It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Ex-chef de cozinha de MJ fala sobre seu tempo com ele

Douglas B. Jones trabalhou como chef de cozinha para Michael Jackson, até o final de maio de 2009. Ano passado ele deu esta entrevista ao RadarOnline.


Jones diz que Michael Jackson queria especificamente um chef afro-americano. Ele conta que a primeira vez que ele esteve na mansão alugada de Jackson em Holmby Hills lhe foi dito para dirigir ao redor e voltar cinco minutos depois. Uma pessoa da equipe de Jackson pediu desculpas para Douglas mais tarde, explicando que precisou lidar com o pai de Michael, Joe Jackson, que estava irritado depois que Michael se recusou a permitir sua entrada na mansão. "Eles disseram que ou ele balançou a porta ou bateu na porta. Eu acho que quando ele saiu estava frustrado com algo. Eles não me disseram o que era."

Jones descreve os três filhos de Michael como "muito inteligentes ... muito evoluídos para sua idade". Ele os considera "muito educados" e diz que a atmosfera na mansão de Michael era "muito tranquila ... e que "a música era tocada com frequência na casa".

Ele diz que Jackson muitas vezes jantava com seus filhos. "Os tempos em que o Sr. Jackson não vinha jantar com os filhos ou que não poderia voltar a tempo de jantar com eles, o caçula Blanket sentava-se à cabeceira da mesa onde o Sr. Jackson normalmente se sentava. Isso era com Prince e com Paris. Eles nunca fizeram qualquer reclamação a respeito disso. Ele era o caçula."

Ele também conta a história de quando Prince, de 12 anos, veio dizer para ele e as outras crianças que um dos pássaros havia desaparecido.

"Eu falei para Paris: "Isto pode não ser verdade, mas você vê essas penas aqui? Eu acredito que o gato comeu o pássaro". Ela ficou chateada naquele momento. Ela disse: 'Bem, isso não é verdade, porque onde está o sangue, então? Eu respondi: "Não tem necessariamente que ter nenhum sangue se o gato só pegou o pássaro."

Michael Jackson correu para ajudar os filhos a procurar o pássaro. Jones conta que dez a quinze minutos depois, Jackson e Blanket encontraram o passarinho morto no cinema. Jones diz que Michael agradeceu a ele e a babá por ajudar a procurar também. "As crianças ficaram muito tristes, estavam chorando nesse momento. Prince se dirigiu para a área do quintal com uma pá pequena na mão, e creio que ele foi enterrar o passarinho lá".

Fonte: http://mjneverland.ptforuns.com/viewtopic.php?f=49&t=2005

Nenhum comentário:

Postar um comentário