It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

sábado, 20 de agosto de 2011

Propriedade vai a justiça para receber seguro pela morte de MJ

A Propriedade de Michael Jackson denunciou o mercado de seguros britânico da Lloyd de Londres por se recusar a pagar a apólice de seguro de milhões de dólares que cobre os shows que estavam marcados para o artista em Londres, quando ele morreu.



Os co-executores do espólio do “Rei do Pop” foram ao tribunal nesta quarta-feira, 17/08/11, para pedir o pagamento dos US$ 17.500 mil dólares firmados com o Lloyd de Londres.

No início deste ano, a instituição de Londres foi ao Tribunal de Los Angeles pedir anulação da apólice, alegando que o contrato referido aconteceram “prejuízos causados ​​por um acidente”, que teria impedido a turnê “This Is It “ de Michael Jackson.

Lloyd de Londres disse que na sua opinião, o seguro não cobre a possibilidade de “homicídio”.

Os promotores de Los Angeles acusaram o médico, Dr. Conrad Murray, de homicídio culposo na morte do cantor, se bem que o médico se considera inocente.

O julgamento de Murray , mas independentemente do veredicto, a morte se qualifica como “homícidio”.

Lloyd de Londres afirmou que quando Michael Jackson assinou a apólice ele mentiu sobre seu histórico médico e sobre seus vícios.

O “rei do pop” morreu de overdose de medicamentos, em especial, com o anestésico propofol, conforme determinado pela autópsia.

Várias pessoas ao redor de Michael Jackson disseram após a sua morte que o cantor era um consumidor regular de medicamentos, incluindo propofol, tido para a insônia.

A propriedade de Michael Jackson pede além do pagamento de US $ 17,5 milhões para o Lloyd, mais a indenização por danos no atraso no pagamento do seguro.

MJ_Speechless

Nenhum comentário:

Postar um comentário