It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Quem era Michael Jackson?

Michael Joseph Jackson, ou simplesmente Michael Jackson, nasceu em Gary, Indiana, Estados Unidos, no dia 29 de Agosto de 1958, mas infelizmente faleceu em 25 de Junho de 2009.

O cantor vendeu mais de 750 milhões de álbuns em todo o mundo, emplacando sucessos desde pequeno e tornou-se o Maior Artista de Todos os Tempos, certificado pelo Guinness Book. Considerado o Rei do Pop, foi tido como “o maior revolucionador do videoclipe e da dança”. Em mais de 45 anos de carreira e milhares de fãs, ainda foi conhecido por seus escândalos na vida pessoal e por ser dono do álbum mais vendido de todos os tempos: Thriller.

Grande cantor, produtor, compositor, ator, empresário e dançarino, se tornou a figura mais talentosa e aclamada da música pop, fazendo videoclipes e performances muito elogiadas e batendo dezenas de recordes. Michael também foi um dos principais responsáveis pela quebrar de preconceito racial contra a música negra e liderou diversas campanhas solidárias para instituições de crianças necessitadas, doando milhões de dólares ao decorrer dos anos.

Desde pequeno, ele conquistava o mundo, juntamente com seus irmãos, no grupo The Jackson Five. Ele se tornou vocalista do grupo ao completar 5 anos de idade. The Jackson Five foi um tremendo sucesso entre o final dos anos 60 e durante os anos 70. Ainda nesta década, lançou alguns álbuns paralelos ao grupo, pela gravadora Motown que garantiram sucesso, entre eles Got To Be There (1971), Ben (1972) e Music And Me (1973). Em 1979, Michael lançou-se de vez em carreira solo com o álbum Off the Wall que vendeu quase 20 milhões de cópias e se tornou um clássico da Black Music sendo considerado pelos criticos um dos melhores albuns do gênero na história da musica, sendo o 1° a emplacar 4 canções no Top10 americano da Billboard. “Don’t Stop ‘Til Get Enough” e “Rock With You” foram os maiores sucessos. Mas foi em 1982 que Michael chegou ao seu auge com Thriller, que se tornou o álbum mais vendido de todos os tempos, alcançando cerca de 60 milhões de cópias vendidas. O cantor virou mania mundial, colocando várias canções no topo das paradas e revolucionando o mundo da música (sendo o 1° artista a unir o pop com a Black music), dos videoclipes (com Thriller, que criou e popularizou o conceito de videoclipe usado até hoje) e da dança (com a apresentação de Billie Jean e o passo de dança Moonwalk). O sucesso foi tão grande que Michael quebrou todos os preconceitos musicais contra os negros e bateu recordes no Grammy (Oscar da música) e na Billboard. Entre os classicos do álbum estão “Beat It”, “Billie Jean”, “Thriller” e “Wanna Be Starting Somethin”.

Em 1985 Michael compôs, junto com Lionel Ritche, a canção We Are The World, o intuito do projeto era fazer doações para as crianças africanas que passavam fome. A música foi um sucesso, tornando-se um hino da solidariedade. Em 1987, Jackson lançou Bad, seu 3° álbum de estúdio. Foram cerca de 30 milhões de cópias vendidas, nada igual a Thriller, mais uma marca muito considerável, tornando-se o álbum mais vendido daquela época. Nas paradas, o álbum bateu recordes, colocando 5 músicas direto no 1° lugar (entre elas Bad e The Way You Make Me Feel e Man in the Mirror). Em 1988 foi lançado em VHS o filme ‘Moonwalker’, outro sucesso de vendas seguido também pela “Bad Tour”, a primeira turnê a passar dos 100 milhões de dólares em faturamento, com 4.4 milhões de espectadores. Jackson fechou a década de 80 como o maior artista dela.

Em 1991, o novo clipe de Michael Jackson, Black or White, estreou simultaneamente em 27 países com uma audiência de 500 milhões de espectadores, uma marca inacreditável, fazendo assim, a música Black Or Wite ser o maior sucesso de seu novo disco, esse chamado Dangerous que vendeu 32 milhões de cópias, superando o anterior Bad. Músicas como “Remember The Time”, “Heal The World” e “In The Closet” também garantiram muito sucesso com clipes elogiados. A “Dangerous Tour” em 1993 foi um fenômeno de público e tecnologia, passando inclusive pelo Brasil e sendo muito elogiada pelos críticos de shows.

Em 1995, o álbum duplo History chegou às lojas e foram vendidas 18 milhões de unidades (36 milhões de CDs) emplacando vários sucessos, entre eles “Scream” (dueto com sua irmã Janet Jackson, que teve o videoclipe mais caro da história), You Are Not Alone, (primeira música a estrear direto no 1° lugar na parada da Billboard), “Earth Song” (sucesso absoluto na Europa com clipe muito elogiado) e “They Don’t Care About Us” (música polêmica com videoclipe gravado no Pelourinho e Rio de Janeiro, Brasil). History se tornou o álbum duplo mais vendido da área pop. Na mesma época Jackson se casou com Lisa Marie Presley, filha de Elvis Presley, casamento que durou 18 meses e foi muito criticado pela imprensa. Em 1996, Michael iniciou a HIStory Tour que foi uma das turnês mais bem sucedidas e elogiadas em todos os tempos. Juntamente com os shows foi lançado um álbum de remixes. Naquele ano, o Rei do Pop se divorciou de Lisa Marie e casou com sua enfermeira, com a qual teve 2 filhos. Michael Jackson foi considerado então o maior artista pop masculino da década de 90. Em 2000 recebeu o prêmio de Artista do Milênio (Milenium Awards), em 2002 Popstar do Milenio (Bambi Awards) e em 2006 Maior Artista de Todos Os Tempos, pelo Guinness Book, o livro dos recordes.

Em 2001, após 6 anos sem lançar um álbum inédito, Jackson lançou Invincible que, graças a brigas entre ele e a gravadora Sony, teve uma baixa divulgação e não obteve o sucesso esperado. Com 8 milhões de cópias vendidas até hoje, sendo 5.5 milhões delas nos 2 primeiros meses, Invincible ainda conseguiu emplacar o hit You Rock My World.

Muitas polêmicas giravam em torno de sua vida pessoal. A infância de Jackson foi marcada pelas agressões que ele e seus irmãos recebiam do seu pai Joseph Jackson, mais tarde Michael também passou por problemas com sua aparência, devido à puberdade e acidentes em ensaios.

Na vida adulta, mais problemas: em 1993 o cantor foi acusado de abusar de um menor de 13 anos e, apesar de se declarar inocente, pagou uma alta quantia em dinheiro para a família do adolescente, que retirou a acusação. Segundo o cantor, ele queria apenas terminar com aquele pesadelo e seguir sua carreira sem precisar manchá-la ainda mais com problemas.

Em 2003 Michael foi acusado novamente pelo mesmo motivo, e, apesar de ter sido muito criticado pela mídia, que criava boatos constantemente, o cantor foi à julgamento, sendo inocentado da acusação. Apesar da absolvição, a imagem do cantor ficou ainda mais “manchada”.

Com 50 anos e 3 filhos, em fevereiro de 2008 a SonyBMG lançou Thriller 25th Anniversary, o relançamento do álbum mais vendido do mundo. Em uma nova versão com remixes inéditos e que já vendeu mais de 3 milhões de cópias pelo mundo. Em março de 2009 Michael anunciou a volta aos palcos, após quase uma década, para uma série de 50 shows em Londres chamada “This Is It” que iniciaria-se em julho do mesmo ano e que daria ao cantor a sua aposentadoria. Incrivelmente, todos os 1 milhão de ingressos disponíveis foram vendidos em algumas horas, um marco nunca ocorrido antes na história do showbiz. Um novo álbum também era esperado, porém uma tragédia ainda estaria por vir:

No dia 25 de Junho de 2009, poucos dias antes de iniciar a turnê “This Is It”, Michael deu entrada no UCLA Medical Center em Los Angeles, depois de sofrer uma parada cardíaca. Após várias notícias desencontradas, por volta das 18:00 (Horário de Los Angeles) foi anunciada oficialmente a morte do Rei do Pop. Michael Jackson foi vítima de uma parada cardiorrespiratória em sua casa, na vizinhança de Holmby Hills, Los Angeles, CA, Estados Unidos. Os serviços de emergência médica socorreram o cantor em sua casa, na tentativa de reanimá-lo. Porém, como Jackson se encontrava em estado de coma profundo, ele foi levado às pressas para o hospital universitário da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA). Desde sua internação, rumores haviam se espalhado pela imprensa confirmando seu falecimento. Às 2h e 06min UTC-8 de 25 de junho de 2009, o site Los Angeles Times tornou-se um dos primeiros a divulgar a morte do astro. Seu falecimento teve uma repercussão internacional instantânea, sendo motivo de preocupação por parte dos fãs em muitas partes do mundo. Defronte ao hospital da UCLA, muitos fãs do cantor cercaram o prédio à procura de informações sobre a suposta ‘morte’ de Jackson. Porém, pouco tempo depois da internação de Jackson, sua morte foi absolutamente confirmada pelo porta-voz do Instituto Médico Legal de Los Angeles, Fred Corral. Uma posterior análise por peritos e um exame toxicológico estarão sendo feitos no corpo do cantor para saber o horário e a razão de sua morte.

Após a sua morte, Michael Jackson voltou a bater recordes nunca acontecidos antes, em menos de seis horas, seu nome apareceu no topo das buscas de agregadores de blogs de MP3 (como o Hype Machine), de redes sociais (como a própria Last.fm) e de lojas online (como a Amazon e iTunes). Na Amazon, o rei do pop conseguiu mais um feito espetacular, mesmo depois de morto. Nada menos do que 18 discos entre os mais vendidos da loja eram ou do cantor ou de sua banda com seus irmãos, o Jackson 5. Segundo notícia do Financial Times, nas 24 horas após a morte do POPstar a Amazon vendeu um numero de álbuns de Jackson semelhante ao que tinha vendido nos últimos 11 anos. E a varejista de música HMV diz que os cds do cantor venderam 80 vezes mais. Além das vendas terem crescido repentinamente, os serviços e acessos na internet também sofreram impacto. A notícia mexeu com a internet de forma que não bastasse ter derrubado os servidores do Twitter no breve intervalo entre o anúncio de que Michael estava sendo transportado para um hospital em uma ambulância e a confirmação de sua morte, a rede social tornou-se o principal canal para saber o que estava acontecendo com o cantor. Todos linkavam todos e logo que sua morte foi confirmada, Michael Jackson dominou nove dos 10 tópicos de discussão do dia - na décima posição, a pantera Farrah Fawcett, que também morreu no mesmo dia. Foi o suficiente para que o Twitter não suportasse a quantidade de acessos. Não foi só o Twitter. Segundo Shawn White, diretor de operações da Keynote System, empresa que monitora o tráfego na web, “a velocidade média de download em sites de notícias dobrou de menos de quatro segundo para quase nove segundos”, disse em entrevista à BBC. No dia 7 de julho de 2009 foi feito um memorial e funeral para o cantor nos Estados Unidos. Exibido nos canais de todo o mundo, foi uma das maiores audiências já vistas em todos os tempos. Além disso é sinônimo de uma época em que o sucesso de um artista era medido em discos vendidos - uma era que metaforicamente morre junto com ele.

O que Michael fez pelo mundo...

Michael Jackson é o artista que mais contribuiu para obras de caridade em toda a história, sendo certificado no Guinness Book no ano de 2001. Abaixo, você acompanhará uma cronologia dos atos humanitários de Jackson que se tornaram públicos durante os anos.
OBS: Lista publicada em 2003, portanto as ações caridosas dos anos seguintes não foram registradas.
Ano de 1984
- Michael visita a unidade para vítimas de queimaduras no Hospital Brotman-Memorial em Los Angeles.
- David Smithee, um garoto de 14 anos que sofria de fibrose cística conhece Michael. Ele era fã do cantor e seu último desejo era conhece-lo. Morreu 7 semanas depois.
- Michael doa 19 camas para uma unidade no Mount Senai New York Medical Center. Este centro é parte da T.J. Martell-Foundation de pesquisa para leucemia e câncer.
- Durante uma conferência para a imprensa no Tavern On The Green, Michael anuncia que sua parte do dinheiro arrecadado com a Victory Tour irá ser doada para três organizações de caridade: The United Negro College Fund, Camp Good Times, e a T.J. Martell-Foundation.
- Depois do primeiro show da Victory Tour, Michael conhece 8 crianças com doenças terminais nos bastidores.
- Michael visita o Brotman Memorial Hospital, onde ele foi tratado pelas graves queimaduras que sofreu durante a produção de um comercial da Pepsi. Ele doa todo o dinheiro que recebeu da Pepsi, $1.5 milhão, para o "Michael Jackson Burn Center for Children".
Ano de 1985
- Michael e outros 44 artistas se encontram para gravar "We Are The World", escrito por Michael e Lionel Ritchie. O dinheiro arrecadado com as vendas do single é doado para as pessoas que passam fome na África.
Ano de 1986
- Michael organiza o "Michael Jackson UNCF Endowed Scholarship Fund". Essa fundação de $1.5 milhão alcança alunos que se destacam em artes cênicas e comunicação, com dinheiro dado todo ano para estudantes que cursam uma faculdade membra da UNFC ou universidade.
- Depois de passar por um transplante de coração, Donna Ashlock de apenas 14 anos, da Califórnia, recebe um telefonema de Michael Jackson. Ele tinha ouvido que ela era uma grande fã sua.
Ano de 1987
- Michael apóia uma campanha contra o racismo. Ele apóia os esforços da NAACP para lutar contra o preconceito sofrido por artistas negros.
- Ao fim de uma parte de sua turnê Bad, Michael doa alguns de seus objetos pessoais para um leilão beneficente da UNESCO. O dinheiro arrecadado será enviado para a educação de crianças em diferentes países.
- A canção "Man In The Mirror" entra nos charts. O dinheiro das vendas do single vão para o Camp Ronald McDonald for Good Times, um acampamento para crianças que sofrem de câncer.
Ano de 1988
- Em uma conferência para a imprensa feita pela Pepsi, Michael doa um cheque de $600.000 para a United Negro College Fund.
- Ingressos grátis são dados para três shows em Atlanta, Georgia para a fundação Make A Wish.
- Michael visita crianças que sofrem de câncer no Bambini-Gesu Children's Hospital em Roma. Ele dá autógrafos e dá doces e discos para os pacientes. Ele promete um cheque de 100.000 libras para o hospital.
- Antes de um show no Wembley Stadium, Michael conhece o Príncipe de Wales e sua esposa Diana. Ele dá um cheque de 150.000 libras para o Prince's Trust, e um cheque de 100.000 libras para o hospital infantil da rua Great Ormond.
- Michael visita crianças com doenças terminais no Hospital da Rua Great Ormond. Para uma unidade com pacientes em estado menos crítico, ele fica um pouco mais e conta uma história.
- Em seu 30º aniversário, Michael dá um show em Leeds, England, para a organização inglesa de caridade "Give For Life". O objetivo desta organização é a proteção das crianças. Michael dá um cheque de 65.000 libras.
- Michael visita David Rothenburg de 12 anos de idade. Seu pai havia o queimado seriamente 5 anos antes em um ato de vingança contra sua ex-esposa.
Ano de 1989
- O dinheiro arrecadado de um dos shows de Michael em Los Angeles é doado para o Childhelp USA, a maior organização de caridade contra abuso infantil. Em agradecimento às contribuições de Michael, Childhelp da Califórnia fundou o "Michael Jackson International Institute for Research On Child Abuse."
- A Bad Tour é finalizada. Durante a turnê, crianças carentes foram selecionadas para irem aos shows de graça e Michael doou dinheiro a hospitais, orfanatos e organizações de caridade.
- Michael visita a Cleveland Elementary School em Stockton, Califórnia. Algumas semanas antes, um homem de 25 anos havia ateado fogo no playground da escola. 5 crianças haviam morrido e outras 39 ficaram feridas.
- Michael convida 200 crianças carentes do Instituto St. Vincent para crianças com deficiência física e mental e da organização Big Brothers e Big Sisters ao Circo Vargas em Santa Bárbara.
- A organização "Wishes Granted" ajuda Darian Pagan de 4 anos, que sofre de leucemia, a conhecer Michael Jackson. Michael convida o garotinho a uma performance de acrobatas canadenses.
- Jovem Ryan White, que sofre de hemofilia, passa os feriados de fim de ano no rancho de Michael. Ryan havia sido infectado pela AIDS com transfusões de sangue contaminado em 1984. Depois de ser expulso de sua escola em Kokomo, Ryan lutou contra a discriminação de vítimas da AIDS.
Ano de 1990
- Michael convida 82 crianças que forma abusadas e abandonadas pela Childhelp ao seu rancho Neverland. Há jogos, um churrasco e uma sessão de cinema para elas.
- 45 crianças do Projeto Dream Street, de Los Angeles para crianças com doenças terminais, são convidadas à Neverland.
- Michael convida 130 crianças do programa de verão YMCA de Los Angeles e Santa Bárbara ao seu rancho Neverland.
Ano de 1991
- Michael é convidado ao evento de caridade Jane Goodall. Michael a apóia - uma advogada de pesquisa de comportamento em relação aos chimpanzés em Gombe, Nigéria, por mais de 30 anos.
- Michael visita a Fundação Youth Sports & Art em Los Angeles. Essa fundação apóia famílias de membros de gangues, e ajuda a lidar com o uso de drogas. Michael conversa com as crianças e as presenteia com uma televisão wide-screen e um cheque.
- A empresa de Michael, MJJ Productions, trata de famílias necessitadas em Los Angeles com mais de 200 jantares de Natal.
Ano de 1992
- Em 11 dias, Michael Jackson cobre 30.000 milhas na África para visitar hospitais, orfanatos, escolas, igrejas e instituições para crianças com deficiências físicas e mentais.
- Em uma conferência para a imprensa no New York Radio City Music Hall, Michael anuncia que está planejando uma nova turnê mundial, para arrecadar fundos para sua nova fundação, "Heal The World". Essa fundação irá apoiar a luta contra a AIDS, Diabéticos Juvenis e as instituições Camp Ronald McDonald e Make A Wish.
- Michael paga as despesas do funeral de Ramon Sanchez, que foi morto durante os tumultos em Los Angeles.
- Em uma conferência para a imprensa em Londres, Michael anuncia sobre sua fundação Heal The World.
- Michael presenteia o prefeito de Munich, Sr. Kronawitter, com um cheque de 40.000 para as pessoas necessitadas da cidade.
- Michael visita o hospital infantil Sophia em Rotterdam e dá um cheque de 100.000 libras.
- Michael doa L. 821.477.296 para a La Partita del Cuore em Roma e doa 120.000 DM para organizações infantis na Estônia e na Latvia.
- Em um show em Dublin, Irlanda, Michael anuncia que dará 400.000 libras da arrecadação a turnê para várias organizações.
- Michael visita o hospital infantil Rainha Elizabeth em Londres. Para a surpresa das crianças, ele traz Mickey e Minnie Mouse da Euro-Disney para o hospital.
- Na tarde antes ao seu segundo show no Wembley Stadium, Michael presenteia o Príncipe Charles com um cheque de 200.000 libras para o Prince's Trust.
- Nicholas Killen de 6 anos de idade, que perdeu sua visão causada por uma cirurgia de risco contra o câncer, conhece Michael nos bastidores de seu show em Leeds, Inglaterra.
- Michael doa 1 milhão de pesetas para caridade liderada pela Rainha da Espanha.
- Presidente Iliescu da Romênia inaugura um playground para 500 órfãos financiado por Michael. Michael discute sua fundação Heal The World.
- No Aeroporto Kennedy em Nova York, Michael supervisa o embarque de 43 toneladas de medicações, cobertores e roupas de inverno destinadas a Saravejo. A fundação Heal The World colaborou com a AmeriCares para trazer um total de $2.1 milhões em recursos para Saravejo. Elas serão distribuídas com a supervisão nas Nações Unidas.
- Durante uma transmissão para tv pedindo doações para a United Negro College Fund, Michael declara: "Eu estou orgulhoso que o Programa Michael Jackson de Bolsas de Estudo pode dar a mais de 200 jovens uma educação qualificada."
Ano de 1993
- Michael é um dos astros a performar na Inauguração Presidencial de Bill Clinton. Antes de cantar "Gone Too Soon" ele fala sobre as vítimas da AIDS e menciona seu amigo Ryan White que morreu da doença.
- Em uma conferência de imprensa no Hotel Century Plaza na cidade de Century, Los Angeles, Michael é presenteado com uma doação de $200.000 da Liga Nacional de Futebol e dos patrocinadores do Super Bowl. Ele recebe mais $500.000 da Fundação BEST para sua Fundação Heal The World. Nesta ocasião, a fundação de "Heal L.A." é oficialmente anunciada.
- Em associação com a Sega, lançou uma iniciativa de distribuir mais de $108.000 em jogos de computador e equipamento para hospitais infantis, orfanatos e outras instituições de caridade infantil pelo Reino Unido.
- Em um encontro no Hotel Century Plaza em Los Angeles, Michael dá um discurso de 5 minutos para 1.200 professores e políticos.
- Com sua turnê "Heal LA", Michael visita a Fundação Watta Health e duas escolas no sul de Los Angeles.
- Ex-presidente Jimmy Carter e Michael, que são os presidentes da iniciativa "Heal Our Children/Heal The World", estão em Atlanta para promover o seu "Atlanta Project Immunization Drive."
- Michael anuncia que irá doar $1.25 milhão para crianças que sofreram com os tumultos em Los Angeles.
- Michael promove o novo DARE-program. A razão do projeto é informar as crianças sobre o perigo do uso de drogas.
- Michael visita um hospital em Washington. Ele gasta várias horas com os pacientes jovens e joga xadrez com alguns.
- Com a Pepsi-Cola da Tailândia, doa $40.000 para a caridade da Crown Princess Maha Chakri Sirindhorn's, a Escola Rural para Crianças e o Youth Development Fund, em apoio a programas de almoço nas escolas dos vilarejos rurais da Tailândia.
- Em união à Pepsi-Cola Internacional, doa novas ambulâncias para o Contacts One Independent Living Center for Children em Moscou, Rússia e o Hospital de Ninos Dr. Ricardo Gutierrez em Buenos Aires, Argentina.
- Doa $100.000 para o Children's Defense Fund, o Children's Diabetes Foundation, o Projeto Atlanta, e o Boys and Girl Club de Newark, Nova Jersey.
- Michael visita um hospital em Santiago.
- Michael torna possível para 5.000 crianças carentes visitarem o Parque Reino Aventura, onde a baleia Keiko ("Free Willy") vivia.
- Com a Fundação Gorbachev, leva 60.000 doses de vacinas para crianças para Tblisi, Geórgia.
- A Fundação Heal The World UK apóia a "Operation Christmas Child" levando brinquedos, dozes, presentes e comida para crianças na antiga Iugoslávia.
Ano de 1994
- Michael doa $500.000 para a Fundação Para AIDS Elizabeth Taylor.
- No fim de semana do aniversário de Martin Luther King Jr., Michael dá uma festa para mais de 100 crianças carentes no seu rancho Neverland.
- "The Jackson Family Honors" é televisionado. O dinheiro arrecadado com o show é doado para a instituição "Family Caring for Families."
- Michael e sua esposa Lisa Marie visitam dois hospitais infantis em Budapest. Eles distribuem brinquedos para as crianças doentes.
Ano de 1995
- Michael quer libertar golfinhos que estiveram presos por muitos anos. Ele acredita que deveria haver orientações legais sobre a forma como os golfinhos vivem em zoológicos e parques.
- Pequeno Bela Farkas recebeu um novo fígado. Michael e Lisa Marie conheceram esse garoto de 4 anos durante sua estada na Hungria em 1994. Michael fez de tudo para ajudar Bela, cuja única chance de viver seria com um novo fígado. A Fundação Heal The World cobriu a cirurgia e todos os custos.
Ano de 1996
- Michael doou um disco de platina-quádrupla de "HIStory" para o evento de caridade Dunblane, ocorrido no Hotel Royal Oak, na Inglaterra.
- Em Soweto, na África do Sul, Michael coloca buquês de flores nas sepulturas das crianças mortas durante os confrontos envolvendo o apartheid.
- Acontece o primeiro Festival Sports da "Esperança" para órfãos e crianças carentes. 3.000 crianças e 600 voluntários participaram e Michael Jackson foi um convidado especial.
- Michael visita a ala de crianças em um hospital de Praga.
- Michael visita um hospital para crianças com doenças mentais em Kaoshiung, Taiwan, e oferece 2.000 ingressos grátis para o show - já lotado - em Kaoshiung.
- Michael doa o dinheiro arrecadado com seu show na Tunísia para o "The National Solidarity Fund", uma instituição de caridade dedicada à luta contra a miséria.
- Michael visita um hospital infantil e traz presentes para os pacientes durante a sua estada em Amsterdam para a HIStory Tour. Um quarto no hospital (para pais que querem ficar com seus filhos) é nomeado "Michael".
- Michael doa a maioria do dinheiro arrecadado com o show da HIStory Tour em Bombay, Índia para as pessoas pobres do país.
- Antes de seu show em Auckland, Nova Zelândia, Michael realiza o desejo da pequena Emely Smith, que sofria de câncer e queria conhecê-lo.
- Michael visita o Royal Children's Hospital em Melbourne, doa brinquedos, dá autógrafos e visita as crianças.
- Durante sua estada em Manila com a HIStory Tour, Michael visita um hospital infantil. Ele anuncia que uma parte da arrecadação do show irá ser doada para a reforma do hospital.
Ano de 1997
- Michael doa $1.1 milhão para uma instituição de caridade em Bombay que ajuda a educar as crianças vivendo em favelas.
- Revista britânica "OK!" publica fotos exclusivas do filho de Michael, Prince. A revista paga cerca de 1 milhão de libras pelas fotos. Michael doa o dinheiro para caridade.
- Michael autografa o livro "Children in Need" para um leilão da UNESCO.
Ano de 1998
- Michael conhece Aza Woods, 5 anos, que sofre de câncer, no Hilton Hotel em Las Vegas. Eles assistem à atração "Star Trek: The Experience".
- Michael chega em Harare, Zimbabwe. Ele é um membro da Delegação Americana convidado pelo Ministro da Defesa. A delegação agradece o governo de Zimbabwe por ajudar a manter a paz na área.
Ano de 1999
- Michael presentea Nelson Mandela com um cheque de 1,000,000 na moeda da África do Sul para o "Nelson Mandela Children's Fund."
Ano de 2000
22 de Janeiro, 2000
Durante o Natal de 1999, uma violenta tempestade devastou o parque de Chateau de Versailles e destruiu 10.000 árvores no parque. O custo estimado para a reconstrução do parque é de $20 milhões. Algumas celebridades apoiaram a causa da restauração do parque. Oficiais franceses confirmaram que Michael Jackson é uma delas. Ele foi uma das primeiras pessoas a doar.
28 de Outubro, 2000
Michael pintou um prato para ser leiloado no "Carousel of Hope Ball" para a pesquisa da diabete na infância.
6 de Março, 2001
Michael doou um chapéu preto, uma liga de feliz aniversário e uma jaqueta usada no Monaco Music Awards em 2000 para o leilão Movie Action for Children, um evento organizado pela UNICEF, cujo arrecadação foi para a conscientização sobre a transmissão de HIV de mãe para filho na África.
26 de Março, 2001
Michael doou livros para jovens em Newark. O evento, que ajudou a lançar o Michael Jackson International Book Club, parte de sua caridade Heal The Kids, promovia a leitura na infância e encorajava os pais a voltarem a ler estórias de ninar para seus filhos.
25 de Abril, 2002
Michael Jackson se apresentou em um show para arrecadar dinheiro para o Comitê Nacional Democrata no teatro Apollo no Harlem, conseguindo arrecadar cerca de $3 milhões de dólares através de votos.
15 de Setembro, 2002
Michael doou 16 ítens autografados exclusivos, consistindo em cd's, vídeos e 2 guardanapos autografados em apoio à vítimas da enchente na Alemanha. Estes ítens foram leiloados para caridade e arrecadaram $3,814 dólares.
12 de Outubro, 2002
Michael Jackson convidou mais de 200 membros do Time Vandenberg, que recentemente retornaram de trabalhos no exterior, e suas famílias para o rancho Neverland. Jackson fez isto para mostrar sua apreciação nos sacrifícios que os militares de sua comunidade fazem.
19-20 de Novembro, 2002
Michael doou um ursinho de pelúcia autografado vestido como ele para o leilão de Siegfried & Roy. Este leilão beneficia a Opportunity Village que é uma organização não-governamental criada em Las Vegas, que melhora as vidas de indivíduos com problemas intelectuais, e de suas famílias. O urso autografado por Michael conseguiu $5,000 para a causa.
21 de Novembro, 2002
Michael doou uma jaqueta para o evento de caridade Bambi em Berlin, que arrecadou $16,000.
Junho 2003
A família Wolf, que perdeu quase todos seus pertences durante as enchentes em Saxony, Alemanha, foi convidada à Berlin por Michael Jackson quando ele estava no Bambi Awards. Na ocasião, Michael os convidou a Neverland. Em junho, eles passaram três dias em Neverland, conhecendo Michael e seus filhos.


VOTEM NO MICHAEL PARA PRÉMIO NOBEL DA PAZ:
http://www.petitionspot.com/petitions/mjnobelpeaceprize

Fonte: http://mjneverland.ptforuns.com/viewtopic.php?f=15&t=608

Nenhum comentário:

Postar um comentário