It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Jonathan Morrish se orgulha de ter trabalhado com Michael Jackson

Chefe da PPL comms corporativo, ele passou muitos anos como o homem Michael Jackson, ele disse para a Gemma O’Reilly que ele aprendeu com a experiência.

O ser humano Michael Jackson deve ter colocado ele em diversos desafios difíceis do mundo nas áreas de comunicações. A cada hit gigantesco vieram as manchetes destacando seu estilo de vida bizarro e inescrutável.



Jonathan Morrish, o homem anteriormente acusado de manter relações públicas para o Rei do Pop, está claramente disposto a abraçar um desafio…

Depois de ser despedidos da Sony em 2003, com uma idade relativamente avançada, aos 52 anos, Morrish deu um passo corajoso ao tentar a agência mundial. Tendo conhecido o companheiro fiel no entretenimento da PR, Alan Edwards durante vários anos, Morrish se juntou a sua agência The Outside Organisation e rapidamente aprendeu muito.

“Foi um movimento estranho na minha idade e ele me levou a tempo para se aclimatar“, admite Morrish . “Mas os três anos e meio que eu tinha do lado de fora me fez melhor para a PRO.”

Impressionado Edwards, que diz: “Sem dúvida, Jonathan é um dos profissionais de grande entretenimento da PR, e tem desempenhado um papel na formação da própria indústria. Fiquei emocionada por tê-lo e trazer tanta sabedoria e visão”

Muito dessa sabedoria foi acumulada durante os seus 28 anos na gigante da música CBS – que mais tarde tornou-se a Sony – onde trabalhou com Michael Jackson, Wham!, Sade, citando apenas alguns.

Em sua carreira, Morrish tem claramente mais orgulho do seu tempo que trabalhou com Michael Jackson, ainda quando ele estava começando como um membro do Jackson Five , até o seu último álbum Invincible.

Como parte deste papel, Morrish foi ao encontro de jornalistas ao redor do mundo e acompanhou o pop star durante suas turnês.

“Foi inacreditável. Eu tive alguns momentos fantásticos. Quando ele morreu, ela me fez reavaliar um enorme pedaço da minha vida. Eu gosto de pensar que ele está lá em cima olhando pra mim e ele sabe que ele ganhou a minha confiança, que me sinto muito bem.”

Não é surpreendente que Morrish é protetor de MJ, dada a quantidade de tempo que ele passou trabalhando com ele. Morrish explica o comportamento estranho sendo um produto de sua fama do seu ex-cliente.

“Ele era famoso desde os 03 anos de a idade É um jogo muito duro. A fama é uma coisa muito difícil de segurar e não há nenhum livro de regras. Mesmo que houvesse, ele teria chegado à final do capítulo 33 e não haveria nenhum capítulo 34, porque você está fazendo-o conforme vai seguindo. A menos que você fique na mesma, você não entende esse processo. Independente de erros que você cometa vai ser tornar muito público. Foi um privilégio ver um homem que foi muito particular, e eu acho que confiava em mim. É evidente que alguém poderia ter sido Michael Jackson na PRO. Mas, eu fui o sortudo.”

Fonte: http://mjneverland.ptforuns.com/viewtopic.php?f=10&t=1780

Nenhum comentário:

Postar um comentário