece direito seu filho

Está matéria é para a mãe do Dr. Conrad Murray. A Sra. estava errada quando disse ao juiz Michael Pastor que seu filho nunca bebeu em sua vida, e temos a prova – 80 provas.




A mãe do Dr. Murray escreveu uma carta ao juiz Michael Pastor antes de sua sentença, pedindo misericórdia pelo seu filho e afirmando que o Dr. Conrad é uma boa pessoa que “nunca bebeu álcool, usou drogas ou fumou cigarros em sua vida.”

Mas aqui está a prova. O TMZ conseguiu uma foto do médico em que ele estava em uma festa em suas férias em Las Vegas no final dos anos 90.

Você vê os três copos nas mãos do Dr. Murray. As pessoas que participaram da festa contaram que o Dr. Murray bebeu champanhe e cocktails durante toda a noite.

Pelo menos na prisão ele não irá ter tempo extra para esta mentira.

mj_speechless

Nicole Alvarez diz que sentença do Murray é ridícula

A mãe do filho do Dr. Conrad Murray, Nicole Alvarez está furiosa com a pena máxima que foi imposta para o médico, alegando que a decisão do juiz Michael Pastor foi “ridícula”.



Nicole saiu com seu filho, insistiu que o Dr. Murray venceu a si mesmo sem parar desde a morte de Michael.

Apesar de que o juiz Pastor afirma que o médico não mostrou remorso pelo seu crime.

Nicole acrescentou, Murray ficou “triste pelos últimos dois anos e meio.”

MJ_speechless

Advogado do Murray admite que documentário foi um erro

O advogado do Dr. Conrad Murray, J. Michael Flanagan admite que o lançamento do documentário do médico contando tudo “provavelmente foi um erro”, mas realmente o médico precisava de dinheiro.



VEJA AQUI O VIDEO

MJ_speechless

Dr. Conrad Murray é condenado à pena máxima

Dr. Conrad Murray foi sentenciado, nesta quinta-feira (29), à pena máxima, de quatro anos de cadeia por administrar uma dose letal de um forte anestésico ao cantor Michael Jackson – morto em Junho de 2009. As informações são do site da revista “People”.



“Ele violou a confiança da comunidade médica, de seus colegas e pacientes”, disse o juiz da Suprema Corte de Los Angeles (EstadosUnidos ), Michael Pastor. “Ele não tem nenhum senso de remorso, nenhum senso de culpa, e isso soa perigoso”, complementou.

Murray, de 58 anos, foi acusado de homicídio culposo, em 2009, pela morte do cantor, aos 50 anos, que se preparava para uma série de apresentações, que teriam início naquele ano no Reino Unido.



Na audição da sentença, a família de Michael disse, através do advogado, Brian Parish: ”Não estamos aqui em busca de vingança. Não há nada que se possa fazer hoje para trazer Michael de volta.”

Como disse o advogado, a mãe de Michael, Katherine Jackson, chegou ao tribunal com os olhos marejados. Quem também compareceu ao julgamento foram os irmãos de Michael, Randy e Jermaine, além da irmã La Toya.




Defesa
O advogado de Conrad, David Chernoff, que disse durante todo o julgamento que o Rei do Pop causou a própria morte pela auto-medicação sem o consentimento de Conrad, deu a entender que Michael não estava tão vulnerável quando os promotores disseram.
“Michael Jackson era uma pessoa sem controles no uso desses medicamentos e Dr. Murray não foi o responsável pela dose letal”, disse David. “Ele foi em busca de outros médicos. Ele era poderoso, famoso, invidualmente saudável, com advogados, seguranças, funcionários e assessores.”

Condicional

O pedido de liberdado condicional, ao invés de encarceramento, foi feito com um longo discurso, falando sobre o bom trabalho do médico antes de cuidar de Michael. E que ele seria melhor à comunidade fora da cadeia. Mas, em uma resposta contundente, o juiz disse que Conrad esteve “envolvido em um péssimo hábito na aplicação da medicina” e “é reconhecido pela péssima conduta envolvendo mentiras e falsidade”. Sobre administrar propofol para ajudar Michael a dormir, disparou: “Ele se envolveu nessa loucura por causa de dinheiro, e não será tolerado por mim”.

De acordo com o site americano “TMZ”, uma nova lei do estado da Califórnia afirma que por qualquer período que seja sentenciado, a pena será automaticamente cortada pela metade. No decorrer do processo, o médico ainda pode conseguir uma prisão domiciliar pela boa conduta e por ser réu primário.

Restituição
O médico, que está preso desde o início do mês, quando foi declarado culpado, saiu do tribunal algemado. A promotoria ainda pediu que ele pague US$ 100 milhões como restituição, uma vez que era essa a quantia que o cantor arrecadaria caso os concertos não tivessem sido interrompidos pela morte do cantor. Para tratar deste assunto, uma nova audiência foi marcada, de acordo com informações do site da revista “People”.

MJ_Speechless

Advogado do Murray expulsa participante de coletiva de imprensa

O advogado de defesa do Dr. Conrad Murray, J. Michael Flanagan apenas fez uma coletiva de imprensa no dia de hoje.



veja aqui o video

Flanagan fez uma declaração alegando que o Dr. Murray “levou 56 anos de uma vida exemplar”, até que foi interrompido por alguém no meio da coletica que disse … “E então ele matou Michael Jackson.”

Flanagan pediu para a pessoa se retirar, mas como nada aconteceu, Flanagan disse: “Eu estou fora daqui.”

MJ_Speechless

Paris Jackson disse que queria morrer junto com Michael

Katherine Jackson disse que assim que Michael Jackson foi declarado morto imediatamente, sua filha Paris começou a chorar e dizendo: “Eu quero ir com você”. Isto de acordo com o Relatório Oficial de Liberdade Condicional obtido pelo TMZ.



No relatório, Katherine dá uma bronca no Dr. Murray pelo seu documentário, no qual o médico coloca a culpa da morte de MJ sobre o cantor e não nele próprio.

O relatório consta: “Durante as filmagens, ele repetidamente afirma que ele não fez nada de errado. Katherine sente que isto acrescentou um insulto à injúria, e mostra que ele claramente não está arrependido.”

Katherine sente que uma sentença de 4 anos é “insuficiente”.

Katherine também disse que ela estava “profundamente ofendida”, que no aniversário da morte de Michael, o Dr. Murray deu um jeito de ser fotografado no cemitério.

MJ_Speechless

Família Jackson diz que não querem vingança e sim justiça

Os pais de Michael Jackson, irmãos e filhos emitiram uma declaração em conjunto para o tribunal, implorando para o juiz Michael Pastor condenar o Dr. Conrad Murray pelo seu crime, mas a família insiste que isto não é uma vingaça.



A declaração diz: “Não há nenhuma maneira para descrever adequadamente a perda do nosso querido pai, filho, irmão e amigo. Nós ainda olhamos com descrença. É possível acreditar realemnte que ele se foi?”

“Como pais de Michael, nunca poderíamos ter imaginado que viveriamos para testemunhar sua passagem. É simplesmente contra a ordem natural das coisas.”

“Como seus irmãos e irmãs, nós nunca seremos capazes de manter, rir ou fazer algo novo com nosso irmão Michael.”

“E como seus filhos, nós vamos crescer sem um pai, nosso melhor amigo, nosso companheiro e nosso pai.”

“Não estamos aqui em busca de vingança. Não há nada que você possa fazer aqui hoje para trazer Michael de volta. Mas vamos manter o amor em nossos corações que Michael incorporou ao longo de sua vida. Sua paixão foi para unificar o mundo através do dom da sua arte.”

“Solicitamos respeitosamente que você imponha uma frase que lembra os médicos que não podem vender os seus serviços a quem pagar mais e deixar de lado o seu juramento de Hipócrates para não fazer mal. Como todos sabemos a partir desta tragédia, isso pode ter resultados devastadores.”

“A Bíblia nos lembra de que os homens não podem fazer justiça, eles só podem buscar a justiça. Isso é tudo que pedimos como uma família. E isso é tudo o que podemos fazer por aqui. “

MJ_Speechless

Dr. Conrad Murray pode pegar pena máxima

Juízes, promotores e advogados criminais que conversaram com o TMZ concoradam que o Dr. Conrad Murray não deve receber a pena máxima de 04 anos de prisão, mas o fato é que ele matou Michael Jackson e isto muda tudo.



As pessoas com quem conversamos disseram frases típicas de uma pessoa na mesma situação do médico, sem histórico criminal e tem um registro de trabalho, o que resultaria em uma “sentença homgénea”, um ano ou dois na cadeia, e depois de um ano ou dois de serviços comunitários.

O juiz Michael Pastor deixou claro quando negou a fiança Dr. Murray que ele vê o crime como gravíssimo, possivelmente com uma pena máxima. É difícil dizer o que o pastor vai fazer, mas quase todo mundo o considera um juiz justo, mas severo.

O fato de o Ministério Público estar pedindo US $ 100 milhões em restituição mostra o quanto Michael Jackson foi à vítima.

A realidade é, em termos de dinheiro, Michael Jackson vale mais morto do que vivo, então não deve haver restituição. Seus três filhos agora terão uma centenas de milhões.

MJ_Speechless

Família Jackson chega ao tribunal para ouvir condenação do Dr. Conrad



Katherine, Jermaine e Rebbie Jackson acabam de chegar ao tribunal de LA momentos antes da condenação do Dr. Conrad Murray.

La Toya Jackson apareceu com Kathy Hilton e Randy Jackson apareceu minutos depois.



MJ_Speechless

Marlon Jackson diz que Deus punirá o médico de Michael

O irmão mais velho de Michael Jackson, Marlon Jackson quer o juiz Michael Pastor dê a punição o máxima no dia de hoje, mas ele insiste que a punição real do Dr. Conrad virá do próprio Deus.



veja aqui o video

Marlon voou ontem para LAX – presumivelmente para audiência de hoje sobre o veredicto – e nos disse que espera que o Dr. Murray receba a pena máxima, mas explica: “O veredicto real não virá do planeta Terra, Deus irá cuidar do que ele precisa cuidar.”

MJ_Speechless

Médico de Michael Jackson conhece hoje a sentença

Dr. Conrad Murray, médico de Michael Jackson, conhece esta terça-feira a sentença após ter sido considerado culpado de homicídio por negligência do “Rei da Pop”.



Dr. Conrad Murray enfrenta uma sentença que poderá ir de liberdade condicional até quatro anos de prisão efectiva.

Os doze jurados consideraram, a 7 de Novembro, que o médico foi responsável pela morte de Michael Jackson, a 25 de Junho de 2009, devido a uma dose excessiva do potente anestésico propofol.

O juri, composto por sete homens e cinco mulheres, deliberou durante apenas oito horas e meia para determinar a culpabilidade do médico.

MJ_Speechless

Mãe do Dr. Conrad Murray implora por misericórdia

A mãe do Dr. Conrad Murray disse que ela está “sofrendo” com uma tristeza imensa, porque seu único filho está preso e tem implorado para o juiz para não penalizar tão forte seu filho.



Sra. Milta Rush enviou uma carta ao juiz Michael Pastor explicando porque o Dr. Murray merece misericórdia dizendo que o médico é uma boa pessoa que “nunca bebeu álcool, usou drogas ou fumou cigarros em sua vida.”

Milta explica: “Ele nunca esteve em conflito com a lei antes e estou com muito medo e preocupada sobre sua sentença. Ele está triste e com remorso da morte de seu amigo Michael Jackson e eu acredito que ele está, certamente, aprendendo a lição da forma mais difícil de sua vida.”

Milta continua, “Eu me simpatizo com a Sra. Katherine Jackson como mãe. Eu sinto sua dor por ter perdido seu filho. Eu sinto que ela estava muito perto de seu filho e eu realmente gostaria de me aproximar dela pessoalmente e dizer-lhe que eu sinto muito pela perda de seu filho, mas eu não tenho certeza se ela seria receptiva, e eu não queria correr o risco de violar as regras do tribunal. Lamento pela sua perda.”

“Juiz Pastor, Conrad, é meu filho e como mãe devo dizer que o conheço por dentro e para fora. Ele está arrependido pelo que aconteceu com Michael e não tinha nenhuma intenção de causar está reação a ele.”

“Eu humildemente peço para o seu coração sentir a consideração de tudo o que eu disse sobre Conrad, e pedir a sua compaixão e clemência em dar-lhe o serviço de reinserção social ou comunitário.”

MJ_Speechless

Filme de Michael Jackson na Argentina encalha em leilão

Um documentário inédito do cantor Michael Jackson gravado durante a turnê de 1993 na Argentina não vendeu em um leilão ocorrido em Londres no último sábado.



A casa de leilões Fame Bureau esperava vender o filme por cerca de 4.000 libras. “Ainda não foi vendido. Ainda estamos conversando com pessoas, mas não foi vendido online”, disse um representante da casa de leilões.

A Fame Bureau culpa o mal desempenho do documentário na venda ao fato de a gravadora de Michael Jackson ter exigido que um trecho do documentário fosse retirado do ar pouco antes de o leilão começar, por violação de direitos autorais, segundo a Reuters.

Michael Jackson deu uma cópia do documentário em VHS para seu motorista, que deseja se manter anônimo. O músico havia dito que não ficou contente com o resultado do documentário, que, consequentemente, nunca foi lançado.

MJ_Speechless

Músicas de Michael Jackson estarão no novo CD de Glee

Em meio a rumores de que Lea Michele e Cory Monteith possam estar namorando, Glee divulgou recentemente a lista de músicas de seu novo CD. O sétimo volume da trilha do musical de Ryan Murphy apresenta versões já mostradas na série, e outras ainda não exibidas.



Dentre as canções, estão três de Michael Jackson e Jackson 5, “ABC”, “Control” e “Man In The Mirror”. Além dessas, também o bem recebido mash-up entre “Rumour has it” e “Someone Like You”, de Adele, que alcançou o topo das listas de mais tocadas ao redor do mundo.

Com seu lançamento marcado para o próximo dia 06/11/11, o volume 7 será disponibilizado apenas alguns dias depois da coletânea especial de natal, lançada já cerca de 10 dias. Confira abaixo às músicas que estarão no novo álbum.

‘You Can’t Stop the Beat’
‘It’s Not Unusual’
‘Somewhere’
‘Run The World (Girls)’
‘Fix You’
‘Last Friday Night’
‘Uptown Girl’
‘Tonight’
‘Hot For Teacher’
‘Rumour Has It/Someone Like You’
‘Girls Just Want To Have Fun’
‘Constant Craving’
‘ABC’

MJ_Speechless

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Murray poderá pagar mais de U$ 100 milhões para filhos de MJ

O Ministério Público que cuida do caso de homicídio culposo do Dr. Conrad Murray está pedindo ao juiz Michael Pastor que ordene o médico a pagar para os filhos de Michael Jackson um valor de US $ 100 milhões pela perda de seu pai.



De acordo com a nova ação movida contra o médico, os filhos de Michael Jackson tem “direitos a salários ou lucros cessantes devido à lesão sofrida pela vítima.”

Os promotores disseram que os três filhos de MJ são vítimas perante a lei, e têm o direito à restituição do Dr. Murray que incluem salários, lucros cessantes e despesas do funeral.

O D.A. cita uma carta feita pela Propriedade de Michael Jackson que estimava que Michael teria ganhado $ 100 milhões em receita com a turnê “This Is It” que não aconteceu.

O D.A. também está buscando a punição máxima de quatro anos de prisão.

O D.A. disse que eles estão buscando a pena máxima porque o Dr. Murray “arriscou a vida de Michael Jackson todas as noites” administrando Propofol.

E de acordo com D.A. “MJ era uma vítima particularmente vulnerável.” Além do mais o Dr. Murray mentiu e cobriu seu crime.

MJ_Speechless

Dr. Conrad Murray quer romper o silêncio na leitura

Dr. Conrad Murray, médico condenado pelo homicídio não intencional de Michael Jackson em 25 de junho de 2009, decidiu falar pela primeira vez. Segundo o site americano RadarOnline, Dr. Murray disse a seus advogados que deseja se dirigir à corte no dia 29 de novembro, quando será divulgada a sua sentença. Ele já perdeu a licença médica e, agora, pode pegar até quatro anos de prisão.



“Dr. Murray quer depor e sente que, se ele tivesse feito isso, não teria sido condenado. Murray está pasmo por seus advogados não o terem colocado para falar e disse que pretende suplicar ao juiz por misericórdia”, disse uma fonte próxima ao caso.

Condenado em 7 de novembro, depois de cinco semanas de julgamento, o cardiologista espera na prisão pelos detalhes de sua pena. Durante todo o processo, ele não quis falar no tribunal e apenas assistiu aos argumentos da acusação e da defesa.

Antes da condenação, Dr. Murray disse ao programa de televisão americano Today Show que não se sentia culpado. “Eu não me sinto culpado, porque não fiz nada errado. Sinto muito pela perda de Michael. Ele era um amigo pessoal. Está sendo doloroso”, afirmou. Essa entrevista e um documentário feito pela rede de televisão americana MSNBC com o médico devem ser exibidos no tribunal durante a divulgação da pena.

A presença de vários membros da família de Michael Jackson é esperada durante a leitura da sentença, na próxima terça-feira. Os filhos do cantor podem enviar cartas para serem lidas na corte.

mj_speechless

As vidas de Michael Jackson em quadrinhos

A editora V&R acaba de lançar dois álbuns da série Figuras do Rock em Quadrinhos.

Michael Jackson – Um Thriller em preto e branco (formato 21 x 30 cm, 64 páginas, R$ 34,90), de Diego Agrimbau, traz a vida turbulenta de Michael Jackson, com os detalhes da história desse artista: a relação com o pai tirano, o sucesso prematuro junto ao Jackson 5, a carreira solo e os grandes sucessos, os escândalos e a morte misteriosa provocada por altas doses de anestésicos.



MJ_Speechless

Leilão de móveis de MJ trazem recados do cantor e dos filhos

O site TMZ publicou nesta quarta-feira fotos dos itens que mais se destacam entre os móveis leiloados da casa em que Michael Jackson morreu.



VEJA MAIS FOTOS AQUI

Um quadro-negro que ficava na cozinha com o recado “Eu (coração) Papai. Sorria, é grátis”, feito pelos filhos do cantor, e um espelho onde o próprio artista escreveu “treino, perfeição, Março e Abril. Potência máxima em Maio”.

A mensagem no espelho teria sido escrita na época em que Michael Jackson se preparava para a turnê de retorno, que começaria em Julho de 2009. Os dois itens permaneceram intocados desde a morte do cantor em Junho de 2009, e serão vendidos da maneira que estão.

Outros móveis da casa do Rei do Pop na rua Carolwood Drive, em Los Angeles, entram em leilão em 17 de Dezembro pelo Julien’s Auctions incluindo a cabeceira da cama onde Michael Jackson morreu.

MJ_SPEECHLESS

Disco de homenagem a Michael Jackson já está nas lojas

“Immortal“ é o título ao novo trabalho de Michael Jackson que dá nome à nova digressão do Cirque Du Soleil e que homenageia as suas canções, prestando tributo ao rei da Pop.



Nesta banda sonora estão incluídos todos os sucessos de Michael Jackson remisturados e transformados de uma forma original e antes ouvida.

As canções foram trabalhadas pelo criador musical Kevin Antunes, que já trabalhou com Justin Timberlake, Rihanna ou Madonna, entre outros.

A digressão do Cirque Du Soleil andará pelo mundo inteiro e aguarda-se a passagem também por Portugal.

MICHAEL JACKSON ‘IMMORTAL’ (CD; 2CD; Digital)

– Alinhamento: Versão Standard

1. Working Day and Night (Immortal Version)

2. The Immortal Intro (Immortal Version)

3. Childhood (Immortal Version)

4. Wanna Be Startin’ Somethin’ (Immortal Version)

5. Dancing Machine/Blame It On The Boogie (Immortal Version)

6. This Place Hotel (Immortal Version)

7. Smooth Criminal (Immortal Version)

8. Dangerous (Immortal Version)

9. The Jackson 5 Medley (Immortal Version)

10. Speechless/Human Nature (Immortal Version)

11. Is It Scary/Threatened (Immortal Version)

12. Thriller (Immortal Version)

13. You Are Not Alone/I Just Can’t Stop Loving You (Immortal Version)

14. Beat It /State Of Shock (Immortal Version)

15. Jam (Immortal Version)

16. Planet Earth/Earth Song (Immortal Version)

17. They Don’t Care About Us (Immortal Version)

18. I’ll Be There (Immortal Version)

19. Immortal Megamix: Can You Feel It/Don’t Stop Til You Get Enough/Billie Jean/Black Or White (Immortal Version)

20. Man In The Mirror (Immortal Version)

MJ_Speechless

Moscou fará exposição de fotos de Michael Jackson





Uma exposição de fotos dos objetos pessoais de Michael Jackson da época de Neverland será exposta nesta quarta-feira em uma galeria de arte em Moscou.

Os organizadores da galeria de arte Pobeda (Victory), disseram nesta segunda-feira que a série de fotografias, foi feita em New York baseada no trabalho do fotógrafo Henry Leutwyler.

“Pela primeira vez os telespectadores terão a oportunidade de ver o outro lado glamouroso do artista incluindo os vídeos que custam milhões de dólares para serem produzidos”, disse a galeria em um comunicado para a imprensa.

“Quebrando o mito da mídia, Leutwyler cria um retrato de um ser humano”, diz o documento.

Leutwyler, é um fotógrafo internacionalmente premiado, tirou fotos dos artefatos retirados do rancho Neverland na Califórnia, há mais de dois antes da morte prematura do cantor.

“Michael Jackson sacrificou sua infância até descobrir seu dom musical. E Neverland foi construída de forma para recuperar sua infância perdida”, escreveu Leutwyler.

Michael Jackson alcançou o Olimpo musical, mas perdeu sua família e amigos ao longo do caminho.

MJ_Speechless

Justiça nega pedido feito por defesa de Conrad Murray

Há poucos dias da sentença, os advogados do médico Conrad Murray, que foi considerado culpado pela morte de Michael Jackson, queriam que a corte aceitasse o pedido de uma nova análise – em laboratório independente – do frasco do anestésico utilizado na manhã da morte do cantor, no dia 25 de junho de 2009. De acordo com o site Huffington Post, o juíz negou o pedido.



Michael Pastor, juiz da Corte Superior, alegou que os advogados de defesa poderiam ter pedido os testes meses atrás, ou mesmo durante o julgamento de seis semanas do médico, mas escolheram não o fazer.

O advogado de defesa, J. Michael Flanagan, argumentou que o resultado revelaria com precisão se a teoria dita por um especialista da acusação – de que Dr. Murray deixou Michael Jackson sozinho enquanto ele recebia, por via intravenosa, uma solução do anestésico propofol com o anestésico lidocaína – estaria mesmo correta.

Contudo, o vice-procurador David Walgren sustentou que não há base jurídica para um novo teste, alegando que Dr. Murray recebeu um julgamento justo. O juíz Pastor chegou a examinar o frasco de propofol, que foi encontrado no armário do quarto de Michael Jackson, antes de emitir sua sentença.

O médico foi considerado culpado pela morte do cantor, sendo que sua sentença será definida no dia 29 de novembro. Dr. Murray permanece preso, aguardando uma pena que pode ir da liberdade condicional até a um máximo de quatro anos de prisão.

MJ_Speechless

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Nas Experiencias..


Espero que gostem desses bonequinhos que fiz!!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Livro revela o lado brincalhão de Michael Jackson

Michael Jackson gostava de pregar peças nos outros de acordo com o novo livro sobre o cantor, escrito pelo seu ex-gerente e assistente pessoal.



O livro intitulado “Meu amigo Michael: Uma Amizade Ordinária com um Homem Extraordinário” de Frank Cascio, um dos seus amigos de longa data.

Ele conta que o Rei do Pop, que morreu em 2009, aparecia em sua porta para ajudá-lo a limpa a sua casa.

Ela também revela que o cantor se divertiu e riu muito jogando um balde de água em seus convidados em um jantar, e os convidados foram pegos de surpresa.

Este é o Michael que a maioria nunca ouviu falar e Cascio conta que era uma das coisas que ele sabia fazer de melhor.

Ex-amigo de Michael Jackson passou 20 anos com o cantor de “Thriller” na estrada e na casa do escritor em Nova Jersey.

Mas o livro também narra um lado mais sombrio da estrela do pop, incluindo seu uso em medicamentos prescritos.
Cascio afirma espantosamente que Michael estava usando Propofol, o anestésico que custou sua vida, já em 1999.

Cascio também alega que o cantor estava sob o efeito de medicamentos no seu show do 30º aniversário que aconteceu em 2001.

Cascio, que se tornou um amigo da família de Jackson quando ele tinha cinco anos, diz que notou quando Michael utilizou Demorol pela primeira vez enquanto o acompanha em sua turnê “Dangerous”, em 1993.

Ele também afirma que Michael Jackson começou um de seus shows de aniversário com uma hora de atraso porque a estrela estava sob efeito de medicamentos.

“Minha crença ingênua era de que Michael não iria deixar o remédio interferir em seus shows, mas isto explodiu na minha cara”, escreve Cascio.

“Eu não consigo começar a descrever a minha decepção e pânico neste momento,” ele continua.

A AP relata que o livro, que foi lançado em 15 de novembro, diz que Michael Jackson utilizou Demerol pela primeira em 1984, depois que queimou a sua cabeça durante o comercial da Pepsi.

Cascio contou também que Michael Jackson injetou Propofol em 1999 em Munique, quando o cantor caiu de uma plataforma de 50 metros de altura ao invés de descer lentamente.

Cascio também escreve que Michael Jackson havia tomado Demerol para tratar a sua doença de pele, o vitiligo, e ficou ainda maior sua preocupação com o uso de medicamentos.

“Tornou-se claro pra mim que o uso de medicamentos por Michael foi feito como uma escalada”, escreveu ele. Cascio disse que algumas vezes ele pagou em dinheiro os médicos “porque todos os problemas médicos que Michael teve, foram mantidos longe do público e dos seus livros.”

Ele também disse que algumas das prescrições foram feitas em seu nome.

“Ao longo dos anos, eu cresci acostumado a ver os médicos indo e vindo, especialmente durante as turnês, quando Michael estava sob grande estresse e precisava de ajuda para adormecer.”

Cascio disse que queria procurar ajuda, mas não sabia a quem recorrer. À frente dos shows de Michael Jackson em seu aniversário de 2001, ele disse que falou com Janet, Randy e Tito sobre o uso de medicamentos pelo seu irmão . Ele escreveu que os irmãos de Michael Jackson se aproximaram da estrela, mas o cantor “simplesmente os empurrou”.

O médico do pop star, Dr. Conrad Murray, foi condenado no início deste mês de homicídio culposo por fornecer a Michael Jackson o Propofol com forma de combater seu problema com a insônia para ajudá-lo dormir enquanto ele ensaiava para o seu grande retorno.

Cascio também lança um olhar sobre seu amigo Michael em alguns momentos pessoais e profissionais, relatando que “ele e Michael haviam ficados bêbados em algumas ocasiões nas montanhas”, e que Michael gostava de beber vinho em garrafas de suco e de latinhas de refrigerante.

Michael Jackson convidou Cascio para trabalhar com ele como assistente pessoal um ano depois que ele se formou no colegial. Ele mais tarde se tornou seu empresário pessoal.

Ao longo do livro, Cascio escreve que Michael Jackson tinha um amor por eles e queria ser pai ao total de 10 filhos .

Cascio conta que a princesa Diana estava no topo da lista das mulheres que Michael Jackson queria até a data. Mas o cantor não via problemas em se relacionar com fãs e chegou a sair com uma integrante de seu fã clube.

“Ele gostava de mulheres mais altas e magras. Mulheres que ele descrevia como inteligentes e sensuais”, escreve ele.

MJ_Speechless

Prince e Paris Jackson estão aliviados com a condenação

Os filhos mais velhos de Michael Jackson, Prince e Paris estão “extremamente satisfeitos e aliviados” que o Dr. Conrad Murray foi condenado pelo assassinato de seu pai, de acordo com RadarOnline.com.



Assim que o veredicto foi lido no tribunal, Katherine Jackson se reuniu com David Walgren, ela explodiu em lágrimas e agradeceu por ter feito justiça em nome do seu filho de Michael.

David Walgren insistiu com o júri que os três filhos de Michael já não tinha um pai por causa do Dr. Conrad Murray.

David Walgren deu um abraço final na Katherine e antes de sair e ele disse:.. “Agora eu posso ir para casa e diga às crianças que ele é culpado.”

Um fonte próxima a família contou ao Radar Online que a Katherine não gosta de dizer o nome de Murray.

Katherine quis ir para casa o quanto antes após o anúncio do veredicto para contar para Prince, Paris e Blanket que o Dr. Murray foi considerado culpado e foi preso imediatamente.

“Katherine chamou todos os três netos e contou-lhes. Prince e Paris ficaram muito felizes e aliviados com o veredicto de culpado. Blanket fez um monte de perguntas, pois ele é muito jovem. Prince quis se certificar de que sua avó estava bem, pois ele sabia que o processo foi pesado para ela. Paris ficava perguntando para Katherine se havia a possibilidade do Dr. Murray prejudicar alguém. Paris é extremamente sensível, e ela tem a esperança que nunca mais seja permitida a prática da medicina para o Dr. Murray” disse a fonte.

“As crianças ficaram surpresas com a notícia que o Dr. Murray foi preso. Paris continou perguntando para Katherine ‘o que vai acontecer com o médico na cadeia?’ Katherine lhe respondeu que ela não sabia, e ela mudou de assunto”, disse a fonte.

Prince disse que quer falar formalmente no tribunal no dia 29/11/11 de acordo com a fonte.

“Nada ainda foi decidiu, Katherine não quer decidir nada. Ela está incentivando as crianças a escrever cartas para o tribunal como declarações de impacto que poderá ser lida em voz alta por um membro da família Jackson para o Julgamento do dia 29 de Novembro. O conteúdo das cartas permanecerá sigiloso e será conhecido apenas pelo juiz Michael Pastor. Walgren disse para Katherine que concorda que as crianças participante da leitura da sentença.”, contou a fonte.

De acordo com David Walgren “Se as crianças desejarem ir ao tribunal, eu darei total apoio a elas, e farei tudo o possível para consertar as coisas como deverão ser feitas.”

MJ_Speechless

Médico de MJ não tem chance de pegar condicional

Dr. Conrad Murray, médico considerado culpado pelo homicídio culposo – quando não há intenção de matar – de Michael Jackson, tem mais chances de ser atingido por um raio do que conseguir liberdade condicional. A notícia é do site Radar Online. No dia 29 deste mês, ele ouvirá do juiz do caso, Michael Pastor, sua sentença.



“O fato deo Dr. Murray ter sido preso logo após ser considerado culpado é um claro sinal de que o juiz está mais propenso a impor a pena máxima, que é de quatro anos na prisão”, declarou para o Radar Online uma fonte próxima ao caso.

Dr. Murray foi considerado culpado pela morte de Jackson após 23 dias de julgamento e deixou o tribunal, em Los Angeles, algemado.

O fato de as prisões na Califórnia estarem cheias pode fazer com que Murray, se condenado a pena máxima, possa cumprir metade em casa, porque o caso foi considerado um crime não violento.

MJ_Speechless

Máscara de lobisomem será leiloada

Peças do vestuário de Michael Jackson, Britney Spears, Lady Gaga, Cher, Mick Jagger e dos ex-Beatles, John Lennon e Paul McCartney, serão vendidas entre os dias 1º e 4 de dezembro, na casa de leilões Julien’s Auctions, localizada em Beverly Hills, Califórnia. A empresa anunciou o leilão com roupas e objetos pertencentes aos astros da música, além de esportistas consagrados como o lutador de boxe Muhammad Ali passando até pela família real britânica.



Todas as peças, incluindo várias indumentárias femininas, estarão expostas na Julien’s a patir da próxima segunda-feira (21) até o dia 2 de dezembro. Poderão ser vistos e comprados os vestidos usados por Lady Gaga em um ensaio para a revista “Madame Figaro”, com lance inicial de US$ 10 mil (cerca de R$ 18 mil), o de Cindy Lauper para o icônico clipe de “Girls Just Want Have Fun”, a partir de US$ 2 mil, ou mesmo o pretinho do guarda-roupa da diva Cher, que tem lance de US$ 2 mil (ou cerca de R$ 3,5 mil).

O rei do pop, Michael Jackson, está bem representado na Julien’s. A galeria separou peças de todos os gostos, desde luvas de cristal, marca registrada do artista, até objetos mais excêntricos, que condizem com a personalidade do astro que morreu em 2009. Uma máscara de lobisomem, como a do clipe “Thriller”, usada em um show, e o molde do rosto de MJ feito para o filme “Moonwalker” estão entre os objetos colocados para leilão – a primeira com lance inidical de US$ 5 mil (cerca de R$ 9 mil) e a segunda, US$ 500 (ou R$ 900).

Os fãs de Elvis, por exemplo, podem escolher levar para casa uma jaqueta de couro (US$ 5 mil) ou um roupão de caratê estilizado. E os beatlemaníacos terão que correr para conseguir o famoso casaco (US$ 10 mil) usado por Paul McCartney no clipe do hit “Help”. Os que não conseguirem podem se contentar com um casaco de Ringo Starr (US$ 9 mil) ou quem sabe o terno cinza de John Lennon (US$ 5 mil).

Ao total são mais de 800 peças de mais de 40 personalidades, que inclui Madonna, Janis Joplin, Amy Winehouse, Jimi Hendrix, Frank Sinatra, Joss Stone, Rod Stewart, entre outros.

MJ_Speechless

Jermaine Jackson confessa que está aliviado

Jermaine Jackson, irmão do Rei do Pop, disse que está aliviado, assim como o resto de sua família, por Dr. Conrad Murray ter sido declarado culpado pela morte de Michael Jackson.



Segundo o veredito do tribunal e até que seja dita a sentença, foi provado que o médico injetou uma dose mortal de propofol no cantor e que, além disso, não o ajudou convenientemente.

Parte da defesa de Dr. Murray era baseada em alegar que Michael Jackson era um viciado em sedativo, no entanto, Jermaine saiu em defesa de seu irmão e insistiu que ‘Michael queria dormir, não morrer’, e alega que a autópsia revelou que o artista não tinha rastros de medicamentos em seu organismo, a não ser o anestésico administrado por Dr. Murray.

“Aliviados sim, de que a justiça foi feita, Michael deve estar feliz”, concluiu o também cantor.

MJ_Speechless

Hollywood prepara filme sobre vida de Michael Jackson

O advogado John Branca, gerente da herança de Michael Jackson, designado pelo próprio cantor em seu testamento, foi o encarregado de contatar a companhia Montecito Picture Company, de Ivan Reitman e Tom Pollock, que se encarregaria da produção e financiamento do projeto.



O site antecipou que o filme só cobriria determinados períodos da vida de Michael Jackson. Pollock confirmou à Variety que ambas partes começaram a conversar sobre o projeto, mas ainda não chegaram a um acordo.

O fundo fiduciário está atualmente envolvido com o espetáculo do Cirque du Soleil “Michael Jackson: The Immortal World Tour”, e portanto não haveria pressa para dar sinal verde ao projeto cinematográfico.

No dia 7 de novembro, o cardiologista Dr. Conrad Murray foi condenado por homicídio não intencional de Michael Jackson, por dar ao cantor uma dose fatal do sedativo propofol para ajudar o popstar a dormir.

A condenação só será decidida oficialmente em 29 de novembro, e Dr. Murray ficará preso até então, sem direito a fiança. Ele pode pegar até quatro anos de prisão e pode perder a licença médica.

MJ_Speechless

Testemunha no caso Michael Jackson leva multa de US$250

Uma testemunha de defesa no processo de homicídio culposo do cantor Michael Jackson, que resultou neste mês na condenação do médico Dr. Conrad Murray, foi multada na quarta-feira em 250 dólares, mas escapou de uma punição ainda mais severa por ter xingado outra testemunha.



O médico Dr. Paul White, especialista no uso do anestésico propofol, apontado como causa da morte de Jackson, em 2009, terá de pagar 250 dólares por ter usado em seu depoimento várias informações baseadas em conversas particulares dele com o réu.

O juiz do caso, Michael Pastor, disse que as ações de Dr. White violaram uma ordem do tribunal. Esperava-se que a multa fosse de mil dólares, mas Pastor reduziu o valor porque Dr. White alegou desconhecer a regra.

Pastor disse também que decidiu fazer vista grossa ao fato de Dr. White ter sido ouvido chamando de “scrumbag” (termo equivalente a “babaca”) uma testemunha da acusação, durante um intervalo do julgamento. O juiz disse na quarta-feira que isso não caracteriza um ato de desprezo direto pelo tribunal.

Dr. Murray pode ser sentenciado a até quatro anos de prisão por seu envolvimento na morte do cantor. A sentença será anunciada em 29 de novembro.

MJ_Speechless

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Katherine Jackson está furiosa com a Global Live

Katherine Jackson está com vergonha dos organizadores do Tributo a Michael Jackson dizendo ao TMZ que a Global Live deveria ter cuidado melhor dos seus funcionários que supostamente deixou de pagar.



Dezenas de funcionários foram recentemente ao Twitter para brigar com a Global Live, alegando que os produtores do show e a empresa foram inflexíveis com eles durante o evento.

O advogado da Katherine nos disse: “Após a Sra. Katherine Jackson ter feito de tudo que podia para ajudar a promover e fazer deste show um grande evento para todos os fãs de Michael, ela ficou extremamente descontente ao saber que os promotores do evento deixaram supostamente de pagar suas contas.”

O advogado acrescenta: “Katherine está esperando que eles cuidem de suas obrigações.”

A Global Live não respondeu as ligações sobre o assunto.

mj_speechless

Irmãos de Michael Jackson processam empresa

Os três irmãos de Michael Jackson, Marlon, Jackie e Tito (da esquerda para direita) entraram com uma ação judicial contra um cara que eles dizem que os enganaram para assinar 1.000 réplicas da famosa jaqueta de Michael Jackson de “Thriller” e de “Beat It”.



De acordo com o novo processo obtido pelo TMZ, foi prometido para cada um dos 03 irmãos o valor de U$ 100 mil dólares pelas assinaturas nas réplicas das jaquetas em couro.

Os irmãos afirmam que Steeve Bohbot e os outros envolvidos deveriam pagar assim que a tinta secasse, mas eles supostamente mudaram o negócio e disseram que os pagariam quando as jaquetas fossem entregues a Amazon.com para a venda.



De acordo com as informações, Bohbot alegou que houve um problema com a entrega para a Amazon, mas os irmãos disseram que isto não passa de uma mentira.

Os advogados de Bohbot não fizeram nenhum comentário.

MJ_Speechless

Advogados do Dr. Conrad Murray pedirão por liberdade condicional

Os advogados do Dr. Conrad Murray irão pedir ao juiz Michael Pastor por misericórdia na liberdade condicional do médico no dia 29/11/2011 quando sairá a condenação definitiva.



Os advogados Michael Flanagan e Ed Chernoff irão argumentar que o Dr. Murray não tem antecedentes criminais, tem sido um modelo de cidadão e foi um bom médico para todos os seus clientes durante sua vida profissional, exceto, é claro, com o problema que teve com Michael Jackson.

Fontes contaram que os advogados do Dr. Murray estão recebendo declarações de pacientes do médico para demonstrar seu compromisso com a boa medicina.

Dr. Murray enfrenta uma pena máxima de 04 anos de prisão, embora ele nunca irá ficar na prisão por causa de uma nova lei da Califórnia. Se o Dr. Murray for condenado a 04 anos, ele vai ficar apenas 02 anos na cadeia de Los Angeles County, e ele poderá ser beneficiar da prisão domiciliar.

MJ_Speechless

Dr. Conrad Murray diz que quer cometer suicídio

Dr. Conrad Murray disse para as pessoas que foram visitá-lo na prisão que ele não tem mais vontade de viver e ele quer se matar.



Dr. Murray não consegue lidar com o fato de que ele foi considerado culpado pelo homicídio culposo pela morte de Michael Jackson, e mesmo os seus advogados dizendo a ele que ele precisava se preparar para um veredicto de culpado, ele não se preparou.

Fontes contaram, que o Dr. Murray disse para várias pessoas que ele queria se matar, incluindo a mãe de seu filho Nicole Alvarez, seu segurança Jeff e para seus advogados. Ele contou para todos que ele perdeu a vontade de viver.

Dr. Murray permanece algumas semanas na prisão na ala médica em LA County.

As fontes mais diretas ao médico disseram que ele não tem problemas físicos, mas ficou nesta ala por causa do risco de suícidio.

Steve Whitmore, o porta-voz da L.A. County Sheriff’s Dept. disse ao TMZ que ele não irá comentar por que o Dr. Murray está na ala médica, acrescentando se é por “status de uma pessoa sem saúde física ou mental na cadeia do Condado de Los Angeles, pois ele está protegido por lei”.


MJ_Speechless

Cama em que Michael Jackson morreu não será mais leiloada

A cama em que Michael Jackson morreu não terá um grande lance porque a Propriedade de Michael Jackson pediu para a casa dar uma segurada.



Como já divulgado anteriormente, somente parte da cama seria leiloada, onde MJ viveu na mansão de Holmby Hills enquanto ele se preparava para o retorno com “This Is It”.

A casa de leilões Julien disse que os colchões não estariam à venda, pois eles foram removidos quando MJ morreu.

Os outros itens serão leiolados normalmente no mês que vem.

MJ_Speechless

Rebbie Jackson diz que chorou muito após veredicto

A família Jackson ficou em silêncio durante há seis semanas que antecedera o julgamento do Dr.Conrad Murray, mas após o veredicto de culpado, toda a família resolveu comentar sobre o caso.



Na última terça-feira, Rebbie Jackson esteve no programa “Today Show” e contou como a família continua lidando com a perda de Michael Jackson e ao assistir o julgamento.

“Quando ouvi o veredicto, eu pensei que iria sentir um enorme alívio, mas eu fique muito dormente e não só isso, eu comecei a chorar descontroladamente”, disse Rebbie Jackson.

“Eu sei que por causa da nova lei que foi aprovada recetemente, eu até entendo que as prisões estão superlotadas e por isso ele pode obter no máximo quatro anos de prisão, mas me disseram que ele só poderia obter prisão domiciliar”, disse Rebbie Jackson. “Eu não sei. E é triste, porque meu irmão se foi e nada vai trazê-lo de volta, isso é certo. “

MJ_Speechless

Cama e pijama de Michael Jackson são vendidos por R$ 21 mil

Um par de pijamas e a cama de Michael Jackson, ambos que usou um sua passagem pela Irlanda em 2006, foram leiloados. A informação é do jornal “ABC News”.



Enquanto a peça de roupa em seda foi arrematada por US$ 8,6 mil (algo próximo a R$ 15 mil) por um comprador desconhecido, a cama foi adquirida por US$ 3,7 mil (R$ 6,4 mil) por uma empresa americana do ramo do entretenimento.

As duas peças foram usadas pelo cantor na Irlanda e, após sua estadia na Coolatore House, em County Westmeath, ele cedeu seus pertences para o leilão. Na época, o rei do Pop estava gravando músicas para um de seus CDs.

Segundo o leiloeiro Damien Matthews, responsável pela casa de leilões, Michael Jackson adorou o tempo em que ficou por lá. “Quando ele estava indo embora, ele contou aos donos da Collatore que havia tido uma estadia maravilhosa e que se sentiu em casa no local”, disse ele.

MJ_Speechless

Encontro de Fãs - MICHAEL JACKSON (Guimarães, Portugal)

Hora
Sábado, 10 de Dezembro · 12:30 - 15:30

Local
Guimaraes Shopping
Alameda Dr- Mariano Felgueiras - Creixomil
Guimarães, Portugal

Como já é tradição, os fãs de Michael Jackson juntam-se para celebrar esta tão importante época Natalícia ao som do nosso REI!.

Vimos por este meio, convidar os fãs portugueses e de todo o mundo, para participarem num almoço de Natal, onde não será so a epoca Natalicia a ser celebrada, mas sim o nosso REI e o seu fantastico e incrivel legado.

O encontro de fãs de Michael Jackson nao contará apenas com um almoço, mas com uma grande festa, com muita música, dança e karaoke... e quem sabe alguns concursos... com direito a surpresas--- MUITAS SURPRESAS!!!

Desafiamos os fãs a aparecerem vestidos a rigor (surpreendam-nos vestidos de Michael Jackson), mas se não puderem, tragam algo que vos possa identificar como fãs: desde um chapeu fedora, uma luva, meias brancas ou uma t-shirt de Michael Jackson.

O ponto de encontro será no sitio de sempre: No Guimaraes Shopping (Como Chegar: O GuimarãeShopping está localizado à entrada da cidade, perto da saída da auto-estrada;Qualquer camioneta que se dirija a Guimarães terá como última paragem a Central de Camionagem localizada ao lado do GuimarãeShopping)
Depois do ponto de encontro, uma vez todos reunidos, iremos para o Espaço_Guimaraes, onde iremos almoçar e celebrar esta grande festa todos juntos e com Michael....

Juntem-se a nós...Contamos com vocês...

Participem e partilhem!!!

PAGINA NO FACEBOOK

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Faixas de F. Mercury e M. Jackson devem ser lançadas em 2012

De acordo com o jornal The Sun, as músicas que Michael Jackson gravou com Freddie Mercury devem ser lançadas em 2012. O espólio do cantor finalmente deu permissão para Brian May e Roger Taylor trabalharem no material, gravado dos anos 1980.


Segundo a publicação, as demos foram gravadas na casa do cantor enquanto o Queen estava em turnê pela América. “Eu não trabalho em coisas com o objetivo de ganhar dinheiro ou por razões promocionais. Só fazemos quando é algo que sentimos que vale a pena”, afirmou.

MJ_Speechless

Murray diz que tentou introduzir sono em Michael Jackson

Dr. Conrad Murray afirma que ele estava apenas tentando “introduzir” o sono em Michael Jackson para que MJ pudesse dormir quando ele lhe deu um “pouquinho” de Propofol na manhã de sua morte e é o primeiro indício de que o médico poderia ter dito isto para sua defesa.



veja aqui o video

Dr. Murray entrou em detalhes sobre o dia 25/06/2009 durante o documentário “Michael Jackson and the Doctor: A Fatal Relationship”… que foi ao ar na MSNBC.

No documentário, o Dr. Murray admite ter bombardeado MJ com sedativos como: Valium, Lorazepam, Midazolam, mas o cantor estava incapaz de cair no sono quando começou a implorar pelo “leite” … Propofol.

Dr. Murray disse que acabou cedendo e pensou “Se eu lhe der apenas uma pequena quantidade de Propofol, 25 miligramas, infundidos lentamente, posso apenas introduzir a ponta de seu sono e os outros medicamentos terão a chance de fazerem efeito porque ele tem uma boa quantidade de medicação em seu corpo.”

A parte estranha é que o Dr. Murray parece absolver-se, alegando que foi as outras medicação e não o Propofol que fez parar Michael de respirar, esquecendo-se do fato de que ele também deu o MJ outros medicamentos.

Talvez , o melhor, foi ele não depor.

mj_sPeechless

Murray diz que seus advogados não estavam preparados

Dr. Conrad Murray viu sua condenação por homicídio culposo chegando quando ele viu um de seus advogados Michael Flanagan estrangando tudo durante o julgamento e ficou tão irritado que ele disse para sua própria mãe calar a boca!



veja o video aqui

Tudo aconteceu no julgamento do Dr. Murray durante o depoimento do especialista em doenças do sono Dr. Alon Steinberg que corrigi o advogado Flanagan em audiência pública se o Dr. Conrad “infundido” propofol para Michael Jackson.

Murray fica fora de si … “Eu fiquei ofendido quando meu maldito advogado não estava preparado para este homem (especialista)”. O desabafo foi gravado para o documentário “Michael Jackson and the Doctor: A Fatal Friendship” que foi ao ar na noite de ontem, 11/11/11 na MSNBC.

Dr. Murray acrescentou, “Flanagan tem que acordar. Ele precisa de um monte de café, alguns pit bull, ou um Red Bull depois do almoço.”

MJ_Speechless

Dr. Conrad Murray diz por que não chamou o 911 de imediato

Dr. Conrad Murray disse que ele não ligou imediatamente para o 911 na manhã que Michael Jackson morreu porque ele é um cardiologista “treinado” e poderia fazer o que os paramédicos iriam fazer.



Veja aqui o video

Dr. Murray contou essa declaração arrogante durante a gravação de seu documentário estratégico “Michael Jackson and the Doctor: A Fatal Friendship” … que foi ao ar na U.K. na noite da última quinta-feira, 10/11/11.

No entanto, este documentário exibido na quinta não é a mesma versão que foi ao ar nos EUA na noite de sexta-feira, 11/11/11 na MSNBC.

A demora em chamar o 911 foi um dos temas centrais do julgamento de homicídio do Dr. Murray, mas em última instância, seus advogados nunca colocaram quaisquer evidência no julgamento para apoiar a explicação do Dr. Murray no documentário.

O médico estava indo dizer naquela manhã quando MJ acordasse que ele gostaria de parar de trabalhar para o cantor, porque ele acredita que o que aconteceu com Michael Jackson foi resultado das “próprias mãos do cantor”.

mj_speechless

Dr. Conrad Murray diz que ele não matou Michael Jackson

Dr. Conrad Murray disse que não se sente culpado pela morte de Michael Jackson e insiste: “Eu não fiz nada de errado.”



O programa “Today” está finalmente ao e mostra a intesa entrevista com o Dr. Murray, que foi realizada antes do veredicto de culpado.

Durante a entrevista, Dr. Murray contradiz completamente a história que ele contou à polícia sobre o que ele estava fazendo quando Michael Jackson estava morrendo em 25 de junho de 2009.

Dr. Murray disse à NBC, que ele colocou MJ para dormir naquele dia fatídico e saiu do quarto para falar ao telefone, porque ele não queria acordar Michael.

Mas, quando Dr. Murray falou com os policiais, ele disse-lhes uma história diferente que ele saiu do quarto para usar o banheiro e só ficou por dois minutos ausentes.

Estas declarações mudam a linha do tempo onde o Dr. Murray ficou fora do quarto ao telefone “muito mais do que dois minutos e ele reconhece isto.”

Quando perguntado se ele se arrependeu de sair do quarto naquele dia, o Dr. Murray pensou em sua resposta e respondeu: “Lamento o que Michael passou.”

mj_speechless

Controverso documentário do Dr. Conrad Murray

O controverso documentário do Dr. Conrad Murray estreia no Reino Unido nesta noite de sexta-feira e nela o médico declara enfaticamente que o CEO da AEG Live Randy Phillips lhe disse que Michael Jackson não tem “F…Rei sem um centavo!”.



Dr. Murray afirma que Phillips o puxou de lado logo após uma reunião sobre a turnê de “This Is It” e com raiva disse… “Que merda é está afinal? Ouça este cara ele está próximos dos Skid Row. Ele vai ficar sem-teto. Nove seguranças? Por que ele precisa de tudo isto? Eu estou pagando o papel higiênico que ele limpa a bunda ‘FDP’”.

Phillips em seu depoimento e sob juramento negou e disse que nunca ocorreu a conversa com Dr. Murray.

O documentário “Michael Jackson e o Médico: Uma Amizade Fatal” mostra também as reuniões de estratégia entre os advogados do Dr. Murray, Ed Chernoff e Michael Flanagan, bem como a esposa de Flanagan, Susan.

Durante o documentário a Susan disse: “Justifique um homem de 50 anos, que dorme com uma boneca e tem fotos de bebês, basicamente, uma criança de dois anos de idade olhando por ele todas as noites.”

Chernoff disse: “Eu acho que a mídia fez parecer mais estranho do que ele.” Michael Flanagan responde:“Você está de brincadeira comigo, ele não é mais estranho do que já é”

No documentário, Dr. Murray afirma que Michael ”Eu tinha que convencê-lo a deixar que o limpassem. Porque ele fazia xixi na cama. A cama não cheirava bem. Estava mofada e precisava ser limpa. Dá para imaginar que um homem da idade dele ainda molhava a cama?”

Dr. Murray acrescentou dizendo que não era medicação que o fazia fazer xixi na cama e sim que seria problemas psicologicos.

O documentário vai ao ar nos Estados Unidos, na sexta à noite na MSNBC.

MJ_Speechless