It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Equipe emergencial do 911 depõem na audiência de 05/01/11

A Equipe de emergência diz que Michael Jackson já estaa morto e Murray nada disse sobre Propofol.

Uma equipe de emergência (EMT), que chegou na casa de Michael Jackson por volta de 4 minutos após a chamada para o 911, disse que Michael já estava morto quando eles chegaram, e parecia que ele estava morto a um bom tempo antes de que o Dr. Conrad Murray ligasse para o 911.



Richard Senneff declarou que quando ele chegou na casa de MJ e viu MJ, ele parecia um paciente de hospício – extremamente frágil.

Senneff disse que acredita que Murray deve ter esperado no mínimo 20 minutos antes para chamar o 911, com base na condições do corpo. O Eletrocardiograma de MJ estava parado.

E Senneff acrescentou dizendo que quando ele perguntou para Murray se MJ estava tomando remédios, Murry respondeu que lorazepam (Ativan). Mas Murray nunca soltou sequer uma palavra sobre Propofol.

Murray disse para Senneff que MJ Jackson tinha estado “desidratado”.

A Equipe de emergência diz que Murray não aceitava que Michael Jackson estava morto

E Richard (EMT) continuou testemunhando depois de um recesso, informando que toda a equipe de emergência que estava na casa de Michael Jackson sabia que o cantor havia morrido, mas o Dr. Murray não “chamá-lo.Richard Senneff testemunhou sobre os fatos que TMZ tem relatado por mais de um ano – que, quando os paramédicos chegaram na casa de MJ, não havia nenhum sinal de vida e sem chance de recuperação. No entanto, Senneff testemunhou que o Dr. Murray afirmou que sentiu pulso e, como é um médico idoso que estava em cena, se recusou a pronunciar que MJ estava morto.

Murray ordenou a equipe de EMTs que levassem MJ para o hospital. Senneff disse que o passeio foi “inacreditável… como a parada das Rosas. Pessoas correndo pela rua, tirando fotos, carros aleatório passando pela ambulância. Foi uma loucura.”

Chegando na UCLA, Senneff disse que Murray ficou “girando … movendo-se, suando, nervoso, multi ações”.

No interrogatório para Ed Chernoff, Senneff teria admitido que o quadro de MJ era esquelético, frágil, juntamente com seus pés preto, azulados, sinais de um viciado em drogas.

Fonte_: MJ_Speechless

Nenhum comentário:

Postar um comentário