It's All for L.O.V.E.

Quem Nos Visita?


Visitor Map

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Datas que recordam Michael Jackson

25 de Novembro 2003

Michael Jackson lançava um site na Internet apenas com o intuito de se defender das alegadas acusações de abuso sexual de um rapaz de 12 anos. Numa das mensagens podia ler-se que «as acusações não passavam de uma grande mentira» e que o cantor estava disposto a «pôr um fim a estes tempos horríveis» provando a falsidade das acusações em tribunal.


30 de Novembro de 2000

Michael Jackson atende á gala da Fundação G&P e receve um premio de reconhecimento.

1 de Dezembro 1982

Michael Jackson lançava o álbum 'Thriller'.

2 de Dezembro 1983

Pela primeira vez, o canal de música MTV transmitia a versão completa do vídeo de 'Thriller' de Michael Jackson que tinha cerca de catorze minutos.

9 de Dezembro 1995

Michael Jackson conseguia o seu sexto Nº1 no Reino Unido, com a entrada de 'Earth Song' para o topo da tabela de singles britânica, tema que aí permaneceu durante seis semanas consecutivas.

12 de Dezembro de 2010

É lançado o primeiro album postumo de Michael Jackson, intitulado "Michael"

16 de Dezembro 2003

Após ter sido acusado e detido por abuso sexual de menores, Michael Jackson saí da prisão sob fiança de 3 milhões de dólares e alegava que tudo não passava de uma grande mentira.

Assistente de Médico legista recusa-se a fazer show sobre a autopsia de MJ

O legista do condado de Los Angeles uniu-se ao coro daqueles que já estão pensando na descoberta de rede para um novo show programado promulgação da autópsia de Michael Jackson.



Fontes dissera ao TMZ ... que produtores da Discovery - que planejam o show vá para o ar na Europa - falaram com o assistente do médico legista, Ed Winter no início deste ano, perguntando se ele aceitava ser entrevistado, descrevendo a autópsia de MJ e as investigações sobre sua morte.

Winter disse à TMZ "Eu disse a eles, não, nós não tinhamos qualquer interesse em fazê-lo e foi um caso pendente."

Winter acrescenta: "Eu acho que é pouco profissional e eu não faria isso por respeito à família. "


A TMZ sabe que os produtores conseguiram uma cópia do relatório do legista, que é o registro público.

Fonte : MJ_Speechless

Defesa de médico alegará suicídio do cantor

Segundo o "TMZ", os advogados de defesa de Conrad Murray afirmarão que o cantor se matou



Os advogados de defesa do Dr. Conrad Murray pretendem alegar que Michael Jackson cometeu suicídio. Segundo o site "TMZ", a promotoria do caso de homicíio culposo afirmou, na quarta-feira (29), que o cantor se matou com uma dose de Propofol.

Na quarta-feira (29), uma audiência foi convocada para determinar quem poderá ter acesso aos resíduos de duas seringas e uma sonda intravenosa encontrada no quarto de Michael.

Durante a audiência, o subfiscal David Walgren disse: "Acho que está claro que a defesa maneja a teoria de que a vítima, Michael Jackson, se matou".

Os advogados do doutor se apoiam na hipótese de que a dose de Propofol que matou Michael, em junho do ano passado, não teria sido dada por Dr. Conrad.

Fonte: MJ_Speechless

Representantes de Michael Jackson protestam contra show sobre autópsia

A Propriedade de Michael Jackson está em fúria com a Discovery Channel por causa do anúncio de um documetário especial sobre a reencenação da autópsia de Michael Jackson para o Reino Unido



O TMZ conseguiu informações que co-executores John Branca e John McClain disparou uma carta virulenta para o Prez da Discovery, em que acusam a rede de operar de forma “chocante e de mau gosto… Apenas motivada pelo seu cego desejo de explorar a morte de Michael, enquanto cinicamente tenta enganar a opinião pública a acreditar que este programa terá valor médico sério “.

Os co-executores estão particularmente indignados com o anúncio impresso, que é representando por um cadáver estirado em uma maca, coberto por um lençol com uma luva de lantejoulas em uma das mãos do lado de fora do lençol.



Branca e McClain, aparentemente, percebem que não podem legalmente parar o show – que irá ao ar em 13 de janeiro – mas eles estão apelando para a decência moral da Discovery para cancelar o programa.

Fonte: MJ_Speechless

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Johnny Depp ... e Michael Jackson

Johnny Depp fala sobre Michael Jackson


Johnny Depp canta Jackson 5

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Nota escrita por Michael Jackson vendida por 2,4 mil euros



A nota, escrita no consultório do seu médico Arnold Klein, terá sido encontrado por empregados do falecido ‘rei da Pop’ na sua mansão em Holmby Hills, na Califórnia.
O papel aparenta ter várias referências à série de 50 concertos no O2 Arena em Londres, que marcariam o regresso do cantor aos espectáculos 13 anos depois de ter parado.
“One Year in London 3” (Um ano em Londres 3). Internacional #1 2 3 4 5 albums and single”, são algumas das palavras que se podem ler no documento.
O mesmo papel faz ainda referência a outros apontamentos do cantor, como: “Falar com as pessoas da Universal, Warner... Fazer muito $” e “Quem está a fazer a escultura para o especial de Haloween”.
O papel encontra-se manchado de vermelho, algo que, de acordo com o site ‘TMZ’, o vendedor alega não ser sangue mas apenas uma bebida vermelha.

Fonte: MJ_Speechless

Michael Jackson, a tragédia dos anos 00

Em 2009, aos 50 anos, Michael Jackson estava pronto para voltar à ativa. Apesar de seu último álbum de músicas inéditas até então, "Invincible", ter sido lançado em 2000, ele resolveu promover uma extensa e majestosa turnê.

Batizada de "This Is It", a temporada de 50 apresentações que Jackson faria na Europa deveria marcar seu retorno aos holofotes e impulsionar uma possível turnê mundial, assim como um novo disco. Porém, o músico não foi capaz de concretizar seus objetivos por conta de uma parada cardíaca. Pela internet e pela TV, o mundo acompanhou a morte do Rei do Pop, em 25 de junho.

Alguns meses depois, os fãs puderam vislumbrar o que Jackson planejava no documentário "This Is It", montado a partir de gravações dos ensaios daqueles que se tornaram "os maiores concertos que nunca aconteceram".

Algumas faixas inéditas de Jackson, semi-acabadas, foram completadas com a ajuda de um produtor e lançadas no disco póstumo “Michael”, já nas lojas.

O álbum é apenas uma fração do que representa Jackson para a música pop. Pelo talento em compor melodias, pela ousadia de seus vídeos e, por que não, pelas inúmeras polêmicas em que esteve envolvido, Michael Jackson tornou-se um dos principais artistas do mundo. E sua morte foi a principal tragédia pop da primeira década deste século.

Fonte: MJ_SPEECHLESS

Análise: Michael Jackson - The Experience (Wii)

por Rodrigo Trapp

Ninguém pode negar que Michael Jackson foi um dos maiores astros da música (e das coreografias) de todos os tempos.
Ninguém pode negar também, que a Ubisoft revolucionou o Wii e os jogos de dança em 2009 com o supreendentemente bom “Just Dance” (e depois com sua continuação “Just Dance II” de 2010). E se uníssemos então, as músicas do rei do pop com a ideia inovadora da Ubisoft? Foi pensando nisso que a desenvolvedora francesa criou Michael Jackson: The Experience, um jogo tão divertido quanto simples, que pode agradar os fãs mais ardorosos tanto do astro quanto dos games, desde que alguns poucos detalhes não sejam levados em conta.



Michael Jackson por uns dias
Logo no início, a primeira boa surpresa: um repertório extremamente completo, permeando toda a carreira de Michael e incluindo praticamente todos os seus sucessos. E em se tratando de Michael Jackson, essa lista é enorme. São mais de 25 músicas no total, dentre as quais o destaque vai para “Thriller”, “Black Or White”, “Bad”, Billie Jean”, “Heal The World” e “They Don’t Care About Us”, que certamente são conhecidas de todos. Cada uma das músicas proporciona dois níveis de dificuldade: escolhendo o primeiro (sempre o mais difícil) você dança conforme a coreografia do próprio Michael Jackson. Já o segundo, mais fácil, corresponde às danças dos bailarinos que acompanham MJ ao fundo. Os níveis variam de “Easy” até “Inhuman” (como no caso de Thriller).



Outro ponto positivo do game é o cuidado que a produtora teve com a fidelidade. Alguns cenários reproduzem fielmente cenas dos vídeo clipes de Michael, inclusive com os dançarinos e o astro vestidos a caráter. Impossível conter a nostalgia ao ver o bar do clipe de Smooth Criminal com todos fantasiados de “mafiosos”. Ou então na música “In the closet” que (como no clipe) as cenas de dança são executadas por Michael e a modelo Naomi Campbell. Cabe ao jogador escolher qual dos dois irá representar. Além dos cenários, as coreografias receberam um tratamento especial também, pois são extremamente fiéis às originais na grande maioria das músicas. Você pode encarnar a lenda agora sem medo de ser feliz, fazendo todos os passinhos que antes só tinha coragem na frente do espelho. E o que é melhor: com a pontuação, pode provar aos seus amigos que é muito melhor fazendo aquele moonwalk do que qualquer outro no bairro.

O andamento do game segue o tradicional. Movimentos que devem ser copiados como se você estivesse em frente a um espelho. A mão com a qual você segura o Wii Remote é assinalada na tela com um brilho na mão de Michael e na parte superior da tela, uma miniatura mostra qual o passo que deverá ser feito em seguida. Depois de cada um deles, você recebe uma “nota” de acordo com a precisão do movimento, que pode ser “perfect”, “good”, “ok” ou “X” (que indica erro).



O que houve com seu rosto e com seus extras, Michael?
Apesar do cuidado com roupas, cenários e dançarinos, uma das grandes decepções do jogo é justamente a parte gráfica. Com uma textura ruim, os gráficos deixam muito a desejar, muitas vezes parecendo somente um “borrão sem rosto” (será que foi de propósito?) se remexendo na tela.

Outra grande pisada na bola da Ubisoft, foi não ter incluído nenhum conteúdo extra realmente interessante. Não existe um modo carreira e nem músicas novas para serem desbloqueadas ou compradas on-line (como em Just Dance II). Os únicos itens que não estão disponíveis desde o início do jogo, mas são liberados conforme você faz pontos nas músicas e ganha estrelas são os vídeos do modo “School Dance”, nada mais do que uma série de pequenas “vídeo aulas”, com aquecimentos e tutoriais feitos por dançarinos profissionais, que explicam como dançar determinadas músicas passo a passo. Acaba sendo meio desnecessário e contraditório, visto que para liberar esse conteúdo você obrigatoriamente tem que fazer muitos pontos nas músicas e, consequentemente, acaba decorando as coreografias.



A experiência deixou a desejar…
Até agora, nada que possa comprometer a diversão com seus amigos. Quando se está jogando um jogo de dança com mais 3 pessoas, com músicas e coreografias tão geniais quanto as de Michael, os detalhes gráficos, as texturas e talvez até mesmo os extras não importem tanto, como quando estamos jogando jogos de tiro, ou aventura por exemplo. Contudo, um detalhe importante que atrapalha bastante no jogo e deixa muito a desejar, é a jogabilidade. Justamente pelo fato de o jogo se basear apenas nos movimentos feitos com a mão que segura o Wii Remote (e não com o corpo todo), esse reconhecimento deveria ser mais preciso. Chega a ficar irritante em algumas sequências, quando você sabe que está fazendo o movimento certo, no tempo certo, do jeito certo e, ao invés de um “perfect” ou um “good”, recebe um “OK” ou “X”. Nada que comprometa, mas deveria ter sido trabalhado melhor, já que é o componente mais importante em jogos nesse estilo. Nem que para isso fizesse uso do Motion Plus.

Michael Jackson: The Experience é um jogo extremamente divertido, bem como seus antecessores, da série Just Dance. Mas infelizmente (e inexplicavelmente) devido a esses problemas, fica em um nível inferior aos títulos anteriores da Ubisoft. Mesmo assim, não deixa de ser uma ótima desculpa para reunir os amigos e passar algumas horas fazendo exercícios despretensiosos e evoluindo seu skill de ginga e requebrado. Pegue seu Wii Remote, e “Moonwalk neles”!

Fonte: MJ_Speechless

Produtor reconhece que voz de Michael Jackson foi tratada



O produtor de três canções de «Michael», Teddy Riley, reconheceu que a voz de Michael Jackson foi tratada.
«Processámos a voz e é por isso que as pessoas estão a pôr em causa a sua autenticidade», explicou à Reuters. Riley revelou que foi usada a tecnologia Melodyne para acertar alguns vibratos.

«Pedimos desculpa aos fãs mas é a voz do Michael Jackson», declarou. Ainda assim, o produtor não tem dúvidas de que se trata de «excelente material».

Riley tem já em mãos uma encomenda para trabalhar um próximo álbum de inéditos. «Michael» chegou ontem às lojas.

Fonte: MJ_Speechless

Sr. Conrad Murray consegue audiência extra para 29/12/10

O juiz Michael Pastor aceitou um pedido de nova audiência feito pelos advogados de Conrad Murray, médico que atendia Michael Jackson e é investigado por homicídio involuntário. Segundo uma agência de notícias, a defesa de Murray quer avaliar duas seringas e uma bolsa de medicação intravenosa encontradas no quarto do cantor para saber quanto de analgésico havia neles. Segundo J. Michael Flanagan, um dos advogados do doutor, isso pode ser importante para determinar não só a quantidade de medicamento presente no corpo de Michael, mas como foi feita a medicação.



A defesa reclama também que esta em análise do material recolhido deveria ter sido feita dias depois da morte de Michael Jackson, já que os remédios entram em processo de deteriorização, o que prejudicaria na obtenção de um resultado correto.

Para a promotoria, os testes não influenciam em nada o encaminhamento do julgamento.
A audiência acontecerá no dia 29 de dezembro, seis dias antes de Conrad Murray enfrentar pela última e decisiva vez o júri que avaliará o grau de responsabilidade do médico no caso. Michael Jackson sofreu uma overdose de analgésicos em 25 de junho de 2009.

Fonte: MJ_Speechless

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Álbum póstumo de Michael Jackson está a vender pouco

As vendas do álbum póstumo de Michael Jackson não estão a corresponder às expectativas da editora, noticia a agência Reuters. O disco foi campeão de vendas em todo o mundo na primeira semana de lançamento, menos nos Estados Unidos, onde não passou da terceira posição da tabela de álbuns mais vendidos.

Nos Estados Unidos, o maior mercado musical do mundo, «Michael» vendeu 228 mil cópias até 19 de Dezembro – um volume de vendas muito inferior à projecção de 400 mil exemplares na primeira semana de lançamento feita pela Epic, segundo dados da revista «Bilboard».

A influenciar a tabela de vendas têm estado o disco de Taylor Swift, «Speak», no topo da tabela há três semanas, e superando a marca dos 259 mil álbuns vendidos. Também «The Gift», de Susan Boyle, tem estado à frente de «Michael», com com 254 mil cópias vendidas.

É preciso notar que a banda sonora de «This is it» conseguiu o primeiro lugar no top norte-americano ccom 373 mil unidades vendidas. No balanço de 2009, o cantor falecido acabou por vender 8,3 milhões de álbuns, refere a agência noticiosa.

Na Alemanha, «Michael» vendeu 85 mil cópias, alcançando a o título de álbum mais vendido este ano no país, segundo dados divulgados pela Epic.

No Reino Unido, onde o mercado discográfico é mais forte, o disco póstumo de Michael Jackson vendeu 113 mil exemplares, números que superam «Dangerous», de 1991.

Por cá, o álbum póstumo de Michael Jackson está esta semana na décima posição de discos mais vendidos.

Fonte: Mj_Speechless

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Disco póstumo de Michael Jackson é o mais vendido do mundo

Mesmo após sua morte, Michael Jackson continua ainda quebrando recordes. Desta vez, seu novo álbum foi nomeado o mais vendido do mundo em 2010. “Michael” se firmou na primeira posição nas paradas globalis após vender três milhões de cópias em 31 países.



O disco póstumo alcançou a liderança já na primeira semana do seu lançamento. Inclusive já conquistou disco de platina com mais de 300 mil cópias, em 14 países entre eles, Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, França e Itália.
Apesar da nomeação, o álbum “Thriller” lançado em 1982, ainda é o mais vendido de todos os tempos, com mais de 100 milhões de cópias em todo o mundo.

Fonte: MJ_Speechless

FELIZ NATAL A TODOS



Desejo-vos a todos um Feliz Natal, que recebam muitas prendas, e especialmente do MICHAEL, e que aproveitem esta epoca tao calma, tao feliz, tao intensa, para espalhar o legado e a mensagem de Michael Jackson....

Beijos e FELIZES FESTAS A TODOS

Esposa de James Brown fala de Michael Jackson

Tomi Rae Brown, viúva do cantor essencial, James Brown, negou relatos da imprensa que seu marido era um ex-paciente do médico de Michael Jackson, Dr. Conrad Murray.



Em uma entrevista exclusiva com Sawfnews.com, M. Brown rejeitou especulações dos tablóides de que seu marido havia utilizado o Dr. Murray, como “Dr. Feelgood” e o recomendou a Michael Jackson antes de ele falecer.

Questionado sobre os rumores, a Sra. Brown disse: “Não é verdade. Não é verdade. Ele não era o médico do meu marido e ele nunca foi o seu médico. James Brown tinha seu próprio equipe de médicos que tinham com sede em Atlanta, Geórgia. Este senhor morava em Las Vegas. Então, não, ele nunca foi seu médico.”

Ela continuou, “Michael Jackson era um amigo próximo da família. Gostávamos de falar com ele duas ou três vezes, talvez quatro vezes por ano. Michael era uma pessoa tão boa. James tinha um grande respeito por ele. Ele amava Michael e Michael o amava. Michael falava com ele como um pai e ele falava com o Michael como um filho.”

“Era para eu ir ao funeral de Michael, mas quando vi o caixão de ouro e o reverendo Sharpton só me trouxe de volta muitas memórias do funeral do meu marido que eu não podia levá-la. Foi demais, muitas semelhanças. Decidi não para ir ao funeral e para lembrar Michael da minha própria maneira..”

Fonte_: MJ_Speechless

Manuscrito de Michael Jackson

Michael Jackson planejava “fazer muito dinheiro” antes de sua morte no ano passado, pelo menos de acordo com uma nota manuscrita pelo o Rei do Pop, apesar de que recentemente ele ganhou uma tonelada de dinheiro.



O manuscrito foi leiloado pela eBay por mais de US $ 3.000 e teria sido encontrado em junho de 2009 pelo pessoal que trabalha na casa de MJ em Holmby Hills.

A nota – supostamente manuscrita por MJ – parece fazer referência a seu ao seu “This Is It“, a série de concertos em Londres -”Um ano em Londres 3? Internacional # 1 2 3 4 5 álbuns e música “

A nota –tem escritos sobre o Dr. Arnie Klein é estacionária – continua, “Converse com as pessoas virtualmente, Universal, Warner … fazer muito $”… Seguido pelas palavras: “Quem está a fazer escultura para especial de Halloween.”

PS.: o material vermelho no manuscrito não é sangue … O vendedor afirma que é simplesmente mancha de bebida.

Fonte: Mj_Speechless

Casa aluga por Jermaine Jackson irá a leilão

Jermaine Jackson poderá iniciar o próximo ano sem teto porque a casa que ele está morando irá a leilão.

De acordo com o TMZ, a casa tem 05 quartos, 06 banheiros e fica em Calabasas.



casa está alugada para Jermaine que agora beira o despejo, pois o tribunal CA Pomona, decidiu vendê-la em 21 de janeiro de 2011.

O lance mínimo, de acordo com Foreclosures.com , é $ 2184233.

Não está claro se Jermaine sabe que o proprietário está prestes a perder a casa e sob a lei da Califórnia, ele tem 60 dias a partir da data de encerramento para desocupar imóvel.

Jermaine mora na casa há um ano e meio e apresentou um relatório na polícia em setembro/10, dizendo que alguém roubou US $ 150.000 em jóias, peles e roupas que estavam em uma bolsa dentro de sua casa.

E tem mais… Jermaine está devendo quase US $ 100.000 de pensão aliménticia para seus filhos com a Alejandra, e ele pediu ao juiz para reduzir seus pagamentos de apoio de US $ 3.000 por mês para 215 dólares por mês.

Mas existe um raio de esperança. Katherine Jackson alugou uma mansão a poucos quarteirões da casa de Jermaine e talvez ela possa levá-lo para lá.

Fonte: MJ_Speechless

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Ne-Yo diz que não irá ouvir novo álbum de Michael Jackson

Ne-Yo está encenando um boicote contra o novo álbum de Michael Jackson dizendo que ele não quer ouví-lo porque ele tem certeza que Michael jamais o liberaria.



O cantor, compositor e produtor estava em New York neste final de semana, quando ele explicou que Michael Jackson era muito perfeccionista. “Se MJ ainda estivesse vivo… Eu sei que este álbum ainda não sairia”.

E ele acrescentou:“Eu vou manter meu velho Mike”.

Fonte: MJ_Speechless

Jermaine Jackson afirma que foi roubado

Jermaine Jackson apresentou um relatório para a polícia afirmando que alguém roubou mais de US $ 150.000 em jóias, peles e roupas, apenas uma semana depois que ele foi ao tribunal alegando que ele não podia dar ao luxo de pagar pensão alimentícia.



Fontes policiais dizem que Jermaine Jackson e sua mulher, Halina Rashid , afirmaram em um relatório apresentado para a LA County Sheriff’s Department que alguém pegou a uma bolsa da marca Louis Vuitton que continha todo o tesouro de sua casa em Calabasas em meados de setembro/10.

A casa que Jermaine alugou - é no mesmo condomínio fechado que a Katherine Jackson ficará temporariamente morando enquanto sua casa de Encino sofre uma extensa reforma.

Jermaine afirmou que na bolsa continha alguns relógios ultra-caros, entre outros itens caros. Nossas fontes policiais afirmam que o caso está sob investigação, mas até agora nenhum suspeito.

Uma semana depois de Jermaine Jackson entregar o relatório policial, ele apresentou documentos em seu processo de pensão alimentícia – alegando que ele não poderia pagar os 3.000 dólares / mês para seus filhos, Jaafar e Jermajesty. Ele gostaria que o pagamento reduzisse para 215 dólares por mês.

Não é preciso ser um matemático para descobrir isso.

Fonte: MJ_Speechless

Tributos a Michael Jackson são lançados em CD

Para homenagear o Rei do Pop, Michael Jackson e o eterno beatle George Harrison, o selo Discobertas acaba de lançar, respectivamente, as coletâneas ‘Michael — Um Tributo Brasileiro a Michael Jackson’ e ‘George Harrison — Tudo Passa’, com releituras de artistas brasileiros para os sucessos de ambos os artistas.



O primeiro traz os hits do popstar em versões feitas por Fuzzcas (‘The Way You Make Feel’), Lucinha Turnbull e Twiggy (‘Ben’) e Jorge Ailton (‘Blame It On The Boogie’), entre outros. O CD dedicado a George Harrison, morto em 2001, traz interpretações de Milton Nascimento e Leo Fernandes (‘I’d Have You Anytime), o mutante Sérgio Dias e Tortú (‘Wah Wah’), Zé Ramalho (‘Isn’t It a Pit’), Maria Gadú (‘Let It Down’) e o cantor country Sérgio Reis (‘Behind That Locked Door’). São 20 faixas.

Fonte: MJ_Speechless

Rancho Neverland poderá se transformar em escola de música

Os donos do Rancho Neverland - a antiga casa de Michael Jackson - querem transformar a propriedade num paraíso de música para os adolescentes.






TMZ descobriu que a Colony Capital quer desenvolver um projeto para transformar Neverland em um instituto de música – semelhante ao da Juilliard School em New York. O plano é ensinar todos os aspectos da música para os adolescentes, incluindo a escrita e a execução.

Colony quer fazer da propriedade um campus, com dezenas de adolescentes – ricos e pobres – que poderam aprender o ofício que fez Michael Jackson uma lenda.

Existem dois grandes obstáculos. A primeira é ter certeza que o estado de Santa Barbara vai concordar e assinar tal proejto.

E o segundo e maior problema é saber se a Colony Capital pode usar o nome de Michael Jackson para promover um tal instituto.

Mas o TMZ tem uma boa notícia para a Colony… Fontes ligadas diretamente com a propriedade de Michael Jackson nos disseram: “É uma ideia interessante e que estariam aberto a ela.”

Fonte: MJ_Speechless

Michael Jackson, Boyle e Swift disputam o topo das paradas

O primeiro álbum póstumo de Michael Jackson gravado em estúdio disputa uma corrida apertada pela liderança nas paradas de sucessos da próxima semana, concorrendo com a campeã do momento, Susan Boyle, e a ex-rainha Taylor Swift, segundo prognósticos.



O álbum “Michael” pode ter entre 200 mil e 225 mil cópias vendidas até 19 de dezembro. Mas “The Gift”, de Susan Boyle, pode vender o mesmo número de exemplares ou mais, assim como “Speak Now”, de Taylor Swift, o atual nº 2. A lista Billboard 200 será divulgada na próxima quarta-feira.

O último álbum de Michael Jackson, a compilação “This Is It”, foi lançado como nº 1 um pouco mais de um ano atrás, com 373 mil cópias vendidas na primeira semana, segundo a Nielsen SoundScan.

Mas é difícil comparar os números de vendas dos dois álbuns, já que são projetos de natureza bem diferente. “Michael” é um conjunto muito discutido de novas gravações lançado quase um ano e meio após a morte de Michael Jackson, enquanto “This Is It” foi basicamente uma coletânea de grandes sucessos do artista, lançado em conjunto com o documentário do mesmo nome.

A segunda maior estreia da próxima semana provavelmente será “Love Letter”, de R. Kelly, que prevê vender cerca de 160 mil exemplares. Um ano atrás o astro foi o nº 4 com “Untitled“, que vendeu 114 mil cópias.

“Last Train to Paris”, de Diddy Dirty Money, pode entrar para os Top 15, com vendas possíveis de 60 mil-70 mil unidades. A última vez em que Diddy figurou com destaque nas paradas foi em 2006, quando “Press Play” foi no. 1, com 170 mil exemplares vendidos.

Fonte: MJ_Speechless

Rancho Neverland volta a sua antiga glória

O Rancho Neverland de Michael Jackson tem sido milagrosamente restaurado, depois de cair em desuso nos últimos anos da vida de Michael Jackson.



Colony Capital que detém os direitos sobre Neverland, surpreendeu seus funcionários no dia de ontem, 16/12/10 ao sediar uma festa de Natal no complexo.








Fonte: MJ_Speechless

Os fãs de Michael celebraram novo álbum

Muitos fãs de Michael Jackson alinharam fora do Roseland Ballroom na segunda-feira, 13/12/10, à noite para celebrar o lançamento do Rei do Pop, Michael álbum póstumo. Dezenas de bailarinos e fãs cheios piso do salão é, vestidos com trajes inspirados icónica Michael olhares de toda a sua carreira estima. Um desses fãs também passou a ser o mestre de cerimônias da noite, DJ Cassidy.



“Eu estou aqui para fazer a dança fãs”, disse à MTV News. “Eu acho que é por Michael essencialmente fez a música. Ele queria fazer as pessoas dançarem. Ele queria fazer as pessoas sentirem a emoção que ele sentia, e eu estou aqui para fazer exatamente isso. Estou aqui para ajudar os fãs na celebração do rei. ”

Vestido em um terno de couro com uma camisa rosa e meias, uma gravata vermelha e Adidas shell-top, Cassidy disse que ele tem sido um fã de Michael enquanto ele se lembra. Michael tem sido a sua inspiração em qualquer coisa na sua vida artística, da música à moda.

“Muito da minha forma vem de Michael”, Cassidy explicou. “Muito como eu tocam a música de modo como ele formou suas canções, como ele criou o seu som que realmente inspirou do jeito que é um DJ. E realmente, isso me inspirou a querer ser um DJ, a querer fazer as pessoas dançarem.”

“Então, quando me tornei um DJ na idade de 10, sempre foi meu sonho de DJ para Michael Jackson”, acrescentou. “Hoje é apenas um meio pequeno para mim para realmente comemorar sua música.”

Os hóspedes do partido também incluiu produtores Teddy Riley, Eddie Cascio e Neff U, que cada um tinha uma mão na produção de faixas de Michael. Mas antes que ele começou a girar durante a noite, Cassidy estava a pensar voltar para os clássicos, sobretudo a sua canção favorita do partido, em 1979′s “Não Pare Til ‘You Get Enough”.

“Você pode estar em qualquer lugar do mundo, de qualquer cidade, qualquer cidade pequena, qualquer tipo de platéia, negros, brancos, velhos, jovens, pobres, ricos, em qualquer tipo de local”, disse ele. “Eles podem estar querendo ouvir música house, hip-hop, entre em nada, mas” Don’t Stop ‘Til You Get Enough’ vai virar essa parte para fora. ”

Dois membros da nossa equipe também participaram da festa em Nova York. Nós lhe daremos os seus relatórios pessoais a.s.a.p.

Fonte: MJ_Speechless

Katherine Jackson aluga mansão ao lado de Britney Spears

As pessoas comuns geralmente ficariam em um hotel, enquanto a casa está sendo reformada, mas Katherine Jackson não é uma pessoa comum.



Aqui é onde Katherine estará vivendo por alguns meses juntamente com os três filhos de Michael Jackson.

A mansão tem 12.670 m2 e fica em Calabasas, CA com apenas uma quadra de distância de Britney Spears.

Katherine irá desembolsar 26.000 dólares por mês – o valor exato do seu subsídio mensal do espólio de Michael Jackson enquanto sua casa de Encino está sendo reformada.

A mansão tem 07 quartos, uma sala de jogos, cinema, casa de hóspedes, adega, piscina, campo de golfe e muito mais.

Fonte: MJ_Speechless

Joe Jackson conhece projetos desenvolvidos em S.Caetano

Joe Jackson, pai do maior ícone da música pop de todos os tempos, conheceu a cidade de São Caetano nesta quarta-feira. Em visita ao Brasil para disseminar o modelo e, no futuro, talvez instalar no País a Jackson”s Foundation e promover o livro “O que realmente aconteceu com Michael Jackson”, Joe visitou a Fundação das Artes.



Sobre a cidade, o patriarca da família Jackson observou que se surpreendeu positivamente com o que encontrou. Ele destacou que, pelo pouco tempo que passou no município, pôde notar uma intenção muito boa da Administração Municipal em lidar com as questões sociais. “Lá fora, muitos acham que não existem no Brasil trabalhos eficazes como o que encontrei aqui para tratar especialmente com os jovens.”

Em relação ao plano de trazer ao País um núcleo da Fundação que leva o nome de sua família, Jackson explicou que o projeto encontra-se em fase preliminar de estudos. Para utilizar como modelo, ele resolveu conhecer alguns programas bem-sucedidos que misturam as áreas social e cultural desenvolvidos pela Prefeitura de São Caetano.

“É preciso sentir as reais necessidades do Brasil para atendermos o maior número de pessoas possível. Podemos criar algo novo ou aperfeiçoar o que já existe”, ressaltou.

Honra – Após apresentar os programas da Fundação das Artes ao pai de Michael Jackson, a diretora da instituição, Liana Crocco, disse que é muito importante para a unidade receber em suas dependências uma figura como Joe Jackson. “Ele viu que nosso trabalho é bem feito, de grande valor, e que pode servir de modelo para muitas localidades.”

Fonte: MJ_Speechless

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Will.I.Am diz que Michael Jackson ligou reclamando

Em entrevista publicada na nova edição da revista americana Rolling Stone, o líder do Black Eyed Peas, Will.I.Am disse que, pouco antes de morrer, em junho de 2009, Michael Jackson ligou a ele irritado pelo fato de uma versão inacabada da música Hold My Hand, parceria dele com Akon, ter vazado na internet.




Perguntado sobre suas duras críticas a Michael, o disco póstumo do “rei do pop”, que foi lançado nesta terça-feira (14/12/10) nos EUA, Will.I.Am respondeu: “Com certeza eu me sinto enojado, e vou dizer por que: uns dois meses antes de Michael morrer, ele me ligou bastante chateado, dizendo: ‘ei, é o Michael. Alguém vazou uma das músicas. Porque alguém faria isso? Quem faz isso?’ Eu disse, ‘qual música?’ Ele respondeu: ‘uma música chamada Hold My Hand.’ Eu juro por Deus que tive essa conversa com ele.”

No mês passado, ele havia dito que o novo disco era um “desrespeito” a Michael Jackson, alegando que o astro era tão perfeccionista que lançar qualquer música dele sem sua aprovação seria uma desonra à sua memória. Will.I.Am disse ainda que nunca lançará nenhuma das músicas que fez com Michael Jackson.

“Eu conhecia esse homem. Ele era muito crítico em relação a todos os detalhes. Ele ficava no estúdio sozinho, masterizando e mixando tudo. Como você pode lançar um disco sem esse Michael Jackson. Não é Michael Jackson. Eu ouvi a música que está na internet (Breaking News) e fiquei tipo: ‘esse não é o Michael.’ Ele não estava lá para administrar tudo, como fez com Thriller ou Billie Jean. Isso me enoja”, afirmou.

Fonte: MJ_Speechless

Fotos inéditas de Michael Jackson superam US$ 262 mil

Uma coleção de 90 lotes de fotografias inéditas do músico Michael Jackson tiradas pelo fotógrafo Arno Bani em 1999 foi leiloada nesta segunda-feira, 13/12/10 em Paris por 196 mil euros (US$ 262 mil). Foram vendidas, ao todo, 700 cópias de imagens que permaneceram inéditas durante anos, entre elas a imagem de Michael com semblante triste e um olho pintado de azul.



Michael Jackson no retrato “Michael Jackson’s Blue Eye” fotografado por Arno Bani em 1999

Mas o maior preço – 26 mil euros (US$ 34,8 mil) – foi de uma fotografia de grande formato do Rei do Pop vestido de dourado. Entre 9 mil e 25 mil euros (de US$ 12 mil a US$ 33,5 mil) conseguiram o resto dos outros retratos em grande formato, que faziam parte dos anos 90 lotes nos quais se tinha dividido a venda.

O evento foi realizado na casa de leilões Pierre Bergé & Associés. A história dessas fotografias, guardadas em segredo durante mais de dez anos, surgiu da vontade de Michael, que, após ver um trabalho de Bani publicado na imprensa, pediu seus serviços. O fotógrafo declarou à Agência Efe que o Rei do Pop detestava ser fotografado, mas que ficou satisfeito com seu trabalho por se tratar de um profissional, segundo Michael, “jovem” e “não corrompido” pelo sistema.

Fonte: MJ_Speechless

Outros médicos podem estar envolvidos na morte de Michael

Objetos encontrados no quarto do cantor podem ser prova de que outros médicos, além do Dr. Conrad Murray, estavam medicando o cantor.



Fontes ligadas ao caso da morte de Michael Jackson contaram ao site “TMZ” que evidências encontradas no quarto do cantor sugerem que outros médicos estavam prescrevendo medicamentos fortes ao Rei do Pop.

Ainda segundo o site, os advogados do Dr. Conrad Murray, médico que estava com o cantor no dia de sua morte, não pretendem contestar o fato de que Michael morreu por conta de uma alta dosagem de Propofol, mas, talvez, eles usem as evidências encontradas no quarto do cantor para acusar outros médicos de fornecer receitas para que o próprio Jackson pudesse aplicar as doses em si mesmo.

Segundo os advogados de Murray, na ocasião da morte de Michael Jackson, o cantor acordou e aplicou a dose fatal de Propofol quando Murray se ausentou do quarto.

Fonte: MJ_Speechless

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Voz no novo álbum de Michael Jackson está longe de perfeita

As gravações da voz de Michael Jackson num álbum novo que está sendo lançado esta semana estavam longe da qualidade ótima desejada e precisaram de muito aperfeiçoamento digital, revelou um dos principais produtores do disco.

Mas Teddy Riley, que trabalhou com o Rei do Pop em vários álbuns, acha que o álbum “Michael” vai virar um clássico, apesar de não equiparar-se à qualidade da época áurea de Jackson, no final dos anos 1970 e início dos anos 1980.



“Precisei processar mais a voz, e é por isso que as pessoas estão questionando a autenticidade dela”, disse Riley à Reuters, falando do primeiro álbum de materiais novos de Michael Jackson desde a morte repentina do cantor, 18 meses atrás.

O projeto está cercado de controvérsia desde que alguns familiares de Jackson questionaram a autenticidade da voz em algumas das faixas, segundo foi divulgado, e o advogado do pai de Jackson disse que o cantor, que era um perfeccionista, jamais teria desejado que a música fosse lançada.

“Ele (Jackson) não teria visto isso como o vocal final”, disse Riley. “Mas, como não está mais conosco, ele não pode nos dar novos vocais. O que fizemos foi usar a tecnologia Melodyne para colocá-lo na afinação certa.”

“Com o Melodyne, elevamos o tom da voz, e é por isso que alguns dos vibratos soam um pouco desafinados ou processados demais. Pedimos desculpas por isso, mas o que vocês ouvem ainda é o verdadeiro Michael Jackson.”

Riley trabalhou em três das dez canções do álbum – “Hollywood Tonight”, “Monster” e “Breaking News”.

As duas últimas, além da faixa “Keep Your Head Up”, foram gravadas em 2007 na casa da família Cascio em Nova Jersey.

Foram essas as gravações que levaram algumas pessoas a colocar em dúvida a autenticidade das canções, mas Riley e a gravadora Sony se esforçaram para comprovar que as canções são genuínas.

Indagado se concordaria em produzir outros materiais póstumos de Michael Jackson, Riley respondeu:

“Se a decisão couber a mim, sim, eu toparei me envolver em qualquer coisa em que Michael tenha trabalhado. Estou aqui para servir a meu amigo.”

Entre os temas que Michael Jackson trata no novo álbum estão a sede de fama e o preço alto que se paga por ser um astro.

Em “Hollywood Tonight”, ele descreve as experiências verídicas de um amigo anônimo que parte para Los Angeles aos 15 anos de idade para fazer sucesso no cinema, e em “Monster” ele canta sobre os paparazzi.

As resenhas de “Michael”, que chega às lojas britânicas na segunda-feira e nas dos EUA na terça, têm sido de modo geral positivas.

É o primeiro álbum de material novo de Jackson desde “Invincible”, de 2001, e o primeiro de um suposto contrato de 250 milhões de dólares que teria sido fechado entre a Sony e os executores do espólio de Jackson para o lançamento de dez álbuns até 2017.

Fonte: MJ_Speechless

Quincy Jones irá remasterizar álbum “Off The Wall”

Fontes ligadas a Michael Jackson e Sony disseram ao TMZ … que dentre os 10 álbuns que serão lançados, um será a remasterização de “Off The Wall” - com a ajuda de ninguém nada menos que Quincy Jones.



Nós disseram que este plano é de Quincy para assumir o projeto, que irá incluir alguns materiais nunca antes visto.

Outro álbum contará com a trilha sonora do espetáculo de Michael Jackson no Cirque Du Soleil em Las Vegas.

Há relatos que circulam de que a Sony irá lançar os 10 álbuns originais, mas isso não é verdade. Além do lançamento de “Michael” que acontece na terça-feira, 14/12/10, nos informaram que haverá pelo menos ou no máximo um ou dois álbuns com canções inéditas.

Fonte: MJ_Speechless

Kadir Nelson fala sobre a capa do álbum “Michael”

O artista californiano Kadir Nelson foi quem criou o retrato para a capa do novo álbum de Michael Jackson chamado “Michael” sobre as passagens de sua vida .

A pintura mostra a vida cronológica de Michael Jackson, desde seu começo com o Jackson Five até a turnê não alcançada “This Is It”.

Video CLIQUE AQUI

A pintura com tinta óleo reside atualmente em estúdio de gravação Marvin Gaye em Hollywood - que é onde Michael Jackson viu um pedaço similar dedicado à Gaye, em 2001, e queria uma de sua autoria.

“Eu desenho Michael desde que eu tinha oito anos. Quando ‘Thriller’ saiu, eu estava inspirado para atraí-lo e chamei-lhe de todas a maneira através da faculdade. Então você pode imaginar como fiquei entusiasmado quando recebi um telefonema de Michael Jackson dizendo que queria que eu pintasse um quadro dele “, disse Nelson.

Antes mesmo que a pintura pudesse ser iniciada, vários escândalos envolvendo Michael Jackson vieram a tona e então fomos forçado a adiar.

No entanto, após a sua morte em 2009, Nelson foi contatado pelo espólio de Michael Jackson através co-executor John McClain, que então encomendou o trabalho.

“Na pintura ele está sendo coroado por dois cupidos e tem a mão colocada sobre seu coração, porque Michael colocou o coração em tudo que ele fez. E eu senti que era uma espécie de um olhar carinhoso que ele gostaria de dar aos seus fãs, ele está dando o seu coração para seus fãs”, disse Nelson.

A pintura inclui até 50 imagens do Rei do Pop - a idade em que ele chegou antes de sua morte.

Também estão incluídas imagens de sua vida, desde o chimpanzé Bubbles, seus três filhos, e várias pessoas que influenciaram sua vida.

“Michael estava perto de um número de pessoas ao longo de sua vida, especialmente as mulheres, então eu senti que seria importante mostrar algumas das mulheres que ele tinha relações estreitas com como sua mãe, como sua irmã, Janet, Madonna e a princesa Diana , Elizabeth Taylor.”

A pintura ficará nos estúdios de Marvin Gaye, com planos em andamento para uma exibição pública.

Os fãs poderam admirar uma cópia da pintura no álbum de “Michael” que será lançado em 14/12/10.

Fonte: MJ_Speechless

Segundo álbum póstumo de Michael Jackson já está em produção

Teddy Riley, produtor de Michael Jackson, anunciou que já está a prepara um segundo álbum póstumo do cantor. Recorde-se que o primeiro disco lançado após a morte do artista, ‘Michael’, chega às lojas na próxima terça-feira (14 de Dezembro).



Em entrevista à BBC, o produtor norte-americano mostrou-se entusiasmado por continuar a trabalhar nos temas inéditos deixados pelo ‘Rei da Pop’.

“Já estou a trabalhar no próximo álbum e estou feliz por continuar na equipe responsável pelo projeto”, afirmou.

Apesar da controvérsia em torno do primeiro disco após a morte de Michael Jackson, devido às críticas de alguns amigos do cantor que acusam a produção de utilizar imitações do cantor, Riley garante que irá continuar, alegando que Michael se sentiria “orgulhoso”.

Fonte: MJ_Speechless

Parque com os brinquedos de Michael Jackson não é nada barato

Uma empresa da Califórnia do Norte está em posse de todos os brinquedos de Michael Jackson que ficava no Rancho Neverland - e todos estes brinquedos podem ser seu por um dia, mas vai lhe custar caro.




Butler Amusements tem seis atrações diferentes, mas um delas está permanentemente instalada na California State Fair & Exposition, em Sacramento, CA. Os outros cinco, no entanto, estão totalmente disputados.







Fonte: MJ_Speechless

Propriedade exige que nao explorem Michael

A propriedade de Michael Jackson exigiu que Katherine Jackson é seus parceiros de negócios parem imediatamente com a exploração da imagem de Michael Jackson - e mais!




Howard Mann - o cara que tem sido sócio com a Katherine em inúmeros empreendimentos sobre Michael Jackson, incluindo seu livro “Never Can Say Goodbye “- é alvo de uma carta de cessar e desistir… Informações obtidas pelo TMZ.

Os executores da propriedade – que até agora toleraram os negócios da empresa de Mann com Katherine - foram para cima exigindo que Mann pare de usar a imagem de Michael Jackson em banners para promover a noite da “Unveiling of the Jackson Secret Vault Lithographic Collection” (Revelação da Coleção do Acervo Secreto de Litografia da Sepultura ou Cofre de Michae Jackson), em Beverly Hills.

De fato, a própria Katherine está programada para aparecer no evento e até dará autógrafos.

A carta de cessar e desistir - que muitas vezes é um prelúdio de uma ação judicial que significa a primeira tentativa dos executores junto com o advogado dos bens, Howard Weitzman, uma vez relacionada diretamente com a Katherine Jackson.

Como já noticiado, as empresas envolvidas com Katherine tem irritado os executores que estão tentando limpar as dívidas de Michael Jackson e transformar a propriedade em um ativo rentável para benefício dos filhos de Michael.

Fonte: MJ_Speechless

Joe Jackson se diz feliz com homenagem de ‘reforço’ do Fluminense

Joe Jackson, 82, esteve nesta quinta-feira em Salvador, 09/12/10, para lançar seu novo livro, “O que Realmente Aconteceu a Michael Jackson”, também na capital baiana – São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte já receberam o evento.



O pai do cantor morto no ano passado aproveitou para visitar a sede do Olodum, no Pelourinho, onde Michael gravou o clipe de “They Don’t Care About Us”, em 1996. E, quem diria, ainda falou de futebol.

A curiosidade é que o principal artilheiro do Bahia, recém-promovido à Série A do Campeonato Brasileiro, chama-se exatamente Adriano “Michael Jackson” –referência ao jeito em que comemora seus gols, fazendo dancinhas do “Rei do Pop”.

Repórteres locais, então, não desperdiçaram a chance de questionar Joe sobre o assunto. “Fico feliz em ver o nome de Michael relacionado ao esporte”, respondeu ele, segundo publica hoje o jornal “A Tarde”, da Bahia.

Adriano, 23, tem passe vinculado ao Fluminense, atual campeão do Nacional e que já requisitou o retorno do jogador para a temporada 2011, apesar do pedido dos baianos

Fonte: MJ_Speechless

“Mais material inédito de Michael Jackson está para ser lançado”

Mais música ‘nova’ de Michael Jackson planejada diz o produtor.

Mais material inédito de Michael Jackson está para ser lançado, um de seus produtores confirmou.

Teddy Riley, que completou três faixas do próximo álbum de Michael Jackson, disse: “Estou ansioso para fazer o próximo e eu estou feliz que eu estou a bordo.”



Michael, que sai no dia 14 de Dezembro, contém dez faixas, o primeiro material ‘novo’ desde a morte da estrela, em 2009.

A construção foi marcada por discussões sobre a autenticidade da voz de Michael Jackson.

‘Má reputação’

Riley, um dos membros fundadores do grupo Blackstreet,utilizou vocais gravadas por Michael Jackson para terminar um punhado de faixas, incluindo Hollywood Tonight, Monster e Breaking News.

“Nós não vamos fazer nada com má reputação e será ele”, disse ele, de seu futuro envolvimento com o material de Michael Jackson.

“Não é acerca do dinheiro é acerca de ter a certeza que tudo está certo.”

O produtor, que trabalhou no álbum de Jackson Dangerous 1991, também defendeu reivindicações dos sobrinhos de Jackson, que dizem que a voz soava a “falsificação” sobre o material novo, ele diz: “ninguém jamais poderia duplicar Michael”.

“Ele tinha diferentes texturas de vozes”, disse ele.“Especialmente estes vocais são como se sentiu quando ele trabalhava com os Casios [teclados].Diferentes estilos e diferentes locais de Michael. Sinceramente, eu amo as minhas canções. É o que ele [Jackson] teria esperado de nós. Se ele estivesse aqui, ele teria nos empurrado ainda mais. É um disco incrível. A família irá colher os benefícios disso.”

O álbum conta com participações de outros artistas, incluindo Akon, 50 Cent, Lenny Kravitz e Foo Fighters Dave Grohl.

will.i.am de Black Eyed Peas, que também trabalhou com Michael Jackson em material que não aparece em Michael, criticou a liberação, chamando isso “desrespeitoso”.

No entanto, Akon, que é convidado no single “Hold My Hand”, tem defendido o lançamento dizendo que é “manter seu legado vivo”.

Fonte: MJ_Speechless