It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Dr. Conrad Murray teria demorado 25 minutos para chamar 911

O site “TMZ” teve acesso ao depoimento da ex-namorada do médico Conrad Murray, acusado de homicídio involuntário pela morte de Michael Jackson no dia de hoje, 07/01/11.



Sade Anding que esteve em Houston no dia em que Michael Jackson morreu, disse, em juízo, que recebeu uma ligação do então namorado por volta de 12:30pm no dia em que o cantor morreu. Ela disse que Murray lhe perguntou como havia sido seu dia e que, de repente, parou de falar ao telefone.

Sade, em seguida, disse que ouviu barulho, como se o telefone estivesse em um bolso, e ouviu “tosse e vozes.” A ligação teria durado cinco minutos.

Mas há apenas uma chamada registrada no telefone de Murray para a Sade, às 11:51am e não às 12:30pm com ela disse.

Isto mostra que Murray só percebeu que MJ não estava bem por volta das 11:55am e o médico só ligou para o serviço de emergência às 12h21m. Ou seja, Murray pode ter demorado até 25 minutos para pedir ajuda.

Fonte: MJ_Speechless

Nenhum comentário:

Postar um comentário