It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

domingo, 23 de maio de 2010

Caetano Veloso: Billie Jean me fez chorar.



Caetano Veloso fala a Chris Richard do The Washington Post:

Chris Richard: Sua interpretação de Billie Jean, de Michael Jackson é, na minha opinião, a melhor cover já gravada. Como você decidiu abordar esta canção e como você reagiu a passagem de Jackson no último verão?

Caetano Veloso: Como a maioria das pessoas no mundo, eu amei Thriller. Mas, Billie Jean me fez chorar. Lembro-me de ter pensado em Eleanor Rigby na primeira vez em que ouvi a canção. O tom menor, o estilo melancólico e aquele baixo potente.
As palavras soavam muito insinuantes, com todas aquelas imagens de uma pista de dança e esta garota com um bebê. Existe uma velha canção do carnaval brasileiro, chamada Nêga Maluca, que conta a estória de uma mulher que aparece com um bebê nos braços e afirma que o cantor é o pai.
Eu comecei cantando essa canção acompanhando com meu violão e misturei com Billie Jean, mantendo o ritmo lento do samba. Eu me emocionei. No final eu cantei o refrão de Eleanor Rigby. Eu estava pensando na personagem de Michael Jackson: Ah, look at all the lonely people (Ah, olhe todas as pessoas solitárias). Eu também gosto da forma como eu a gravei. Embora eu tenha perdido algumas das palavras.
Quando Michael morreu eu estava um pouco irritado com a teimosia de seu mistério. Mas eu tive que ser legal e tentar consolar meu filho, de doze anos de idade, que chorava muito triste: Ele ama Michael e os Beatles.
Mostrei-lhe meu vídeo, no Youtube, cantando Billie Jean. Ele a respeitou mas, não me pareceu gostar muito dela. Eu estava surpreso em o quanto eu mesmo tinha gostado dela.



Fonte: http://mjneverland.ptforuns.com/viewtopic.php?f=49&t=1316

Nenhum comentário:

Postar um comentário