It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Guitarrista de Michael Jackson homenageia a estrela



Jennifer Batten ontem falou de sua mágoa com a perda de seu mentor Michael Jackson.

A guitarrista era o braço direito feminino de Michael e participou em nas 3 grandes tour de Michael Jacksono - com a estrela sendo responsável pela criação dos seus penteados famosos .

Agora ela está a prestar uma emocionada homenagem ao Rei do Pop na sua primeira turnê escocesa.

Em 1987, Jennifer foi escolhida a dedo pelo cantor a partir de 100 guitarristas que se apresentaram para participar na sua turnê "Bad".

Michael Jackson ficou tão impressionado que ela se juntou a ele na estrada para os seguintes 10 anos, tocando nas suas tours "Dangerous" e "HIStory" e levando mais de 4,5 milhões de espectadores ao rubro com as suas guitarradas.

"Eu estava em Los Angeles, quando um amigo ligou para dizer que Michael tinha morrido", disse Jennifer de 52 anos. "Eu tinha ouvido tantos rumores nos ultimos anos que não acreditei nisso, mas quando liguei a TV nas notícias descobri que afinal era verdade.

"Foi um choque enorme. Michael tinha muito para viver. Ele estava tão concentrado em ser um bom pai para seus filhos. Ele não queria nada, apenas o melhor para outras pessoas. Sinto tanto a falta dele."

Jennifer toca The Inn em Lathones em St Andrews na sexta-feira,com concertos agendados em Glasgow e Strathpeffer para o fim de semana como parte de sua primeira turnê a solo na Escocia.Em destaque do seu show seram ums 12 minutos emotivos que tocará um medley de canções de Michael.

Jennifer, que também tocou com Jeff Beck, Brian May of Queen e Natalie Cole, ainda não consigue acreditar que foi Michael que a arrancou da obscuridade e lhe definiu um caminho para o estrelato.

"Ouvi dizer que Michael estava procurando um guitarrista e tinha organizado uma audição aberta." disse ela.

"Eu entrei em uma sala de ensaios em Hollywood e ficaram surpresos ao ver que não havia banda, era só eu tocando sozinha. Eu toquei Beat It, Billie Jean e Thriller. Foi filmado e Michael me escolheu numa lista de 100 outros guitarristas ".

Algumas semanas mais tarde, Jennifer ficou cara a cara com Michael em um hangar de produção em massa, em Los Angeles.
"Michael entrou com seu gerente Frank Dileo para assistir a um run-through pela banda", disse Jennifer.

"Disseram-me que ele estava feliz com a música que ele começou logo a dançar e ele fez alguns passos imediatamente. A próxima coisa que eu soube era que tinha um bilhete para a noite de abertura da turnê Bad".

Para o vídeo de grande sucesso Another Part Of Me, Michael concebeu uma imagem de completa remodelação para a sua nova guitarrista e a Jennifer de Cabelos compridos distintivos e com um estilo muito e sci-fi tinham acabado de nascer.

"Michael tinha um desenho de uma nova imagem para mim e tinha uma equipe de guarda-roupa as pessoas a fazer o meu figurino", disse ela.

"Dois pedaços enormes de extensão foram costuradas em meu próprio cabelo para adicionar volume. Certamente, resultou -O meu cabelo era quase tão grande quanto a guitarra que eu estava segurando."

"Eu não tenho nenhum problema com isso porque o show foi puro teatro e eu estava apenas desempenhando um papel.

"Eu sempre serei a rapariga na banda de Michael com o cabelo grande". Muitas pessoas só me conhecem por isso, e isso não é coisa ruim. Ajudou-me imenso. "

Em todas as Tours Jennifer teve que assinar um acordo de confidencialidade para não revelar como as acrobacias eram feitos.
Inevitavelmente, houve noites em que as coisas não corriam conforme o planeado.

"Durante a musica de Beat It eu tinha que usar luzes de fibra óptica no meu cabelo, traje e próximo da minha guitarra para que eu estivesse iluminada durante a música", disse ela.

"Eu estava ligado a um cabo de 100 pés, que estava ligado a um computador para que as luzes mudassem de cor. Enquanto corria pelo palco, alguém pisou no meu cabo, e as luzes se apagaram-se."

Jennifer ficou bastante perturbada com as alegações de abuso sexual a crianças que dificultaram a vida de Michael e levou a um processo judicial em 2005.

Ele foi absolvido de todas as acusações e a guitarrista acredita que ele foi vítima do seu fenomenal sucesso.

"Acho que Michael era inocente. As pessoas pensam coisas erradas e assustadores de pessoas que agem como ele agia, mas eu não vejo as coisas assim. Michael era apenas uma criança grande", disse Jennifer.

"Eu não conheço ninguém que poderia ter ficado mentalmente saudáveis depois de todas as acusações lançadas contra ele. Mas as pessoas estão obcecados com a extorsão. Dá-lhes poder. Uma vez que os advogados e a imprensa se envolver nas histórias, elas fluem por conta própria."

Michael Jackson estará em pensamentos de Jennifer quando ela realizar a sua performance, na Escócia, na próxima semana. É a primeira vez que ela actua desde a turnê Dangerous em Glasgow Green que foi em 18 de agosto de 1992.

Jennifer disse: "Tocar com o Michael para 40.000 fãs em Glasgow foi uma experiência totalmente nova. Voei em primeira classe e fiquei nos melhores hotéis. Era como uma fantasia."

"Estou muito orgulhosa de ter estado em tour com ele. Basta ter o nome "Michael Jackson" no meu currículo que ajuda muito."

"Infelizmente, nós nunca mais vamos vê-lo realizar em seu verdadeiro potencial. Ele era um grande talento, não há como imaginar o que ele poderia ter feito a seguir."

Nenhum comentário:

Postar um comentário