It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Filhos de MJ não querem nunca mais ter contato com Dr. Klein

Filhos de Michael Jackson teriam banido um amigo próximo da família e proibiu-o de entrar em suas vidas depois que ele falou que o seu pai era gay.

Ex-dermatologista de Michael o dermatologista Dr. Arnold Klein era visto como um padrinho oficial das crianças de Michael.

Mas agora ele foi classificado como um "Judas" por espalhar rumores de que o cantor superstar dormia com homens.


A família Jackson ficou indignada após Klein ter apoiado uma história de seu assistente, Jason Pfeiffer, que alegou que ele teve relações
sexuais com o falecido rei do pop.


Pfeiffer afirmou em um programa nos E.U. que ele e Jackson eram amantes e "almas gêmeas".


O Dr. Klein, diz que ele teve ameaças de morte desde que ele disse a um site de fofocas que Michael era gay e insiste que ele só fez isso para pôr
fim aos rumores de que o cantor era um pedófilo.

Mas a notícia profundamente chateou os filhos de Michael e Paris, 12, Prince Michael 13 e Blanket oito - prometeu nunca falar com Klein
novamente.

Ele estava sempre por perto e sempre foi gentil com eles. Ele era visto como uma espécie de padrinho não oficial das crianças.

"É por isso que Paris ficou mortificada por ele ter dito isso sobre o pai dela.

"Ela disse que estava mal e que ele tinha traído a família e disse que nunca iria falar com ele novamente."


As crianças, que vivem com sua avó Katherine Jackson, juntamente com quatro de seus outros netos em uma mansão em Encino, Califórnia, também
disse que os comentários insultuosos que seu pai era gay é "mentira viciosa".


O amigo acrescentou: "Eles foram educados para ser muito religiosos e ser gay é muito desprezivel.


"Paris não aceita a idéia de que o pai dela dormiu com homens. Prince estava chateado demais e odeia a constante especulação sobre o seu pai morto.


"Blanket é muito jovem para entender o que é gay. Mas ele está chateado que as pessoas estejam dizendo coisas ruins sobre seu pai.

"Não há nenhuma maneira na terra, as crianças não querem nenhum relacionamento com Klein novamente após isso."

O pai Joe Jackson, também criticou a Klein em espalhar "boatos mal-intencionados".

Ele disse: "Michael não era gay. Klein não tem nenhum respeito para Michael. Para dizer coisas sobre ele quando ele se foi é vergonhoso. "

Jackson morreu com 50 anos em junho passado após uma overdose de analgésicos.

Fonte: http://mjneverland.ptforuns.com/viewtopic.php?f=10&t=1279

Nenhum comentário:

Postar um comentário