It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

terça-feira, 30 de novembro de 2010

domingo, 28 de novembro de 2010

Joe Jackson explica a educação rígida com os filhos

O pai do cantor Michael Jackson, Joe Jackson, e o produtor e amigo da famíliaLeonard Rowe estiveram neste domingo (28) no programa Domingão do Faustão para lançar o novo livro escrito pelos dois: “O Que Realmente Aconteceu a Michael Jackson, O Rei Do Pop”.



Questionado sobre a rigidez da educação que Michael recebeu, Joe disse que, naquela época, a vida era mais difícil. “Eu acho que naquela época tinha que ser daquele jeito. Era preciso trabalhar muito duro para que ele fosse realmente um grane astro. E ele foi. Era um grande dançarino, ele era fantástico”, afirmou o pai de Michael, que está fora do testamento do cantor.

Falecido em junho de 2009, Michael Jackson, segundo os autores do livro sobre sua vida, foi vítima de uma conspiração entre a Sony Music, gravadora de Michael, e AEG Live, que administrava a carreira do “rei do pop”.

“Ele era dono de metade da Sony Music, ele tinha metade do catálogo das músicas. As pessoas não queriam que ele fosse dono desse catálogo. Uma vez, ele me falou: ‘eles me matariam por esse catálogo’. Na época, eu não dei muita atenção, mas foi o que aconteceu“, disse Rowe.

Rowe ainda disse que, na realidade, sempre foi do desejo de Michael que o pai estivesse no testamento e que, ele teria pedido pessoalmente que fosse separada parte da sua fortuna para destiná-la a Joe. O produtor também comentou sobre o carinho de Michael pela América do Sul. “O primeiro lugar que ele queria vir era a América do Sul. Por isso, eu quis lançar o livro primeiro no Brasil. Quero que vocês saibam o quanto ele amava esse País”, declarou.

Fonte: MJ_Speechless

Joe Jackson no programa do Faustão

Making of das gravações do clipe da música “Hold My Hand”

O videoclipe de Michael Jackson e Akon com a música “Hold My Hand” apresenta dezenas de cenas extras, mas apenas uma dela tem uma versão de um pequeno Michael Jackson.



TMZ conseguiu o vídeo e fotos tiradas na semana passada na gravação do vídeo para “Hold My Hand“. Um fã de Michael Jackson foi destaque fazendo alguns passos famosos da dança de Michael. Você pode ouvir outros fãs dizerem para a criança “existe a oportunidade de uma vida”.

Para ver o video CLIQUE AQUI

Como divulgado em primeira mão no TMZ, um grupo de fãs foram convidados a participar do vídeo andando em um hangar do aeroporto aberto que simboliza “caminhando para a luz”.

Uma fonte do set contou que o diretor disse que o lançamento do vídeo será em 06/12/10 na ABC.

Algumas Fotos:











Fonte: MJ_Speechless

Nokia faz tratamento especial para os fãs de Michael Jackson

Nokia apresentou uma maneira para fazer o download do primeiro single do próximo álbum de Michael Jackson “Michael” no Ovi Music Store.



A edição digital da música, intitulada “Hold My Hand” estará exclsivamente disponível na Nokia Ovi Music Store em Portugal até 30 de novembro, 2010. O single estará disponível em outros canais tradicionais.

Tudo pronto para criar uma onda de emoção e nostalgia entre os seus fãs no mundo, a música é o primeiro lançamento de Michael Jackson em nove anos. “Hold My Hand”‘, um dueto com o cantor de R & B Akon, é uma canção que eles gravaram em 2007.

Uma nota manuscrita de Michael Jackson indicava o seu desejo que esta faixa seja o primeiro single de seu próximo projeto. No entanto, em seu estado inacabado, a música vazou em 2008.

Akon recentemente completou a nova produção de “Hold My Hand”, que está agora disponível na Ovi Store.

Fonte: MJ_Speechless

Filmagens do clipe “Hold My Hand” teria sido sabotadas?

O ‘New York Daily News’ está relatou em 24/11/10 que as filmagens do vídeo para o ‘Hold My Hand’ foi praticamente arruinada por um e-mail aparentemente oficial dizendo aos participantes que a produção foi adiada.




Segundo uma fonte do “Daily News”, pouco antes das câmeras começarem a rodar, num antigo hangar da Marinha dirigível em Tustin, Califórnia, um e-mail aparentemente “legítimo”, supostamente da “Propriedade de Michael Jackson”, foi recebido pelos participantes, informando que devido à recente previsão das condições meteorológicas, o vídeo estava sendo “adiado” até o dia seguinte.

O anúncio foi rapidamente seguido por mais dois e-mails instruindo os destinatários a ignorar a mudança de horário.

O que não está claro é se o primeiro e-mail foi apenas uma inocente confusão, ou uma tentativa deliberada de prejudicar a filmagem do vídeo, que foi dirigido por Mark Pellington de “U2 3D” da fama.

“Michael”, o novo álbum está cercado de polêmica desde a sua concepção, com a família do astro e outros desafiando a autenticidade dos vocais em várias faixas, alertando Sony Music para trazer especialistas forenses e seis dos antigos produtores de Michael Jackson – todos os quais concluíram que os vocais são genuínos.

Um porta-voz da Sony Music não respondeu às questões sobre o e-mail estranho, no entanto, um informante no campo de Michael Jackson, teria dito ao “Daily News”, “Nós tivemos um monte de documentos falsos, disparando à volta.”

Na gravação do vídeo, cerca de 200 fãs dançavam de improviso para “Hold My Hand” para as câmeras. Eles também lançaram balões brancos gritando: “Nós te amamos, Michael!”

Foi dito, que o vídeo vai estrear a 06 de dezembro no ABC, no mesmo dia, em que Oprah Winfrey entrevista os amigos de Michael Jackson (Família Cascio) e o produtor Teddy Riley, que foi franco sobre a polémica em torno “Michael”.

Fonte: MJ_Speechless

Ciara não se esqueceu de Michael Jackson

A cantora ainda não é possível chegar a termos com o fato de que o ídolo de sua juventude foi para sempre.




Em sua juventude, Michael Jackson foi a meu cantor favorito – Ciara reconheceu. A cantora lamenta que não houve oportunidade de se encontrar pessoalmente com o rei do pop. - Falei com ele apenas por telefone. Eu ainda estou devastada que ele nos deixou,é inacreditável.

Ciara também revelou que há algum tempo, investiga os segredos do negócio de arte. A cantora particularmente impressionada com o livro, intitulado “48 Leis do Poder”, de Robert Greene.

Este trabalho, que lhe ensina, entre outras boas tomadas de decisão,explica a cantora.Permite-lhe compreender certos comportamentos das pessoas. É muito útil nos negócios. Acho que para alguém como eu de um lado do artista, o empresário sobre outros isso é particularmente importante.Traçando metas ambiciosas que eu quero alcançar.

Fonte: J_Speechless

Joe Jackson se diverte na noite paulistana

Em vista ao Brasil para divulgar o livro “O Que Realmente Aconteceu a Michael Jackson”, seu pai, Joe Jackson, aproveitou a noite de sexta-feira (26) para se jogar na noite paulistana.




Ele foi ao Club A, experimentou o cardápio da casa, deu pinta na pista de dança e tentou até dar uma de disc-jockey ao lado de Betinho, o dj residente da casa.

O apresentador Amaury Jr. é um dos donos do clube e mandou sua repórter Laura Wie para entrevistar o pai do Rei do Pop. Na conversa, ele revelou que o testamento de Michael está nas mãos do advogado Jhon Branca que não tinha contato com o cantor há anos

Fonte: MJ_Speechless

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Tabloid: Michael Jackson ia “morrer fazendo shows”,diz Joe Jackson



Joe Jackson deu a primeira entrevista em São Paulo 90 minutos depois de ter passado 12 horas em um avião.

Não aparentava estar cansado, apesar da longa viagem e de seus 82 anos.Vindo de Los Angeles, foi direto ao hotel Hyatt, na zona sul da cidade, onde está hospedado pelos próximos dias para divulgar o livro “O que Realmente Aconteceu com Michael Jackson”, que sai em 1º de dezembro no Brasil.

A obra não foi escrita por ele, mas pelo promotor musical Leonard Rowe, 59, com quem trabalhou em 1979, no início da banda Jackson Five, formada por seus filhos.”Dei a ele seu primeiro trabalho”, conta, para explicar a relação, retomada anos depois por causa de Michael.


Rowe escreve no livro que foi chamado pelo cantor para ajudá-lo a revisar seus contratos e para tentar mudar o número de apresentações da última turnê, “This Is It”, marcada para julho de 2009.

Segundo o autor, ele concordou em fazer só dez shows, que no dia seguinte se tornaram 50 e tiveram todos os ingressos vendidos.Os concertos acabaram não acontecendo, porque Michael morreu por overdose de anestésicos, semanas antes de estrear em Londres.

Rowe diz que os produtores dos shows sabiam que ele não conseguiria fazer tantas apresentações seguidas. “Mas o contrato era uma arma apontada para sua cabeça. Dizia que, se não cumprisse o programa, poderiam tomar todos os seus bens. Michael ia morrer tentando. Não decepcionaria os fãs.”

O GRANDE VILÃO

A dupla veio ao Brasil para revelar a grande conspiração por trás da morte do cantor.

“Michael sabia que ele valia mais morto do que vivo”, afirma Joe Jackson. Ele diz que o filho não usava drogas. “Ele achava que estava tomando comprimidos para dormir, porque precisava descansar. O que deram a ele nem deveria sair de um hospital, por isso estou lutando por uma investigação.”

O pai de Michael não dá mais detalhes sobre o que está fazendo porque “tem de ficar quieto para vencer”, mas diz acreditar que vai fazer justiça. “Não acho que eles vão conseguir se safar por muito tempo.”

Por “eles” quer dizer os empresários da produtora AEG Live, que acusa inclusive de terem falsificado o testamento de Michael Jackson para lucrar mais.”Ele estava em Nova York na data daquela assinatura, e não em Los Angeles, como está no documento. Não poderia ter assinado.”

Diz que não ouviu e não gostou do álbum “Michael”, a ser lançado em 14 de dezembro. “Misturaram coisas à voz dele. Não é um produto 100% Michael Jackson.”Para Rowe, o conglomerado controla a mídia e “inventa histórias sobre Joe para o público achar que é um monstro”. “Joe criou superastros, nenhum dos nove filhos foi preso. É um feito.”

Jackson conta que esteve com os netos no dia anterior [terça] e a relação entre eles é “fantástica”. “Paris quer ser atriz. Prince quer ser jogador de futebol americano, algo para exercitar os músculos [risos]. O camaradinha [Blanket] ainda não sabe.”Joe não teme por eles. “São fortes. São Jacksons. Não acho que possam tirar nada deles. Estamos prontos.”

O QUE REALMENTE ACONTECEU COM MICHAEL JACKSON
AUTOR Leonard Rowe
TRADUÇÃO Mayra Cajueiro Warren
EDITORA Mundo Editorial
QUANTO R$ 43,90 (336 págs.)

Akon pensa em queimar as gravações que fez com Michael

O cantor R&B Akon tem guardados vários duetos com Michael Jackson, mas ameaça queimar as gravações por não querer que seja editada nenhuma música que tenha sido deixada “inacabada” pelo falecido “Rei da Pop”.



O cantor diz que pode ficar tentado trabalhar nas canções, e por isso pretende queimá-las, já que Michael Jackson não iria querer que fossem lançadas incompletas.

Ao site da MTV, Akon afirma: “Eu e Michael trabalhamos em muitos conceitos antes de ele falecer. ‘Hold My Hand’ (dueto que serve de primeiro single do álbum póstumo ‘Michael’) foi uma das gravações que ficaram completas, o resto está incompleto. São só ideias, conceitos, harmonias e coisas desse tipo, que o mundo provavelmente nunca verá porque eu não quero lançar nada inacabado, por isso sou capaz de os queimar para o fim desta entrevista, senão fico tentado a fazer um remix!”

Fonte: MJ_Speechless

Joe Jackson faz ‘moonwalk’

O pai de Michael Jackson está divulgando seu livro, ‘O que realmente aconteceu a Michael Jackson’, em São Paulo.



Joe Jackson fez o famoso passo do filho Michael Jackson, o moonwalk, durante a coletiva de imprensa que deu em São Paulo, nesta quinta-feira, 25, para divulgar seu livro, “O que realmente aconteceu a Michael Jackson”. A pedido de Sabrina Sato, que caprichou no shortinho para agradar o pai do astro pop, ele levantou da cadeira e, com um sorrisão no rosto, fez rapidamente a pose característica do passo.

Durante o bate-papo com jornalistas, Joe falou sobre a morte e o talento do filho. O Brasil é o primeiro país onde o livro será lançado e, para Joe, a história é essencial para que se descubra o que, de fato, aconteceu com Michael Jackson.

“Já dei muitas entrevistas antes de chegar aqui. a razão pela qual estou aqui hoje é para que o Brasil e o resto do mundo saiba o que realmente aconteceu com meu filho”, disse Joe, que não polpou elogios a Michael. “Meu filho foi o maior artista do mundo.”

Joe não esconde a culpa que vê no Dr. Conrad Murray, responsável por dar a dose letal do anestésico propofol a Michael. “Meu sentimento é ruim quanto a ele. Por ver as coisas que ele oferecia a Michael fora do hospital. Quando você dá certos medicamentos, precisa ter profissionais por perto”, disse.

Já Leonard Rowe, co-autor da obra e presente na entrevista, acredita que o médico não seja o único culpado. “Vimos que há mais pessoas por trás da morte de michael do que Dr Murray.”

Fonte: MJ_Speechless

Joe Jackson chega ao Brasil sem suas malas de roupa

Joe Jackson, que chegou em 24/11/10 ao Brasil, teve de enfrentar alguns contratempos – o mais desagradável deles, descobrir que as malas não chegaram ao país. Sua bagagem ficou presa em Dallas, nos Estados Unidos, por onde ele passou antes de chegar à capital paulistana.



Sem mudas de roupas, mas de posse de sua carteira, o patriarca do clã Jackson rumou para um shopping da zona sul de São Paulo, onde comprou uma camisa, que vai usar no lançamento e na entrevista coletiva que concederá na manhã desta quinta-feira (25).

No shopping, Joe Jackson foi reconhecido e abordado por – algo parecido com – fãs, que pediram autógrafos e fizeram fotos com o polêmico e, a julgar pelos depoimentos do filho Michael, não exatamente um bom exemplo de pai.

Fonte: MJ_Speechless

Joe Jackson diz: “Blanket será o novo Rei do Pop”

Joe Jackson, pai de Michael Jackson, acredita que Blanket, filho caçula do pop star, seguirá os passos do pai. O avó contou que apelidou Blanket, cujo nome completo é Prince Michael II, de 8 anos, de “o novo rei”. O patriarca da família Jackson deu uma coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira no hotel Grand Hyatt em São Paulo. Está no Brasil para divulgar o livro “O que realmente aconteceu a Michael Jackson” escrito por Leonard Rowe, produtor de shows e amigo da família Jackson.



- Blanket será o novo Michael Jackson. Eu o chamo de novo rei – contou o avó, que defende a teoria apresentada por Rowe no livro de que Michael foi assassinado, vítima de uma conspiração.

O médico Conrad Murray, responsável por aplicar no astro em 25 junho de 2009 a dose letal de anestésicos, não seria portanto o único responsável pela overdose de Michael. Para Joe e Rowe, o executivo Randy Phillips da AEG, empresa responsável pela turnê “This is it”, cuja estreia em Londres estava prevista para 8 de julho, é um dos responsáveis pela morte do cantor, assim como seu advogado e empresário.

O livro “O que realmente aconteceu a Michael Jackson” será lançado no Brasil em 29 de novembro. Nos Estados Unidos, a primeira edição vendeu 1 milhão de exemplares em quatro meses. A primeira metade é uma espécie de apresentação de Rowe, que conheceu a família Jackson há 30 anos quando produziu shows dos The Jacksons. Segundo o produtor, o racismo o impediu de prosperar na indústria do entretenimento. Afirma que produtores negros são impedidos de trabalhar com artistas brancos e, quando artistas negros passam a fazer sucesso entre audiências brancas e negras, também acabam sendo obrigados a trabalhar com empresários e produtores brancos.

- Michael Jackson foi vítima do racismo, assim como eu. Ele reclamava da discriminação. O artista que mais vendeu discos na história jamais foi tratado assim pela indústria - diz Rowe, que afirma ter sido contratado para supervisionar os negócios de Michael em 2007.

A partir da metade do livro Rowe defende sua teoria sobre o suposto assassinato de Michael. Relata que a AEG controlava o rei do pop, pagando todos os funcionários que trabalhavam para ele, de modo a deixá-lo isolado e dependente, em um momento de fragilidade física e mental. No livro, Rowe apresenta uma cópia do contrato com a AEG assinado por Michael e afirma que nem um estreante aceitaria condições tão absurdas quanto as impostas no documento. O contrato fala sobre 31 shows, mas a AEG anunciou e vendeu ingressos para 50 apresentações. Rowe afirma que Michael não aceitou fazer nem 50, nem 31 shows. Havia combinado fazer 10 apresentações e nada mais. Para Rowe, Michael poderia ter sido salvo se fosse internado em uma clínica de reabilitação.

- Decidi escrever este livro porque a vos de Michael foi silenciada de forma criminosa. Ele poderia ter sido salvo, mas não quiseram ajudá-lo. Michael só assinou o contrato porque seu advogado e seu empresário na época eram pagos pela própria AEG. Eu era o único funcionário de Michael que não era pago e controlado pela AEG. Mas só descobri isto quando era tarde - afirma Rowe, completando que Conrad Murray, o médico que foi indiciado pelo homicídio do artista, recebia um salário mensal de US$ 150 mil da AEG para cuidar da saúde de Michael.

‘Sem arrependimentos’, garante Joe Jackson

Joe Jackson negou querer ganhar dinheiro com a morte do filho lançando o livro.

- Não quero ganhar dinheiro, quero Justiça. Quero a abertura de uma investigação federal para descobrir quem assassinou Michael Jackson - diz Joe. – Conrad Murray violou as lei médicas quando deu a meu filho um remédio que só pode ser administrado em hospitais. Mas não foi só ele quem o matou.

Joe Jackson e Rowe também defendem a teoria de que o testamento de Michael Jackson é falso. Rowe diz que Michael disse várias vezes que acreditava que estavam interessados em seu catálogo de músicas – Michael era dono de metade do acervo da Sony, incluindo canções dos Beatles - e que o matariam para conseguir os direitos autorais. Segundo Rowe, quem hoje se beneficia desta renda é o administrador do espólio de Michael, o advogado John Branca e não sua família. Para ele, os indícios da falsificação do documento são a assinatura de Michael, o fato dele estar em Nova York e não na California, ao contrário do que atesta o documento, e a grafia errada do nome de seus filhos. Além disto, não foi encontrada cópia do testamento na casa de Michael. Apenas uma via do documento veio a público e foi apresentada à Justiça por Branca.

Joe disse não se arrepender de nada em relação a forma que criou os filhos. Admitiu que dava palmadas nas crianças para discipliná-las, mas assegurou que não espancava Michael ou seus irmãos. Disse que tinha uma relação de proximidade com o filho.

- Não me arrependo de nada. Tudo que fiz foi pelo bem de minha família. E hoje tenho orgulho de todos eles - respondeu.

Segundo o pai, Michael jamais molestou crianças. Citou como exemplo o caso de Jordy Chandler, que teria negado as acusações feitas por seu pai, Evan Chandler, contra Michael. Joe também negou que Michael tentava ficar branco fazendo plásticas e tratamentos pouco ortodoxos.

- Ele não é o único da família a fazer plásticas. É normal no show business. Assim como minha tia-avó, Michael sofria de vitiligo - disse.

Fonte: MJ_Speechless

Michael Jackson: The Experience chega as lojas por R$ 149,00

Chega às lojas brasileiras, ainda no final de novembro, o aguardado game Michael Jackson The Experience (R$ 149,00) para Nintendo Wii, Nintendo DS e PSP. Para Xbox 360 e PlayStation 3, o lançamento será em 2011.



Com as músicas e os passos do lendário rei do pop, o jogo revive performances clássicas, embaladas por canções como Bad, Beat It, Billie Jean, entre outras.

De acordo com Yves Guillemot, executivo chefe da Ubisoft, o jogo é uma extensão natural do que o artista poderia estar fazendo para expandir a sua arte.

- Estamos encantados com a oportunidade de desenvolver um jogo baseado nas músicas e movimentos de um dos mais incríveis artistas performáticos de todos os tempos. Esperamos que o jogo una fãs, familiares e amigos com a dança e música energética do rei do pop.

Marcada por coreografias conhecidas dos fãs, a competição vai além da dança. Os jogadores também podem cantar 15 músicas do artista, entre elas Black or White, Rock with You, Smooth Criminal, They Don’t Care About Us e Thriller.

Fonte: MJ_Speechless

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Sony Music prepara o novo vídeo da música “Hold My Hand”

De acordo com o site TMZ, a gravadora Sony Music já se prepara para lançar o primeiro videoclipe do álbum póstumo do cantor com a múscia “Hold My Hand”.



O clipe da música “Hold My Hand” (primeiro single do álbum, que conta com a participação de Akon), segundo o site, trará imagens de diferentes momentos da vida de Michael Jackson. O vídeo também trará dez dançarinos.

Ainda de acordo com o TMZ, Akon gravou sua parte como se estivesse interagindo com Michael, já que a imagem do cantor será acrescentada digitalmente na hora da produção.

As gravações começaram no dia 22/11/10, e as fontes disseram ao TMZ que o vídeo terá uma parte em um hangar de aviões em Tustin, CA – e envolve várias cenas… e uma delas é o tema celestial.

Um grupo de fãs veteranos de Michael Jackson foram convidados para participar deste clipe e orientados a ficar do lado de fora até que as portas do hangar se abrissem, e ao abrir o local estava totalmente escuro, um breu… Exceto por uma luz brilhante ao fundo.

De acordo com as fontes, todos foram convidados a caminhar em direção à luz, o que simboliza a jornada deles para o céu.

A música Hold My Hand já havia sido divulgada pela gravadora no site oficial do cantor. Outra canção do álbum novo (intitulado apenas Michael), Breaking News, também já está disponível na web.

Fonte: MJ_Speechless

Quincy Jones crítica novo álbum de Michael Jackson



O produtor Quincy Jones, responsável pelo clássico álbum "Thriller", de Michael Jackson, deu declarações polêmicas sobre o rei do pop e Kanye West em entrevista à revista Rolling Stone.

Ao ser comparado pelo repórter da publicação com Kanye West, por serem ambos muito requisitados no mundo da música, Quincy Jones não ficou feliz: "Como? De jeito nenhum. Ele já compôs para orquestra sinfônica? Ele compôs para orquestra de jazz? Que é isso, cara. Ele é só um rapper. Não há comparação. Não quero desmerecê-lo ou julgar, mas a gente vêm de lados diferentes do planeta. Passei 28 anos aprendendo minha primeira habilidade. Não canto rap. Não é a mesma coisa. Não se compara", respondeu, irritado.

Jones também foi bastante duro ao falar das novas músicas do rei do pop, reunidas em um álbum póstumo chamado "Michael", que será lançado em dezembro: "Deveriam ter permanecido na gaveta. Eles só querem ganhar o máximo de dinheiro possível", disparou o produtor, que acredita que Michael não gostaria de ter o novo trabalho divulgado. "Ele não gostaria que isso tivesse saído assim, sem que pudesse dar os retoques finais", completou.

Além do clássico álbum "Thriller", Jones é responsável por trabalhos de Miles Davis, Frank Sinatra, Ella Fitzgerald, entre outros, e está sendo homenageado no disco "Q: Soul Bossa Nostra", que reúne releituras de hits produzidos originalmente por ele.

Fonte_: MJ_Speechless

Jermaine Jackson diz: “Este álbum não é Michael Jackson”

Depois de LaToya Jackson, que não reconheceu seu irmão na música “Breaking News” agora é a vez de Jermaine Jackson criticar o futuro álbum póstumo de Michael Jackson.



Jermaine Jackson, irmão de Michael Jackson está em visita a França para participar hoje à noite, 23/11/10 da grande final “Em busca de um novo Michael Jackson na W9.”

O cantor aproveitou a oportunidade para discutir com nossos colegas franceses sobre o futuro álbum póstumo de “MJ”, que deve sair em 14 de dezembro.

Os fãs estão esperando com impaciência febril o lançamento deste álbum, já Jermaine confessou que ele estaria bem: “Se dependesse de mim, nenhum álbum póstumo sairia para os fãs em vão, mas eu ouvi e não é o Michael. Pegaram sua voz e misturam com muitos outros.”

Ele também acrescentou que o álbum inicialmente chamaria “The King” (O Rei) e não “Michael”, mas a gravadora vetou “A Sony não quis desrespeitar Elvis. No entanto, há apenas um rei na indústria da música, que é Michael Jackson.”

Fonte: MJ_Speechless

Tabloid: Tohme Tohme, ex-gerente de Michael Jackson: Eu fui honesto

O homem que se diz ter sido o gerente de Michael Jackson, disse que ele foi muito honesto quando ele viu o estoque de dinheiro secreto de MJ. E os advogados da propriedade deveria retribuir o favor, lhe mostrando os livros contábeis para ele.



Dr. Tohme Tohme reivindica em uma nova documentação jurídica que a propriedade deve a ele 15% do salário de Michael Jackson enquanto ele este supostamente trabalhando para Michael, mas os chefões que administram a propriedade não irão abrir seus livros para que ele possa descobrir o quanto seria a demanda.

Tohme disse que a propriedade não está a dar-lhe créditos para ele girar em cima do dinheiro de Michael Jackson, por volta de R $ 5,5 milhões de dólares, logo depois que ele morreu.

Tohme disse que ele tinha uma holding secreta do cantor e Tohme possui o documentos legais obtidos pelo site TMZ. E ele nem sequer deduziu seus honorários no documento, pois que ser honesto com o valor de sua recompensa.

A propriedade não vê Tohme com bons olhos, e eles o rejeitaram.

Fonte: MJ_Speechless

Randy Jackson está com raiva dos advogados de Michael Jackson

Randy Jackson está com raiva dos advogados que cuidam do imobiliário do seu falecido irmão Michael Jackson por não terem comparecido no enterro da estrela.



O ícone de “Thriller” morreu em junho de 2009 e foi sepultado logo em seguida mas John Branca e John McClain, os advogados de sua propriedade, não compareceram para nenhuma cerimônia.

Randy admite que ele esta com raiva por causa da ausência deles, e ele os acusou de se concentrarem apenas nos “negócios que estão sendo feito” para lucrar com a popularidade de Michael Jackson após sua morte.

Em um post em sua página no Twitter.com, ele escreve: “Eu convidei McClain para o enterro, ironicamente, ele não apareceu. Nenhum dos executores (apresentaram) para pagar seus respeitos. Talvez eles estivessem ocupados demais com as ofertas que estavam sendo feitas.”

Os advogados assinaram um acordo de RS $ 250 milhões (£ 166.700.000) com os diretores da Sony Music no início deste ano, 2010, para o lançamento de 10 álbuns de músicas inéditas da estrela.

Fonte: MJ_Speechless

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Game do Michael Jackson é lançado no Brasil

Além dos complexos truques com joysticks, restam muitas oportunidadse para jogos simples mas que agradam a toda a família. Michael Jackson: The Experience é o mais novo deles.

O game, lançado durante a Brasil Game Show (BGS), que aconteceu no último fim de semana no Rio de Janeiro, trás 25 das mais famosas coreografias do astro pop para os consoles Nintendo Wii e DS – até o momento.

Em Michael Jackson: The Experience, o jogador segue os passos de um avatar do cantor que aparece na tela. Nas versões para Wii e Move, ele precisa prestar atenção no braço que segura o controle, destacado na tela. Até quatro jogadores podem dançar, mas a sala precisa ser espaçosa. Já com o Kinect, o jogador será obrigada a trabalhar mais partes do corpo.

Não era difícil perceber o sucesso do jogo entre os visitantes da BGS. Até quatro pessoas balançavam ao som de Michael Jackson agarradas ao joystick do Wii em cima de um palco central montado na feira. Uma pequena multidão formada por crianças e adultos observava e aplaudia interessada ao fim de cada música.



Para o executivo da Ubisoft Bertrand Chaverot, produtor do game, o sucesso dos jogos de dança é garantido. "Meninos buscam competição, dominação destruição, já as meninas querem socialização, personalização e cuidar de algo. É difícil encaixar as coisas para que todos gostem. A música é uma maneira universal de unir pessoas", disse.

As versões para serem jogadas com o controle Move do Playstation 3, PSP e com o Kinect – sem joystick – do Xbox sairão apenas em fevereiro de 2011, e os jogos devem custar em torno de R$ 149. "Nós começamos a pesquisar com câmeras 3D antes da Microsoft, vamos unir nossas duas tecnologias no jogo do Michael para Kinect", conta o executivo.

Para quem não é fã do rei do pop ou prefere variedade musical, a Ubisoft lançou o Just Dance 2, que tem mecânica semelhante, com 45 músicas, de Kate Perry a Ke$ha, com exclusividade para Wii. "No futuro o jogador pode baixar mais musicas, assim o jogo não termina", diz Bertrand.

Público da BGS joga o game "Michael Jackson: The Experience":



Fonte: MJ_Speechless

Justin Bieber diz que se inspirou em Michael Jackson

Em uma entrevista com Ryan Seacrest na quarta-feira,17/11/10, o cantor Justin Bieber, disse que o Rei do Pop continua sendo uma inspiração para ele, admitiu que ele foi inspirado por “Man In The Mirror” de Michael Jackson ao compor a sua nova canção “Pray”.



“É uma canção muito edificante, muito inspiradora, vem do coração. É muito bonita eu definitivamente penso no homem que foi Michael [Jackson] ‘Man In The Mirror’, quando eu estava compondo… isso. “

A sensação teen acrescentou que a canção é uma partida do habitual amam a música-tema que domina a música pop.

“Há muitas canções sobre o amor e eu acho ótimo, mas agora queria tirá-la por um minuto deste mundo”, disse ele. “Existem outras coisas que são importantes a serem cantadas e eu só quero motivá-las.”

Fonte: MJ_Speechless

Quincy Jones : família Jackson nunca agradeceu meu trabalho

Quincy Jones, criticou a família de Michael Jackson por não lhe agradecer pelo trabalho que ele produziu com o cantor.



O produtor que trabalhou com o cantor em seus álbuns mais bem sucedidos que foram ”Off The Wall” e “Thriller” - o álbum mais vendido de todos os tempos - “Bad”, diz que a família Jackson, em especial o pai , Joe Jackson, nunca lhe agradeceu pelo seu trabalho árduo.

Quando Joe disse que ficava com Michael todos os dias no estúdio quando ele estava gravando, Quincy respondeu: “Ele é um mentiroso. Ele está zombando. Em nenhuma vez a família me agradeceu por eu sempre fazer aquilo, e não foi só uma vez que acompanhei. Ninguém agradaceu. Claro, exceto Michael que me agradecia, mas é isso. “

Quincy também disse que em seu papel como produtor e músico, ele sempre precisa pensar em termos de cores e tenta imaginar visualmente as músicas antes de criá-los.

Ele acrescentou: “Está é a minha primeira arte, você sabe e eu penso nos desenhos, aquarelas e óleos, coisas criadas psicologicamente com o tempo. Penso a todo tempo em imagens. “

Quincy tem trabalhado com alguns dos maiores artistas da era moderna, o que faz seu trabalho gerar confiança principalmente quando ele tem que cortar faixas de um artista mais venerado da era moderna.

Ele acrescentou: “É um processo que nunca se finaliza sem você usar seu julgamento com artista. Quando você diz a um artista como Frank Sinatra e Ray Charles que irá cortar suas músicas porque não estão de acordo, você tem que saber o que você está falando. Eu estava pronto para Frank, porém, eu venho fazendo isso desde que eu tinha 13 anos, mas é sempre bom tê-los juntos da gente, porque eles vão ver você como um vendedor. “

Fonte: MJ_Speechless

Metro de Madrid ao ritmo de Michael Jackson

Mais de duzentos jovens participaram sábado, no metro de Madrid, em uma dança com música de Michael Jackson, perante o olhar atónito dos viajantes.



Neste primeiro flash mob (multidão convocada na internet por um tempo dançando a coreografia da mesma em um lugar público), a ser realizada em uma estação de metro em Espanha, seguindo as pegadas de ações similares em Londres, Paris ou Nova York, os participantes dançaram vários temas do Rei do Pop, incluindo Segure minha mão, que acaba de ser publicado.

Após quatro minutos de dança, os participantes nesta iniciativa, reunidos no átrio da estação de Nuevos Ministerios, dissolvido, pois havia aparecido, ou seja, cada um por si.O evento foi organizado através de redes sociais e blogs na Internet e, apesar de os participantes não tinham ensaiado juntos antes, a coreografia, que foi acompanhado por alguns viajantes que estavam de passagem, saiu perfeito.O flash mob foi organizado para celebrar os 25 anos de Madrid en Danza festival, celebrado nos teatros da capital espanhola.

Fonte: MJ_Speechless

Michael Sério

Bastidores de "Speed Demon"

domingo, 21 de novembro de 2010

sábado, 20 de novembro de 2010

Oprah Winfrey fará outro programa sobre Michael Jackson



The Oprah Winfrey Show precisa de você! Especificamente, os fãs na área de Chicago para participar de outro especial sobre Michael Jackson.
A boa notícia é que desta vez ela irá abordar a música de Michael.

The Oprah Winfrey Show vai falar sobre Michael Jackson e do lançamento do próximo álbum, "Michael". Você sempre foi um grande fã de Michael Jackson? Você tem todos os seus álbuns e é intensamente interessado em saber mais sobre este novo lançamento? Você seguiu sua história de vida e sempre esteve ansioso para saber mais sobre Michael? Nos bastidores? Se você é um grande fã de Michael Jackson, e gostaria de estar na platéia para essa gravação na sexta-feira, 19/11, mande um e-mail agora! Se ainda houver disponibilidade, você será contatado por e-mail por um membro da equipe.


Fonte: MJ_Speechless

Akon garante que não vai lançar suas outras parcerias com Michael Jackson

Akon declarou ter ficado muito feliz em ter contado com a ajuda da Sony Music na hora de lançar sua parceria com Michael Jackson, “Hold My Hand”. Para ele, seu trabalho com o Rei do Pop sempre será um motivo de orgulho. Mesmo assim, o cantor garantiu que as demais músicas que fez com MJ devem permanecer em seu arquivo para sempre.



“Lancei Hold My Hand porque era uma música que foi finalizada por Michael e eu. As demais canções que fizemos juntas estão inacabadas, são apenas um punhado de letras e melodias”, afirmou ele em entrevista para a MTV.

“Nossa intenção nessa música era tentar criar um conceito que simbolizasse a união entre os povos, a harmonia. Será que é possível fazer com que as pessoas se unam e criem um mundo melhor? Era essa a ideia de letra. Eu já estava trabalhando na música anteriormente, e quando a mostrei a Michael ele ficou encantado e quis participar”, completou Akon.

Fonte: MJ_Speechless

Pai de Michael Jackson chega ao Brasil dia 25/11/10

De acordo com a coluna Entre a Gente, do Jornal da Tarde, publicada nesta sexta-feira, 19, Joe Jackson chega ao Brasil na semana que vem.



Segundo a publicação, o pai de Michael Jackson chegará na próxima quinta-feira, dia 25, para divulgar o livro “O que realmente aconteceu a Michael Jackson”, da Editora Mundo Editorial.

O livro tem lançamento previsto para dezembro/10.

Fonte: MJ_Speechless

Empresa Bahrein pede nova petição contra Michael Jackson

A empresa AQ Business Consultants entrou com uma petição contra a Propriedade de Michael Jackson, pedindo ao juiz para que ele permita tardiamente abertura dos arquivos sobre credor, uma vez que a empresa não sabia que havia prazo limite para pedir dinheiro.



AQ alega que ajudou Michael com um empréstimo no valor de 320 milhões dólares, que agora encontra-se no valor de US $ 3,2 milhões, além de afirmar que ainda falta somar mais $ 1,2 mil.

O prazo para a apresentação da reclamação já foi, mas AQ alega que não recebeu uma notificação apropriada sobre o procedimento.

Howard Weitzman, o advogado da propriedade, disse ao TMZ: “Eu não acredito que o crédito tem qualquer mérito, mas eles estão atrasados de qualquer maneira para esta reclamação.”

Fonte: MJ_Speechless

Bailarinos alegam discriminação para trabalhar no vídeo de Michael Jackson

A equipe do novo vídeo de Michael Jackson para a música “Hold My Hand” deixaram claro que não vão contratar ninguém que pertença ao grupo de dança sindical denominado como “Dancers Allince” – A DA reivindica que isto é pura “discriminação”



O anúncio para a contratação de 10 bailarinos profissionais com idade entre (15-25) para o vídeo da música “Hold My Hand”, tem causado polêmica, pois afirma especificamente que eles não vão contratar ninguém do grupo Dancers’ Alliance… Este grupo defende os interesses salariais e condições de trabalho dos bailarinos.

TMZ conversou com um representante do grupo que disse que cortar os bailarinos da DA “sugere que a produção está a discriminar os bailarinos que são educados e apoiados, tanto em suas comunidades e como seus agentes.”

O represente disse-nos que, a empresa ofereceu “tarifas equitativas” e o projeto foi cancelado com os agentes, e a DA não tem problemas em permitir que seus bailarinos dancem.

Ligamos para os produtores do vídeo, mas eles não retornaram.

Fonte: MJ_Speechless

Datas que recordam Michael Jackson

1 de Novembro de 1995

o Presidente Jerry Rawlings de Ghana honra Michael Jackson com o “Diamond of Africa


4 de Novembro de 1995

Em Wetten Dass, na Alemanha, Michael performa “Dangerous e “Earth Song”



8 de Novembro de 2007

Michael atende a festa do 66º aniversario de Jesse Jackson



11 de Novembro 2004

Robbie Williams, Michael Jackson, os Queen e os Rolling Stones entraram para o Hall of Fame. Williams representou os anos 90, Michael Jackson os 80's, Queen os 70's, e os Rolling Stones os 60's.


14 de Novembro de 1996

Michael Jackson casa-se com a sua enfermeira de longa data, Debbie Rowe, numa cerimonia privada e secreta, a qual apanhou todos de surpresa.


15 de Novembro de 1991

Michael performa ao lado de Slash, “ Black or White” e “Will you be there”



20 de Novembro de 1984

Michael Jackson aparece no Hollywood Walk Of Fame para estrear a sua estrela

Michael Jackson The Experience - Wii - Another Part of Me

Michael Jackson The Experience - Beat It

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Joe, pai de Michael Jackson, vem ao Brasil semana que vem




Joe Jackson vem ao Brasil na semana que vem, diz a coluna Entre a Gente, do "Jornal da Tarde'. Segundo a publicação, o pai de Michael Jackson estará por aqui na próxima quinta-feira, dia 25, para divulgar o livro "O que realmente aconteceu a Michael Jackson", da Editora Mundo Editorial. A obra será lançada em dezembro.

Diretor Rob Cohen fala sobre Michael Jackson



Ele era um cara tão sensível que, quando saíamos para jantar,ele era um vegetariano,ele pedia desculpas a cada vegetal, antes de comer. Ele ordenou os vegetais cozidos e literalmente ele dizia: “Me desculpe, Sr. cenoura” e “Me desculpe, Sr. Broccoli.” Ele era tão compreensivo com outras pessoas e todas as coisas vivas,que é realmente o que eu mais lembro de Michael,mais que sua dança e canto. Quando você conversava com Michael, você realmente sentia que ele estava sentindo o que você estava sentindo.


Lembro-me de uma noite fazendo uma sessão de gravação de “Ease On Down the Road”, e Quincy Jones estava no estúdio, que estabelece as faixas. Michael estava lá com Diana e Diana estava cantando sua parte, e depois era como “OK, Michael, vamos fazer sua parte”. Michael fez um riff de ”Ease on Down the Road”,com sua doce voz angelical, os olhos de Quincy ficaram iluminados,eu nunca vou esquecer. Era como assistir a um leopardo olhando uma cabra. Quincy era como, “O quê?” E a partir desse momento, os dois estavam unidos, e logo passou a fazer “Off The Wall” em conjunto e, em seguida, “Thriller”, e tudo começou ali, naquele momento.Ele amava Nova York. Nós pegamos ele e La Toya um apartamento no Central Park West e às vezes eu ia buscá-lo ou deixá-lo e eu sempre o via com toneladas de caixas de água Perrier.

Eu disse, finalmente, “Michael, que faz com todos os Perrier?”
E ele disse: “Eu gosto de tomar banho nele. Eu gosto de bolhas.”

De vez em quando eu o levava comigo para o Studio 54 em uma noite de fim de semana, e nós sempre iamos com um grupo grande de modelos de moda e ele saia e dançava e simplesmente incendiava o lugar. Ele já tinha esses movimentos, sabe? Ele não inventou-os apenas para seus vídeos.

Ele não tinha idéia do efeito que ele já tinha sobre as pessoas. Nós voltávamos na limusine com ele no final da noite e eu dizia:

“Michael, você sabe que poderia ir para casa com essa garota, ou você poderia ir para casa com aquela garota. Porque você não levou uma dessas meninas para casa com você? ”

E ele dizia: “Realmente, você realmente acha que elas gostam de mim?”

Fonte: MJ_Speechless

Randy Jackson afirma que “Hold My Hand” também é falsa

Mesmo após a morte, Michael Jackson ainda está envolvido em muitas polêmicas. A última está relacionada a nova música, gravada em parceria com o cantor Akon e lançada na última semana.



O irmão mais novo do astro do pop, Randy Jackson, não ficou contente com o lançamento e soltou o verbo em seu Twitter.

Entre críticas e acusações contra Akon e a gravadora, Randy afirmou que ouviu a música, intitulada “Hold My Hand” e não gostou do que estava acontecendo. “Eu ouvi a música e imediatamente disse que não era sua voz”, confessou.

Fonte: MJ_Speechless

Randy Jackson escreve mensagem no Twitter sobre novo álbum

Randy Jackson entrou em uma lágrima no Twitter na quarta-feira, 18/11/10, jurando que algumas das músicas do próximo álbum de Michael Jackson lançado pela Sony são falsas.




Randy Jackson twittou “Algumas das músicas são dele, e outras não são. Eu gostaria que (sic = assim ou segundo consta informação ou segundo informações colhidas) em minha vida que… Eu sei que isto pode parecer duro, mas esta é a verdade, como eu sei que é…”

Todos os especialistas analisaram bastante as faixas, e disseram que a voz é MJ, mas Randy não se abalou com isto.

E ele acha uma conspiração: “Mas o que é pior de tudo isto é [sic] que meu irmão cruelmente não está aqui, e essas pessoas estão mais preocupadas em ganhar dinheiro com sua morte… Eles poderiam se importar menos sobre o porquê e como ele morreu, ou talvez eles já sabem disto”.

Randy também afirma co-executor John McClain: “ele não se preocupa com a qualidade, nem se os vocais estão completos”.

Fonte: MJ_Speechless

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Glee: Episódio terá Thriller, de Michael Jackson



Glee está mesmo preparando um episódio com Michael Jackson, de acordo com o jornal norte-americano NY Post.

A comédia musical vai incluir uma performance de Thriller no capítulo que vai ser exibido no próximo dia 6 de fevereiro nos Estados Unidos, logo após a final do Super Bowl, campeonato de futebol americano.

- O capítulo não vai ser centrado em músicas de Michael, mas deve focar no campeonato de futebol local e na competição de líderes de torcida de Sue Sylvester, disse uma fonte da publicação.

Fonte: MJ_Speechless

Lista de músicas para Michael Jackson: The Experience

Quase a chegar à Nintendo Wii e mais tarde às versões caseiras da Xbox 360 e PlayStation 3, a Ubisoft revelou finalmente quais as músicas que estarão presentes em Michael Jackson: The Experience.

Enquanto por cá se dança ao som de Dance Central e Just Dance 2, estamos já à espera de Michael Jackson: The Experience, pois queremos aprender finalmente aquele passo tão famoso, vocês sabem qual é.

Em baixo têm a lista de músicas presentes no jogo, com quase todos os clássicos do Rei da Pop.

Another Part of Me
Bad
Beat it
Billie Jean
Black or White
Dirty Diana
Don't Stop 'Till You Get Enough
Earth Song
Ghosts
Heal the World
In the Closet
Leave Me Alone
Money
Remember the Time
Rock With You
Smooth Criminal
Speed Demon
Streetwalker
Sunset Driver
The Girl is Mine
The Way You Make Me Feel
They Don't Care About Us
Thriller
Wanna Be Startin' Something
Who Is It
Will You Be There
Workin' Day and Night

Novo álbum de Michael Jackson pode chegar ao topo

Quase um ano e meio após a morte trágica de Michael Jackson, o Rei do Pop continua a desempenhar um papel significativo na promoção da fortuna de sua gravadora, a Epic Records e seu pai Sony Music Entertainment.



As vendas totais das música de Michael Jackson nos EUA estão em ritmo de queda acentuada em 2010 do que ano passado, quando o sofrimento ao longo de sua morte prematura em 25 de junho de 2009, provocou um aumento enorme nas vendas de seu catálogo.

Mas estima de vendas da Billboard, Michael Jackson ainda responderá por mais de um quinto das vendas totais da Epic com as música em 2010, ajudado pelo tão aguardado 14 de dezembro para o lançamento de “Michael”, uma coletânea de gravações inéditas.

A Sony vem dizendo que espera que os varejistas gerem muitas vendas nos EUA do álbum “Michael” nas primeiras semanas, como aconteceu com o documentário “This Is It”.

Isso parece uma tarefa difícil, considerando que “This is it” estava vinculado ao filme de sucesso do documentário e foi lançado apenas quatro meses após a morte de Jackson.

Além disso, “Breaking News”, a primeira música que a Epic lançado do álbum, provocou uma reação mista de programadores de rádio.

E apesar das vendas notáveis Taylor Swift que gerou mais de milhão, na primeira semana de seu álbum “Fale Agora.” o ambiente cada vez mais desafiador para as vendas de música gravada contribuiu este ano para semana de estréia decepcionante para os álbuns de Katy Perry, Maroon 5, Kenny Chesney e Zac Brown Band.

Mas, dado o momento do lançamento de “Michael”, as expectativas da Sony não parece ser demasiado e sim está muito otimista.

“This Is It” foi lançado em 26 de outubro de 2009, durante a semana mais fraca do volume de vendas de 2009, segundo a Nielsen SoundScan. Em contrapartida, a data de dezembro de rua 14 de “Michael” significa as duas primeiras semanas de vendas irá coincidir com o que são, tradicionalmente, a maior semana de vendas do ano – a semana de Natal e na semana antes do Natal.

Sony é esperado para 900 mil unidades do álbum e tem dito que espera que os varejistas “Michael” para estrear com a primeira semana de vendas nos EUA de 400.000 unidades (15% deles digital), seguido pelas vendas de 280.000 e 84.000 em cada um dos as próximas duas semanas.

Isso seria o topo de vendas da semana de estreia de “This Is It”, de 27.000. Ele também daria ao novo título uma contagem de três semanas combinada de 764.000 – 11% maior que o 686 mil unidades que “This Is It” foi vendido em seus primeiros três semanas, de acordo com a SoundScan.

Outro fator que contribuirá para uma estréia muito boa para Michael “é o efeito de halo continuação da morte de Jackson.

Em 2009, as vendas de álbuns de Jackson EUA e venda de álbuns via equivalente (ou de chá, onde 10 faixas de um álbum digital igual) totalizaram 9,5 milhões de unidades. Isso representou 7% do total de vendas da Sony em 2009 e 41,5% das vendas da Epic, diz SoundScan.

Esses números ajudaram a impulsionar a participação da Sony no mercado total nos EUA em 2009 por mais de dois pontos percentuais para 27,9%, passando de 25,2% em 2008, de acordo com a SoundScan.

Até agora este ano, até a semana encerrada em 07 de novembro, o álbum de Jackson, além de TEA vendas totalizaram 1,8 milhão de unidades, ou 1,6% das vendas da Sony e 12,7% das vendas da Epic, de acordo com a SoundScan.

Isso é bem abaixo do ano passado, mas já ultrapassa anos de Michael Jackson completa 2.008 álbuns mais vendas TEA de 1,6 milhões, ou 1,2% das vendas da Sony e 11,9% das vendas da Epic, diz SoundScan.

Além disso, os projetos Billboard Jackson vendas até o resto de 2010, incluindo as vendas de “Michael” para impulsionar o seu ano completo 2010 álbum com vendas TEA para 3,2 milhões, representando cerca de 2,7% das vendas total da Sony ano e 22% das vendas da Epic .

Fonte: MJ_Speechless

Novas musicas de Michael Jackson

"Much Too Soon"

video

“Twelve O’Clock” com Jay-z"

video

"The Way You Love Me"

video

Clipe da música ” Hold My Hand” já está em produção

O clipe do novo single póstumo de Michael Jackson, gravado em parceria com o cantor Akon será lançado na internet, e está definido, de acordo com o site TMZ. O tema do vídeo seria diferentes momentos da vida, e contaria com dez dançarinos, casais reais – e não atores – e uma mãe e um filho em um batismo.




Os produtores por trás do clipe também procuram uma pessoa sem mãos para compor o elenco em função do título da música, Hold My Hand, em português,“Segure Minha Mão”. “Esse vídeo é uma colagem espiritual do legado de MJ contada por um mosaico que explora os temas da vida”, disse o diretor do clipe, Mark Pellington.

A parte de Akon no vídeo foi gravada na última segunda-feira. De acordo com fontes próximas à produção, a filmagem contou com uma tela verde, o que possibilitaria a inserção de uma imagem por computador posteriormente.

Fonte: MJ_Speechless

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Thrillicious” é um dos melhores comerciais do Superbowl

O anúncio da SoBe Life Water,uma bebida energética da Pepsi.

O comercial mostra a modelo Naomi Campbell (a mesma do clipe “In The Closet”) fazendo a coreografia de “Thriller” com lagartos animados.



Fonte: MJ_Speechless

Nova música de Michael Jackson é lançada com críticas positivas



O primeiro single oficial do polêmico disco póstumo de Michael Jackson foi lançado nesta segunda-feira (15) com resenhas iniciais positivas e boas previsões de vendas no formato digital.

"Hold My Hand", um dueto que Jackson gravou em 2007 com o rapper e produtor senegalês Akon, e que foi filtrado sem que estivesse terminado um ano depois, é uma balada simples mas com ritmo contagiante, com toques que lembrarão os fãs do de Jackson da morte do artista no ano passado, como o primeiro verso "this live don't last forever" ("esta vida não dura para sempre").

As primeiras críticas e as páginas de fãs na web elogiaram a música com o dueto, à venda no formato digital na página oficial www.michaeljackson.com, indicando que Akon melhorou a qualidade da produção da música. "Não é vergonhoso, nem também necessariamente crucial", disse a revista "New York Magazine" sobre a faixa.

A página de Facebook de Jackson encheu de comentários sobre a música, com seguidores emocionados pelo lançamento do novo disco "Michael", previsto para 14 de dezembro. A nova música segue-se ao lançamento de outra, "Breaking News", na semana passada, que foi recebida com ceticismo.

"Michael" tem o respaldo dos administradores de sua herança, e é o último projeto comercial que aproveita a renovada popularidade do artista depois de sua morte. Também estão sendo preparados um espestáculo do Cirque du Soleil, um videogame de dança e uma caixa com todos os vídeos do artista em DVD.

Fonte: MJ_Speechless

One More Chance, Completo

Aqui esta o video, finalmente completo:


video

terça-feira, 16 de novembro de 2010

NOVA MUSICA Do You Know Where Your Children Are

video

Akon diz: "Will.i.am está errado sobre o álbum de Michael"

Akon diz que está em desacordo com as críticas do Will.I.Am sobre o lançamento do novo álbum Michael Jackson em ser “desrespeitoso”. Akon acha que Michael iria querer o lançamento.



Akon que estava em Los Angeles ontem, (15/11/10), nos disse que trabalhou com Michael na música “Hold My Hand” e foi um “sonho que se tornou realidade … foi épico. “

Quanto aos comentários de Will.i.Am, Akon disse que “discordo honestamente”… e acrescentou: “Eu não vejo nada de desrespeitoso nisso… Esse álbum teria saído se [MJ] estivesse vivo ou morto, então eu acho que isso ajuda a manter seu legado vivo.”

Com base na enquete feita com os fãs que classificaram a música nota 10 em 14/11/10… Pensamos que o público concorda com Akon.

Fonte: MJ_Speechless

Vídeo “One More Chance” fará parte de Michael Jackson Vision

Pela primeira vez depois de anos… Um novo vídeo de Michael Jackson veio à tona… aquele que o MJ começou a trabalhar uma parte lá atrá em 2003.



Misteriosamente o vídeo da música “One More Chance” apareceu online… E TMZ confirmou sua veracidade.

Michael começou a trabalhar neste vídeo por volta de 2003 – mas teve que deixar tudo de lado devido a invasão em Neverland.

Como já relatado, a equipe de MJ vem trabalhando para dar os últimos retoques ao vídeo… e agora que está concluído, eles pretendem incluí-lo no box Michael Jackson Vision, que será lançado ainda este mês.

Fonte: MJ_Speechless

Venda de canção inédita de Michael Jackson começa

Começa a ser vendida na próxima segunda(15), a primeira faixa do álbum de músicas inéditas do Rei do Pop, Michael Jackson.



A canção “Hold My Hand” é um dueto com o rapper Akon, que estava trabalhando com Michael Jackson antes de sua morte, que ocorreu em julho de 2009, aos 50 anos.

O álbum“Michael”, lançado pela gravadora Sony/Epic, tem 10 canções inéditas e conta com as participações do rapper 50 Cent e do roqueiro Lenny Kravitz. O cd chega às lojas em 14 de dezembro.

O último trabalho inédito de Michael Jackson foi o álbum “Invincible”, lançado em 2001.

Fonte: MJ_Speechless