It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

segunda-feira, 1 de março de 2010

Bad Album

Bad é um álbum lançado por Michael Jackson pela Epic em 1987 que figura como a última das três colaborações do cantor com o produtor Quincy Jones. Nos Anos 80, recebeu críticas severas da imprensa e foi considerado pouco ousado na comparação com álbuns anteriores do astro. Estreou no topo das paradas de sucesso em 25 países e permaneceu, durante algum tempo, como o segundo disco mais vendido da história.

Durante 2 anos Michael ficou longe do publico e da mídia. Ele ficou nesse tempo produzindo musicas para seu próximo album, o qual estava determinado a ser melhor que Thriller. Jackson escrevia musicas o tempo todo, oito delas foram escolhidas por Quincy Jones para serem gravadas para o proximo album: Bad que teve o seu lançamento mundial em 31 de agosto de 1987 [exceto na Inglaterra, por causa do feriado bancário neste dia].
Para a mídia especializada, o álbum era pouco ousado e uma decepção na comparação com Thriller (1982) ou Off The Wall (1979); em contrapartida, o público respondeu bem e fez de Bad um grande sucesso. Não tão grandioso quanto Thriller, mas um grande sucesso. O álbum vendeu 30 milhões de cópias em todo o mundo e permaneceu durante algum tempo como o segundo mais vendido da história.

Michael gravou o álbum em um período de três anos, se dedicando especialmente à composição. Nove das onze canções de Bad são de autoria dele. Entre os colaboradores estão Stevie Wonder, com quem Jackson divide vocais na canção "Just Good Friends", e Siedah Garrett, que canta com ele em "I Just Can't Stop Loving You".
No álbum, Michael experimentou escrever sobre temas bem inusitados. Algumas letras geraram polêmica. Em Smooth Criminal, o astro relata a história de uma mulher vítima de violência sexual. Já "Dirty Diana" fala das groupies, jovens que tentam cultivar intimidade com ídolos em troca de fama e dinheiro. Muitos acreditavam que a Diana da canção era, na verdade, Diana Ross, com quem Jackson tinha cultivado amizade no passado e havia se distanciado.
Um recorde de nove canções foram lançadas como compacto durante a divulgação de Bad. Cinco delas chegaram à primeira posição nos Estados Unidos: "I Just Can't Stop Loving You", "Bad", "The Way You Make Me Feel", "Man in the Mirror" e "Dirty Diana". Foi a primeira vez que um artista colocou cinco músicas de um mesmo álbum em primeiro lugar. Uma sexta canção, "Another Part Of Me", ainda chegou ao topo da lista de black music.
O primeiro vídeo filmado para promover o álbum foi da faixa-título, "Bad". O curta-metragem de 18 minutos foi dirigido por Martin Scorsese e conta com a participação de Wesley Snipes. Quando o clipe estreou na televisão, em 31 de agosto de 1987, gerou grande controvérsia, especialmente por causa das alterações na aparência do cantor. Michael ainda gravou outros três vídeos para faixas de Bad. Canções como "Smooth Criminal" e "Leave Me Alone" ganharam versões para a TV quando incluídas no musical Moonwalker, um longa-metragem lançado pelo astro em 1988.



Selo: Epic Records / Sony Music
Lançamento: 31 Agosto, 1987
Produção: Quincy Jones / Michael Jackson
Vendas Mundiais: 30 milhões

01. Bad
02. The Way You Make Me Fell
03. Speed Demon
04. Liberian Girl
05. Just Good Friends
06. Another Part Of Me
07. I Just Can't Stop Loving You
08. Man In The Mirror
09. Dirty Diana
10. Smooth Criminal
11. Leave Me Alone

O álbum entrou direto no primeiro lugar tanto no chart americano dedicado à música Pop quanto naquele dedicado à música Black, mantendo o topo, respectivamente, por 6 e 18 semanas. No primeiro chart, o álbum permaneceu por 87 semanas, 38 das quais no Top 5. Isto quebrou o recorde de 26 semanas no Top 5, que era de "Hotel California", dos Eagles. Na Grã-Bretanha, Bad foi o álbum mais vendido por 5 semanas e ficou nos charts por 109 semanas consecutivamente.

Bad teve um recorde de nove canções lançadas como compacto. Cinco delas chegaram à primeira posição nos Estados Unidos: "I Just Can't Stop Loving You", "Bad", "The Way You Make Me Feel", "Man in the Mirror" e "Dirty Diana". Foi a primeira vez que um artista colocou cinco músicas de um mesmo álbum em primeiro lugar. Bad assim como suas músicas e seus videoclipes fantásticos, trouxe outras canções como: "Speed Demon", "Leave me Alone", ''Just Good Friends'' (dueto com Stevie Wonder), ''Another Part Of Me'' e o clássico absoluto "Smooth Criminal", além disso temos músicas sedutoras e bem feitas como "Liberian Girl''. Bad é um album obrigatório para quem procura conhecer a obra desse mito da cultura pop mundial.

Músicas arquivadas

Bumper Snippet (Jackson/Bottrell)
Cheater (Jackson/Phillinganes)
Crack Kills (Autor Desconhecido)
Far Far Away (Jackson/Foster/Sager)
Fly Away (Jackson)
Groove Of Midnight (Temperton)
Scared Of The Moon (Jackson/Hansen)
Streetwalker (Jackson)
Townboy (Jackson)
We Are Here To Change The World (Jackson/Barnes)

Capa Original de Bad
Quando I Just Can't Stop Loving You liderava o ranking Billboard das canções mais ouvidas da américa do norte, o selo Epic anuncia que Bad, está pronto, e que vai ser lançado no dia 31 de agosto em cassette, vinyl e CD. Oito das dez canções são assinadas por Michael, assim como a canção bônus do CD, "Leave me Alone".



Porém, antes do lançamento do disco um pequeno problema na produção de Bad surge. A capa original do álbum, que mostrava um close do Rei do Pop coberto por uma renda preta, foi rejeitada por Walter Yetnikoff, presidente da CBS Records. A capa final acabou sendo uma foto tirada durante um intervalo de 15 minutos das gravações do vídeo de Bad

Bad: Edícion Especial.
Assim foi comercializado em cópias limitadas a versão do vinil Bad no México que de ''bonus'' trouxe o single hit #1 em todo o mundo: I Just Can't Stop Loving You e sua edição em espanhol: Todo Mi Amor Eres Tu:



Promo Álbum
Seus fãs e o mundo aguardavam com anciedade o lançamento do disco que iria superar as copias atingidas com Thriller. Os fãs americanos foram os primeiros a ouvirem a balada romantica I Just Can't Stop Loving You; semanas antes do lançamento do disco Bad, milhares de rádios dos Estados Unidos receberam o vinil promocional. Detalhe para os vinis distribuido nos Estados Unidos e Brasil, a figura de Michael Jackson ainda não foi revelada:

Photobucket

Como parte promocional do disco Bad, a Epic Records em conjunto com uma empresa de papéis e derivados comercializou nos Estados Unidos um PRESS PACK do disco de Michael Jackson. A folha ‘‘sulfite’’ que traz somente o logo BAD e o nome de Michael Jackson foi distribuído em unidades limitadas na América e é e continua a ser um dos itens mais procurados por fãs colecionadores; para se ter uma idéia do valor um bloco com apenas 10 folhas está no mercado por cerca de 20 dólares.



Bad: Pepsi Special
Originalmente o disco de 1987 trouxe 10 musicas: Bad / The Way You Make Me Feel / Speed Demon / Liberian Girl / Just Good Friends / Another Part Of Me / Man In The Mirror / I Just Can’t Stop Loving You / Dirty Diana e Smooth Criminal. A faixa Leave Me Alone esteve disponível apenas nos vinis Europeus, estratégia da CBS Records em ‘’ganhar’’ mais fãs de Jackson.



Curiosidade: vinil lançado na Colombia do disco Bad; a gravadora de Michael distribuiu um pack de 2.000 cópias limitadas da edição especial que vinha com a faixa bônus em espanhol de I Just Can’t Stop Loving You: Todo Mi Amor Eres Tu.

Como garoto propaganda da Pespi-Cola (Artista Exclusivo) ''The Choice of a New Generation'' a CBS lança em conjunto com a conpanhia também na Colombia o álbum de Bad. A promoção funcionava desse jeito: na compra do refri + algumas tampinhas e dinheiro voçê poderia tirar seu vinyl Bad:

Photobucket

No Canadá a CBS Records distribuiu a imprensa uma espécie de ‘‘livro’’ promocional do álbum Bad. O book de 5 páginas, em seu conteúdo traziam informações do ‘’novo’’ de Michael Jackson, letras e detalhes da sua produção, assim como a biografia e discografia completa de Jackson e a Turnê Mundial que vinha divulgar o disco nos quatro cantos do mundo:

Photobucket

The Thill Is Back !!! 10 Brand New Hits !!!, - assim foi o titulo da promoção de Bad nos Estados Unidos. Uma edição especial e super-limitada desse disco foi lançada na América, a novidade não estava em faixas adicionais, mas sim na figura adesiva com a foto de Michael Jackson. Bad: Special Sticker Edition também é um item mais procurado pelos colecionadores do Rei do Pop; estima-se que o valor desse vinil esteja na casa dos US$ 47.40.

Nenhum comentário:

Postar um comentário