It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Michael Jackson inspiração de Wesley Snipes

Às voltas com a Justiça americana por acusações de fraude fiscal e afastado das telas desde 2004, quando estrelou o último filme da franquia cult de vampiros "Blade", o ator Wesley Snipes volta aos cinemas em "Atraídos pelo crime", drama policial que estreia esta sexta (2) no Brasil.

No filme de Antoine Fuqua (“Dia de treinamento”), que tem ainda no elenco Richard Gere, Ethan Hawke e Don Cheadle e propõe uma discussão ética sobre como alguns policiais vivem em constante tentação pelo dinheiro de traficantes., Snipes faz o papel de um criminoso.

Em entrevista Wesley revela-nos mais um segredo.



Pergunta- Você falou de viver um sonho. Atuar era um sonho de criança?
Snipes-
Na verdade, não aconteceu bem assim. Eu queria mesmo era ser um dançarino, inspirado em James Brown e Michael Jackson. Fazer o clipe “Bad”, com Michael e Martin Scorsese, foi para mim um dos momentos mais incríveis. Era impressionante o nível do profissionalismo, das performances, da concentração, da atenção e da dedicação. Podíamos estar apenas ensaiando, mas Michael Jackson fazia sua performance sempre como se estivesse pronto para ser filmado. Eu aprendi com ele que é essa a maneira que eu tenho que aparecer num set de filmagens como ator. Quando entro em cena, mesmo ainda nervoso, o meu objetivo é expressar a visão que eu tenho do personagem e fazê-la real, do jeito que planejei. Nem sempre consigo atingir esse objetivo, mas a tentativa de consegui-lo é uma coisa que aprendi com Michael Jackson.

Pergunta- Você e Michael ficaram amigos?
Snipes
- Nós tivemos muitas, muitas conversas. Michael Jackson era muito profundo, e tinha um lado complexo que muita gente jamais pôde conhecer. Nos encontramos em vários dos lugares mais estranhos do planeta, como em Sun City, na África do Sul. Aconteceu de ele e eu estarmos no mesmo lugar. Três horas mais tarde, nós tínhamos discutido todos os livros que ele colocou no chão, tudo o que voce possa imaginar, de Sri Aurobindo à autobiografia do Malcolm X. Eu perguntei: você lê tudo isso ou são presentes que você ganhou? E ele: eu leio tudo. Ele era incrível!

Fonte: http://mjneverland.ptforuns.com/viewtopic.php?f=10&t=969

Nenhum comentário:

Postar um comentário